Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Acidentes de trânsito impactam nos investimentos feitos em serviços públicos

    Dia-Mundial-em-Memória-das-Vítimas-de-Trânsito-1-660x550

    Consciência, atitudes, engajamento e investimento são capazes de mudar a direção do perigoso curso da violência no trânsito. Ano após ano, a imprudência e irresponsabilidade interrompem milhares de vidas e, sem ao menos notarmos, causa impactos em diversos serviços públicos, como por exemplo, o sistema de saúde. Apenas em 2014, 44 mil pessoas morreram por conta de acidentes em ruas brasileiras, de acordo com o Ministério da Saúde, e os gastos com tratamentos e atendimento das vítimas, além dos custos com os óbitos, chegaram a R$ 56 bilhões.

    No último domingo (20), Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trânsito, a população e as autoridades foram convidadas a uma reflexão sobre o alto valor investido em situações que são, em sua grande maioria, evitáveis. Segundo dados do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), somando os valores gastos nos últimos cinco anos, cerca de R$ 250 bilhões poderiam ser investidos na construção de 125 mil escolas ou mais de oito mil hospitais em todo o Brasil, o que ajudaria a amenizar a atual crise vivida por esses setores.

    Outras estimativas feitas pela ONSV chocam por mostrar que as tragédias de trânsito estão muito próximas da realidade de todos. Por exemplo: atualmente, 99 milhões de brasileiros tem conta no Facebook. Nos próximos cinco anos, cada usuário com 200 amigos na rede social perderá cinco deles para a violência no trânsito e outros ficarão com sequelas permanentes. Para 300 contatos no Facebook, esse número sobe para nove mortos.

    Esses e muitos outros dados preocupantes mostram que medidas urgentes precisam ser tomadas em prol da vida, seja por meio da conscientização, da educação e, principalmente, da prevenção. Direta ou indiretamente, somos todos vítimas de um trânsito cada vez mais violento. Vamos juntos nessa luta por um trânsito seguro e de paz?