Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Saiba mais sobre os perigos da combinação álcool e direção

    Um, dois, três copinhos para refrescar o calor do verão e chegou a hora de ir para casa, dirigindo. Pode falar a verdade: quantas vezes você já viu essa cena? Essa é apenas uma das situações do dia a dia com a perigosa mistura de álcool e direção. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), esse já é um dos cinco principais fatores de risco para a mortalidade no trânsito brasileiro. Mas quais são os riscos de beber e dirigir? Quais as punições? E a Lei Seca? Você confere as respostas para essas perguntas e muito aqui. Continue acompanhando! 😉👍

    Entendendo os perigos de beber e dirigir

    Pegar o carro para ir para casa após uns tomar umas cervejinhas no happy hour com os amigos não parece nada demais? Mas temos novidades: com apenas 0,02% a 0,05%, o equivalente a um copo de cerveja, há diminuição considerável das funções visuais e da capacidade de fazer duas coisas ao mesmo tempo. Com dois copos, o equivalente a 0,10%, a situação começa a ficar mais séria: há redução da capacidade de ficar na mesma pista da estrada e parar corretamente. Já com três copos, o equivalente a 0,15%, há incapacidade de controlar o veículo e prestar atenção às funções de direção. Impressionante! 😱

    Lei Seca, uma década de atuação para tornar o trânsito mais seguro

    Quando falamos da mistura bebida e direção, é impossível não lembrar da Lei Seca, nome popular da Lei 11.705/2008, que ficou conhecida por reduzir a tolerância no nível de álcool no sangue de quem dirige. No ano passado, ela completou uma década de atuação com resultados bastante positivos: segundo a Escola Nacional de Seguros (ENS), desde sua implantação, a Lei Seca já poupou 40 mil vidas no trânsito e 235 mil pessoas de ficarem com algum tipo de invalidez permanente. Bem legal, não é? 😉

    Punições mais severas para a mistura bebida e direção

    Mas não é só a Lei Seca que trouxe punições mais severas para a mistura bebida e direção, galera! A Lei nº 13.546/17, que entrou em vigor no dia 19 de abril, trouxe alterações significativas ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB), aumentando o rigor na punição aos motoristas que conduzirem veículos sob o efeito de álcool ou outras substâncias psicoativas e causarem acidentes. Agora, nos casos de lesões corporais graves ou gravíssimas, aquelas que podem gerar invalidez permanente, a pena passou de 6 meses a 2 anos para de 2 a 5 anos de prisão em regime fechado e, nos casos de homicídio culposo, aquele onde não há intenção de matar, passou de 5 a 8 anos de prisão, também em regime fechado.

    Achou que parava por aí? Não mesmo! Outra novidade trazida pela Lei nº 13.546/17 está no fato que não haverá a possibilidade de pagamento de fiança, ocorrendo a suspensão ou proibição do direito de dirigir. A gente nem precisa falar que foi grande passo para reforçar a segurança no trânsito, galera! 😉

    Transportes alternativos são opção depois da saideira

    Tomar aquela gelada não tem problema se você não pegar o carro, pessoal. Que tal aproveitar essa oportunidade para usar a tecnologia ou o transporte público como solução? Fica a dica: depois da saideira, explore opções como o metrô, trem, ônibus, Uber, táxi, bicicleta para garantir a sua segurança na volta para casa! 😍

    Com esse post, queremos te mostrar que o condutor precisa entender que é o responsável por todos que estão no veículo e refletir sobre isso antes de beber. Afinal, a construção de um trânsito mais seguro para todos também é sua responsabilidade! Que tal pensar nisso antes de pegar na direção do carro, hein? =)