Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo
  • Retomada das aulas para CNH no Brasil

    Neste mês, o Detran autorizou a retomada das aulas presenciais do curso de formação de condutores em todo o Brasil, seguindo os protocolos sanitários e de segurança. Além disso, as cidades precisam estar ao menos na fase laranja de reabertura. Quer saber mais? Então dá uma olhada no post abaixo!

    Durante o período de isolamento social, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) havia autorizado a realização das aulas teóricas na modalidade de ensino remoto, conforme falamos aqui no Viver Seguro no Trânsito, no post dia 30 de abril.

    No entanto, frente à reabertura gradual da economia e a flexibilização da quarentena, as aulas presenciais para tirar a Carteira Nacional de Habilitação, assim como as entidades que ministram os cursos de habilitação para formação de instrutores e examinadores de trânsito, além de diretores de Centro de Formação de Condutores (CFCs), foram autorizadas a serem retomadas, contanto que de forma consciente. Para isso, será necessária a utilização de máscara, bem como disponibilização de álcool gel, prática do distanciamento social, com espaço entre carteiras e cadeiras escolares, higienização de balcões, computadores, maçanetas, corrimões e rampas de acessibilidade, entre outros equipamentos.

    Outra medida importante é referente à utilização de ar-condicionado. De acordo com a orientação, portas e janelas das salas de aula devem ser mantidas abertas e a higienização reforçada, mas, caso seja necessário o uso do ar-condicionado, este deve ser utilizado no modo ventilação aberta.

    Para a permanência na sala, o número de alunos por sala e o horário também serão limitados por decretos municipais, além das determinações de segurança já publicadas por cada cidade.

    Até então, os cursos de especialização liberados são: transporte escolar, transporte coletivo de passageiros, transporte de emergência, transporte de produtos perigosos, transporte de cargas indivisíveis, motofrete, mototáxi com carga-horária de 30 a 50 horas.

    Já os cursos de capacitação são os de diretor-geral, diretor de ensino, instrutor de trânsito, Examinador de Trânsito, instrutor de trânsito especializado, com carga-horária de 180 a 220 horas.

    Vale lembrar que a fiscalização dos locais credenciados será mantida constantemente pelos Detrans de cada município.

    E aí, o que você acha da flexibilização das medidas de segurança? Conta pra gente nos comentários!