Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Quem são e onde estão as vítimas mais frequentes do trânsito?

    Quais são as vítimas que mais recebem o Seguro DPVAT? Conheça as principais vítimas do trânsito no Brasil e os grupos que mais recebem indenizações do Seguro DPVAT.

    Na quinta-feira passada postamos uma matéria aqui no blog sobre o volume das indenizações pagas pela Seguradora Líder-DPVAT às vítimas de acidentes de trânsito no primeiro semestre de 2017. Hoje vamos falar mais sobre o assunto, mostrando as faixas etárias mais atingidas, os tipos de veículos que mais geram vítimas, assim como os horários e as regiões que mais concentram as indenizações pagas pela Seguradora Líder-DPVAT.

    Dados levantados pelo Centro de Estatística da Seguradora Líder-DPVAT mostram que jovens entre 18 e 34 anos foram os mais impactados. Trata-se de uma importante parcela da população, já que são vítimas em idade economicamente ativa.

    A maioria das indenizações do Seguro DPVAT  foi para jovens de 18 a 34 anos. Eles representam 49% das indenizações = 94.167 pessoas.

    A moto ainda é o veículo que mais gera acidentes, tendo como principal vítima o próprio motociclista. Eles, que representam apenas 27% da frota, concentraram 74% das indenizações.

    A maior parte das indenizações pagas aos motociclistas, 80%, foi para invalidez permanente. Desse total, os jovens de 18 a 44 anos somaram 85.382 pessoas.

    Sobre o horário, a maioria dos acidentes aconteceu entre o período da tarde e parte da noite. A faixa entre 13h e 20h concentrou 45% dos acidentes no primeiro semestre de 2017. Já a região Nordeste ficou com a maior parte das indenizações, 32%, seguida pela Sudeste, com 29%.

    A região Sudeste concentra o maior inúmero de vítimas em acidentes fatais, com 35%, seguida de perto pela região Nordeste, com 31%.

    Viver seguro no trânsito também depende de nós. Hábitos simples podem ajudar bastante, como: o uso do cinto de segurança nos bancos dianteiro e traseiro; no carro, crianças de até sete anos devem usar a cadeirinha; na moto, a idade mínima para transporte na garupa é de 11 anos. Juntos construímos um trânsito melhor! :DPara acompanhar todos os dados referentes ao primeiro semestre de 2017, é só acessar o nosso Boletim Estatístico.Este conteúdo é de propriedade da Seguradora Líder-DPVAT. A reprodução é autorizada desde que contenha a citação da fonte original www.viverseguronotransito.com.br