Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • #DPVATExplica: saiba a diferença entre o Boletim de Ocorrência e o Ato Declaratório

    bo-atodeclaratorio.png

    Principal documento para você dar entrada no pedido de indenização do Seguro DPVAT, o Boletim de Ocorrência (B.O), tem uma série de particularidades, que costumam variar de estado para estado. Mas e na ausência desse documento? Nesses casos, galera, é preciso apresentar a chamada comprovação de ato declaratório. Ih, ficou confuso? Então, esse post é para você. Se liga que chegou a hora de mais um #DPVATExplica! ;)

    Por que o Boletim de Ocorrência é o principal documento para dar entrada no Seguro?

    Essa é fácil, pessoal! ;) O Boletim de Ocorrência é o único documento que contém as informações dos veículos e das pessoas envolvidas, além de toda a dinâmica do acidente, ou seja, em que posição a vítima se encontrava (motorista, passageiro ou pedestre), data e local exatos, enfim, toda a história que envolveu a ocorrência.

    Afinal, o que é o Ato Declaratório?

    O nome pode até parecer complicado, mas a explicação é bastante simples, galera. O Ato Declaratório é um documento, emitido por órgão oficial, que assim como o Boletim de Ocorrência, ratifica a existência do acidente, quais foram as suas circunstâncias e qual a participação da vítima. Ele é requerido nos casos em que o B.O é registrado depois do acidente, trazendo uma data diferente de quando a ocorrência realmente aconteceu. Não esqueça de encaminhar junto ao Ato Declaratório um dos documentos listados abaixo:

    • Boletim de Atendimento Médico (BAM)/Ficha de Primeiro Atendimento Médico
    • Atendimento e/ou Remoção pelo Corpo de Bombeiros
    • Atendimento pela Polícia Militar
    • Atendimento pela Polícia Civil
    • Atendimento e/ou Remoção pela Polícia Rodoviária Federal
    • Atendimento e/ou Remoção pelos "Anjos do Asfalto", ou Concessionárias de Vias Públicas ou similares
    • Remoção pelo SAMU
    • Remoção pela Defesa Civil
    • Inquérito Policial
    • Aviso de Sinistro em Seguradora do Ramo Auto
    • Outro documento que evidencie que o acidente relatado no BO por ato declaratório de fato ocorreu na data/local informado.

    Só consegui fazer o Boletim de Ocorrência online. Consigo dar entrada na indenização?

    Opa, essa é uma pergunta que a gente costuma ouvir bastante por aqui! Somente três tipos de Boletim de Ocorrência virtuais são aceitos na hora de dar entrada na indenização do Seguro DPVAT: o SETERB, da cidade de Blumenau, Santa Catarina, o BATEU, do Paraná e o BOAT, do Espírito Santo. Então, se você é de algum estado diferente do que falamos por aqui, será preciso apresentar o Boletim de Ocorrência. Caso o B.O não tenha sido feito no local do acidente, o mesmo deverá ser registrado por ato declaratório.

    E aí, gostou de saber mais sobre esses documentos super importantes? ;) A gente lembra que sua dúvida pode se tornar um post do #DPVATExplica aqui no blog. Para isso, é simples: basta deixar seu comentário aqui embaixo. Esperamos por você! =)