Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Como preencher o Formulário de pedido do Seguro DPVAT?

    O Formulário de Pedido do Seguro DPVAT centraliza as principais informações de vítimas e beneficiários e é um documento obrigatório para todas as coberturas do Seguro DPVAT. Para te ajudar, montamos um passo a passo de como preencher esse documento da forma correta e completa, evitando atrasos na análise e liberação dos pagamentos dos pedidos. Curtiu? Então, continue acompanhando!

    1- Antes de tudo, acesse o formulário, disponível aqui:

    2- Reserve um momento de completa atenção para o preenchimento! O erro de um número ou dado pode impedir a análise do seu processo, gerando pendência. Portanto, já sabe: faça com calma!

    3- Mão na massa! Comece assinalando a cobertura que deseja pleitear: morte, invalidez permanente ou DAMS. Em caso de invalidez permanente e DAMS, você pode assinalar as duas opções no mesmo formulário. Depois, reúna todos os documentos e informações e comece o preenchimento:

    • ▶ CPF da vítima;
    • ▶ Nome completo da vítima;
    • ▶ Nome completo do beneficiário;
    • ▶ Profissão;
    • ▶ Informações residenciais que devem ser iguais aos comprovantes apresentados (endereço, número, complemento, bairro, cidade, estado e CEP do beneficiário);
    • ▶ e-mail;
    • ▶ Informações sobre a renda mensal;
    • ▶ Dados bancários: o beneficiário deverá escolher entre conta poupança ou conta corrente e informar banco, agência e conta.

    É importante lembrar que, em caso de beneficiários entre 0 e 15 anos e pessoas declaradas incapazes, é preciso preencher os campos 17 a 19, com as informações do representante legal.

    4- Agora vamos a algumas particularidades: caso você esteja dando entrada por invalidez permanente e não for apresentar o laudo do Instituto Médico Legal (IML), será necessário o preenchimento do campo 22, Declaração de Ausência de Laudo do IML. Se sua cobertura não for por invalidez permanente, basta deixar o campo em branco.

    5- Outro caso específico é a Declaração de Únicos Beneficiários, necessária apenas nas indenizações por morte. Se esse for o caso, certifique-se de preencher todos os campos corretamente;

    6- Insira o dia, mês e ano do preenchimento.

    7- Caso o beneficiário não seja alfabetizado, será necessária a inclusão da impressão digital ao final do formulário e o CPF. Além disso, é necessário escolher uma pessoa que assinará a rogo, ou seja, a pedido do beneficiário, se comprometendo a dar ciência do teor de todo o documento.

    8- Para a parte das assinaturas, tenha muito cuidado, é necessário que a vítima/beneficiário assine conforme o documento de identificação apresentado!

    9- Para finalizar o formulário, as testemunhas. Campo obrigatório apenas em casos de indenizações por morte ou aquelas destinadas às vítimas ou beneficiários não alfabetizados.

    Agora seu formulário já está completo! Se mesmo com as orientações, surgirem algumas dúvidas, lembre-se que você pode comentar o post ou entrar em contato através da página oficial do nosso Facebook, que iremos atender e prestar os devidos esclarecimentos!