Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Dia Nacional do Ciclista: uma viagem pelo universo das bicicletas

    Bike, magrela, camelo, kalanga, zica... são muitos os apelidos para a bicicleta, mas a verdade é uma só: ela, certamente, ocupa um espaço muito grande no coração dos brasileiros. ❤ Hoje, no Dia Nacional do Ciclista, queremos contar um pouco mais da sua história, suas curiosidades e como ela pode te ajudar a adotar um estilo de vida mais saudável. Confere só! 😉

    Uma viagem no tempo

    Sabia que faz 201 anos que foi lançado o primeiro modelo de bicicleta? É isso aí! A bicicleta do barão alemão Karl von Drais, de 1817, é considerada a pioneira. Batizada de "máquina corredora", ela era feita de madeira e funcionava com o impulso dos pés. O objetivo da sua criação foi oferecer um meio de transporte mais barato e fácil de manter que os cavalos. 😱 Dá só uma olhadinha em como ela era e conta para gente nos comentários o que você achou. 😉

    bicicleta-von-drais.jpg 

    Fonte: Gun Powder MA/Wikimedia

    Será que você precisa mesmo ter um carro?

    De acordo com estudo publicado no British Medical Journal, importante publicação da área médica, o chamado "deslocamento ativo" ou seja, ir de bicicleta ou a pé para atividades cotidianas, como o trabalho, está relacionado a um risco de morte 41% inferior comparado com o deslocamento feito de carro ou em transporte público. E não para por aí! Quem vai para o trabalho pedalando sofre um risco 52% menor de morrer de doença cardíaca e 40% menor de morrer de câncer.

    Além de cuidar da sua saúde, ao adotar a bicicleta, você corta gastos como combustível, estacionamento, trocas de óleo, balanceamento, mecânico e eventuais retoques. Isso sem contar que as peças e eventuais reparos de uma bicicleta têm custo muito baixo quando comparados com os de um automóvel. E aí, depois desses dados, será que você precisa mesmo ter um carro? 😉

    Cidade da bicicleta: o exemplo de Roterdã, na Holanda

    As cidades do mundo todo estão investindo cada vez mais no transporte via bicicleta! E como por aqui a gente gosta muito de exemplo, vamos falar de Roterdã, na Holanda. Estudos afirmam que, dos 600.000 habitantes da cidade, cerca de 70.000 utilizam a bicicleta no seu deslocamento diário. Muita gente, não é? Imagina no Brasil! Por isso, a Prefeitura da cidade instalou alguns semáforos de ciclovia com sensores de temperatura infravermelhos. O objetivo é descongestionar a cidade, favorecendo o tráfego não-poluente. Se você também gosta de bike como a gente, dá até aquela vontade de fazer uma visitinha à Holanda, não é? ❤

    O que o CTB fala sobre a bicicleta?

    Quem circula de bike também tem direitos e deveres, pessoal! De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é necessário que a bicicleta tenha buzina, espelho e adesivos refletores na frente, atrás, nas laterais e nos pedais. Você sabia disso? 😱

    Outro ponto importante é que não adianta deixar o carro em casa e ir para o bar de bicicleta, galera: o ciclista alcoolizado, apesar de não ter pontos para perder na carteira, nessa condição, pode ser multado e até preso. É bom ficar de olho!

    A bicicleta na cultura popular

    O Blog Viver Seguro no Trânsito também é cultura, galera! E tem vários filmes sobre bicicleta por aí, tais como "As Bicicletas de Belleville", "O Escocês Voador", "Competição de Destinos - American Flyers", "Perigo por Encomenda" e "O Caminho das Nuvens". E gente não poderia deixar de falar do mais famoso de todos, o "E.T. – O Extraterrestre" que tem uma das cenas com bicicleta mais famosa da história do cinema! Muito amor! ❤ E aí, que tal aproveitar o final de semana para assistir pelo menos um deles?

    É verdade que nunca esquecemos como andar de bicicleta?

    E, para encerrar esse super post, queremos matar a sua curiosidade a respeito da pergunta desse título: sim, é verdade! Isso acontece porque o sistema nervoso tem como principal característica a capacidade de reter informações nos neurônios e na rede formada por eles. No caso das atividades motoras, as informações para executar os movimentos ficam armazenadas no chamado sistema extrapiramidal, no cérebro. Quando essa parte é estimulada, o conhecimento pré-adquirido surge automaticamente e você está pronto para andar de bicicleta como se fosse a primeira vez! \o/

    E aí, gostou da nossa viagem pelo universo das bikes? Tem alguma história legal com a bicicleta para compartilhar com a gente? Então, é só deixar seu comentário. Esperamos por você! ;)