Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • #BonsExemplos: Colômbia assina pacto para reduzir mortes de crianças

    Adoramos compartilhar iniciativas que ajudam a levar mais segurança para o trânsito, seja no Brasil ou no exterior! Neste post da série #BonsExemplos do Blog Viver Seguro no Trânsito, a inspiração é internacional e chega diretamente da Colômbia, que firmou um compromisso com a Organização das Nações Unidas (ONU), para reduzir os números de morte de menores de idade no trânsito do país. Quer saber mais? Fique ligado!

    Números positivos

    O país já vinha apresentando bons resultados nos esforços de manter os números de acidentes de trânsito envolvendo crianças e adolescentes baixos. Nos primeiros 6 meses deste ano, além de não ter sido contabilizado nenhum acidente envolvendo menores em mais de mil municípios do país, os incidentes envolvendo menores de 15 anos caíram 7,2% em toda a Colômbia, em relação ao mesmo período do ano passado. Quando há comparação dos números totais de vítimas fatais em acidentes de trânsito, houve redução de 2,33%. Bacana né?

    Compromisso com o futuro!

    Para manter os bons resultados, o governo do país fez o “Pacto por la Seguridad Vial de los Niños, Niñas y Adolescentes de Colômbia”, assinado pela Ministra dos Transportes, Ángela María Orozco; o diretor da Agência Nacional de Segurança de Trãnsito, Luis Lota; e os Ministros da Saúde, Juan Pablo Uribe e da Educação, María Victoria Ângulo. O principal objetivo é priorizar ações de prevenção e educação no trânsito desde a infância, além de se comprometerem em trabalhar para executar planos e políticas que garantam a segurança desses menores, envolvendo desde os pais até as instituições de ensino.

    Em Bogotá, maior cidade e capital da Colômbia, foram implementados alguns planos de segurança. O programa Visão Zero, conjunto de iniciativas que visam a redução dos acidentes, tem entre as ações redesenhar vias no entorno de escolas e hospitais e adotar medidas de moderação de tráfego como, por exemplo, lombadas, faixas, maior sinalização e espaço seguro para circulação dos pedestres. Dessa forma, acidentes que eram totalmente evitáveis, começam a ser reduzidos.