Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Road Rage: saiba mais sobre a fúria no trânsito

    road-rage.png

    Uma pessoa gritando com outras pessoas no trânsito. Uma briga entre motorista e um pedestre que atravessou fora da faixa. Uma discussão entre o motociclista que passou no corredor e um motorista de ônibus. Você já presenciou alguma dessas situações? Se a resposta for sim, saiba que existe uma explicação para esses comportamentos aparentemente fora de contexto: é o chamado "road rage", em tradução livre "fúria no trânsito", em que o condutor expressa comportamentos agressivos direcionados a outro motorista ou pedestre em um esforço para intimidar ou liberar sua frustração.

    E a "fúria no trânsito" tem uma explicação biológica: o aumento do potencial elétrico, ocasionado por altos níveis de poluição na atmosfera, pode ocasionar perturbações nas funções dos neurotransmissores, o que leva a uma perda no controle dos comportamentos explosivos. O resultado? Uma explosão leva à agressividade e violência verbal, galera. :(

    Problema mais frequente em homens

    De acordo com a Associação dos Portadores de Transtorno de Ansiedade (APORTA), os homens são os que mais sofrem desse transtorno. A explicação é muitas vezes cultural, já que a virilidade, para muitos deles, está ligada ao carro e ao modo como eles conduzem. Uma coisa é fato: esse tipo de comportamento pode gerar mais acidentes. Sabe o que ajuda a comprovar isso? As indenizações pagas pelo Seguro DPVAT, pessoal. Historicamente, sua maior incidência vai para as vítimas do sexo masculino. Somente no primeiro trimestre de 2018, foram 75% das indenizações.

    Relação do aumento da frota e aumento do estresse

    Em menos de 10 anos, o número de automóveis no país saltou de 53 milhões para 94 milhões. Isso significa que, hoje, quase metade da população brasileira tem carro. Muita coisa, não é mesmo? O aumento na frota brasileira ajuda a explicar o elevado número de congestionamentos, um dos principais motivadores para a "fúria no trânsito". Afinal, as emoções despertadas naqueles que enfrentam longos engarrafamentos, como o estresse, podem desencadear atos agressivos na direção.

    Como combater

    Por aqui só rola dica boa e, pensando nisso, separamos algumas que podem colaborar para diminuir a sensação de raiva constante ao volante. Confira!

    Jamais responda a agressões no trânsito! Se sentiu ameaçado? Ligue para a Polícia Militar, através do número 190. Outra dica bem bacana é, ao menor sinal de desentendimento, aumente a distância em relação ao outro carro.

    Evite conduzir quando estiver sob uma situação de estresse ou após uma discussão. Foque apenas na direção e resolva os outros problemas depois.

    Que tal tornar o congestionamento menos maçante? Músicas e audiobooks ajudam a distrair um pouquinho.

    Tentou as dicas acima e não deu certo? Talvez seja a hora de procurar ajuda profissional, como um terapeuta, por exemplo. Além de se estressar menos, é uma ótima oportunidade de resolver várias outras questões. ;)

    Como você viu, o "road rage" é um fenômeno bastante complexo e envolve uma porção de coisas. Por isso, se você se identificou com qualquer um desses sintomas, o importante é buscar ajuda. Afinal de contas, o trânsito não deve ser sempre sinônimo de estresse, não é mesmo? ;)