Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Mais exigências na formação de motoristas

    Mudanças_CNH.png

    A formação de condutores de automóveis, motocicletas e demais veículos automotores está muito perto de ser modificada. O Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) concluiu, recentemente, os trabalhos de renovação da Resolução 164, de dezembro de 2004, atualizando os procedimentos para a formação de condutores no Brasil. O processo de renovação dessa nova resolução foi democrático e participativo: mais de 300 sugestões foram recebidas pelo DENATRAN. Bastante coisa, não é mesmo? 😉

    Essa nova resolução definiu novos parâmetros para a formação de motoristas, como a ampliação da carga horária de formação, inclusão de conteúdo nas aulas e exames, entre outras sugestões. No momento, todas essas novidades estão sendo avaliadas pela Assessoria Jurídica do Ministério das Cidades, para revisão da redação final do documento.

    A principal novidade será a obrigatoriedade do uso de simulador para os candidatos à habilitação Categoria A, aquela referente às motocicletas. Essa decisão se baseou em estudos da Fundação Centro de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI), entidade ligada à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A obrigatoriedade dos simuladores vai ajudar os candidatos a reduzir a ansiedade antes de ir para as atividades de treinamento nas ruas, além de expô-los a situações que eles não verão no treinamento de rua.

    A renovação da resolução do DENATRAN é muito importante num momento onde dados de indenizações pagas pela Seguradora Líder mostram o impacto que as motocicletas têm nos acidentes de trânsito. Entre janeiro e outubro de 2017, 74% dos sinistros pagos pela seguradora estavam relacionados a motos, totalizando 241.833 casos. São dados alarmantes! L A formação é uma etapa crucial para o ensino das habilidades básicas dos condutores, assim como para conscientização do uso de equipamento de segurança, em especial, o capacete.

    As mudanças previstas serão adotadas em dois tempos. As novas exigências como o aumento de carga horário de aulas, por exemplo, passarão a valer seis meses depois da publicação da nova resolução no Diário Oficial da União. Já o uso dos simuladores para motociclistas começa a valer a partir de 2020, dando tempo para que as escolas de condutores e a indústria fornecedora de equipamentos tenham tempo de se adaptar.

    E você? Qual a sua sugestão para melhorar a formação do motorista brasileiro? Deixe sua sugestão aqui nos comentários. 😉