Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Dia do Jovem: faixa etária de 18 a 34 anos é a principal vítima do trânsito brasileiro

    dia-do-jovem.png

    Hoje é Dia do Jovem e essa data deve ser comemorada com a alegria característica da idade, não é mesmo? Mas tanto as estatísticas quanto os noticiários nos mostram um dado triste: os acidentes de trânsito são a principal causa de morte entre jovens. Mas por que isso acontece? É o que vamos descobrir juntos no post de hoje. Bora lá?

    A cada dia de 2018, mais de 460 indenizações pagas

    Somente no primeiro trimestre de 2018, a faixa etária mais atingida por acidentes de trânsito foi a de 18 a 34 anos, com 42 mil indenizações pagas, o equivalente a 48% do total do período. Isso corresponde a capacidade total da Arena Palestra Itália, em São Paulo, estádio que registrou o maior número de megashows no mundo no ano passado. De impressionar, não é? Mas não para por aí! Outra informação nada legal é que os homens representaram 75% das indenizações pagas somente neste período. Alô, rapaziada! L

    Impacto direto na economia

    Os jovens de 18 a 34 anos são a população considerada "economicamente ativa". Após um acidente de trânsito, quando não perdem suas vidas, eles acabam adquirindo algum tipo de sequela permanente, que os impedem de retornar ao mercado de trabalho e geram uma porção de perdas para a economia. Um estudo feito pela Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) mostra que, em 2016, somente nas rodovias federais e estaduais, R$ 5 bilhões foram perdidos devido à acidentes de trânsito. Esse número levou em conta gastos como a destruição do veículo, as despesas hospitalares e a própria perda de produtividade, pessoal. :(

    Mas, afinal de contas, quais são os motivos?

    Essa é a pergunta mais frequente feita pelos estudiosos do trânsito e tem inúmeras respostas, galera. Geralmente, alguns deles mencionam características da própria idade, como a impulsividade que leva ao desrespeito às leis de trânsito de forma geral, através de atitudes como dirigir em alta velocidade, ingerir álcool, falta de atenção, consumo de drogas e manuseio do celular ao volante.

    Todos sabemos que a escolarização, desde muito cedo, tem um papel super importante na criação de uma cultura defensiva no trânsito entre os jovens, mas não é só isso. Um bom exemplo também pode (e muito) motivar boas práticas! Por isso, papais, parentes e comunidade em geral: vocês têm todo o potencial para influenciar, positivamente, o comportamento dos jovens. É o poder através do exemplo! =)

    Ser jovem é muito bom, não é mesmo, galera? ;) Então, não deixe os melhores anos da sua vida acabarem no trânsito. Vocês tem o poder da mudança que o nosso trânsito precisa adotando atitudes simples podem ser decisivas para garantir a preservação da sua vida. Tem uma história todinha esperando ser escrita por você! \o/