Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Documentos simplificados na hora de dar entrada no Seguro DPVAT

    A Seguradora Líder tem investido bastante para tornar o Seguro DPVAT cada vez mais acessível para os mais de 208 milhões de brasileiros. Mas sabe uma das maneiras que estamos fazendo isso? Simplificando os documentos na hora de dar entrada no Seguro. 😉 Nesse post, reunimos alguns dos principais documentos que sofreram alterações neste ano. Prepare o papel e a caneta para tomar nota, hein! 📝

    Evoluções ao longo de 2018

    O final do ano está chegando e a gente coleciona uma porção de resultados positivos! Em maio, por exemplo, houve mudança nas exigências para processos de indenização por morte. A prova de dependência econômica deixou de ser feita através da anotação constante na Carteira de Trabalho (CTPS) e a Declaração de Separação de Fato deixou de ser obrigatória. Mas não paramos por aí! Em outubro, a criação do Formulário Único, cujos detalhes a gente conta para você aqui embaixo, unificou três formulários: a Autorização de Pagamento de Sinistro e Registro de Informações Cadastrais Pessoa Física; a Declaração de Ausência de Laudo do IML; e a Declaração de Únicos Beneficiários. E sabe quem saiu ganhando? Você! 😀

    Informações reunidas

    Desde outubro, através do Formulário Único de Pedido do Seguro DPVAT, a Seguradora Líder deu mais um importante passo na simplificação dos processos de solicitação do Seguro DPVAT. O novo formulário centraliza as principais informações de vítimas/beneficiários para todas as coberturas do seguro, o que possibilita maior agilidade na regulação e na liberação do pagamento das indenizações. Bem legal, não é? ❤

    Mudanças para os não-alfabetizados

    Além do Formulário Único, outra mudança super importante no processo de solicitação foi para os beneficiários não alfabetizados. Agora, eles não precisarão apresentar formulários, declarações e procurações por instrumento público, emitidos em cartórios. Eles poderão indicar uma pessoa que, a seu pedido (rogo), preencherá e assinará, juntamente com duas testemunhas, todos os documentos relativos ao pedido de indenização do Seguro, incluindo o formulário unificado que a gente falou aqui em cima. Nesses casos, os beneficiários não alfabetizados precisarão apenas inserir, nos documentos, a sua impressão digital.

    Mas, afinal, qual documentação ainda continua valendo?

    Para facilitar, a gente quer dizer que, além do formulário único, existem documentos específicos para cada tipo de cobertura, que você confere clicando aqui. Um desses documentos é a Declaração de Prevenção à Lavagem de Dinheiro, de preenchimento obrigatório por parte do procurador, disponível neste link. É bom ficar de olho! 👀👀👀

    Estamos aqui para você

    Ficou com dúvidas mesmo assim? Não tem problema! Basta entrar em contato com a Central de Atendimento da Seguradora Líder, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, através dos números 4020-1596 para regiões metropolitanas e do 0800 022 12 04 para outras regiões. Além desse canal, também é possível tirar dúvidas através das redes sociais oficiais do Seguro DPVAT, como o Facebook e o Twitter. 😉

    Tem muita novidade rolando para tornar o Seguro DPVAT cada vez mais acessível para você e os 208 milhões de brasileiros! Continue ligadinho aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito para acompanhar em primeira mão. Esperamos por você nos comentários. 👇