Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Arquivos mensais: Julho 2018

Saiba mais sobre a nova estrutura de atendimento aos segurados e beneficiários

Por aqui, queremos te atender cada vez melhor e, para isso, desde o dia 30 de julho, a Seguradora Líder conta com uma estrutura de atendimento novinha e adivinha só? A gente vai contar todos os detalhes nesse post. Então, já sabe, pega o seu café e continue ligadinho. 😃

Uma nova Central de Atendimento

Agora, além do tradicional Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), a Seguradora Líder também conta com a Central de Atendimento, que será dedicada exclusivamente a prestar esclarecimentos sobre o andamento de processos de indenização do Seguro DPVAT. Dessa forma, o SAC ficará focado na recepção de sugestões e reclamações, além de fornecer informações institucionais sobre o Seguro e a Seguradora. Com mais organização, todo mundo sai ganhando! \o/

Como faço para entrar em contato?

Essa é a pergunta de ouro, não é mesmo? A gente te conta. ☺ A Central de Atendimento estará disponível através dos números 4020-1596, para moradores de Regiões Metropolitanas, e do 0800 022 12 04 para as demais regiões. Já o SAC passará a atender pelo número 0800 022 81 89. E, como por aqui também tem inclusão, o telefone de contato para deficientes auditivos e de fala permanece o mesmo: 0800 022 12 06. O atendimento na Central será das 8h às 20h, de segunda a sexta-feira. Já o SAC ficará disponível 24 horas por dia, durante os sete dias da semana. Anota aí!

São muitas formas de nos mantermos conectados

Mas a gente não fica restrito só à Central de Atendimento e ao Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) não, pessoal! O futuro é digital e, sabendo disso, a gente tem um site totalmente preparado para você ficar por dentro de todos os detalhes do Seguro DPVAT. Confira o Atendimento Online clicando aqui e o espaço dedicado para dúvidas, reclamações e sugestões clicando aqui.

Um recado importante

Para terminar esse post, a gente quer te lembrar de algo muito importante: também é possível consultar seu processo de indenização do Seguro DPVAT no site da Seguradora Líder, clicando aqui. Por lá, dá para ficar por dentro da sua indenização com ou sem o número de sinistro. O que você está esperando para acessar, hein? 😉

Tem muito mais mudança vindo por aí, pessoal! Continue ligado no Blog Viver Seguro no Trânsito para saber mais. 😉


Continuar lendo

Devagar e sempre: por que o trânsito melhora quando o limite de velocidade diminui?

Quando as prefeituras resolvem diminuir o limite de velocidade nas principais vias das cidades, muita gente costuma reclamar. O primeiro pensamento deve ser: como reduzir a velocidade vai ajudar a evitar os engarrafamentos? Mas temos uma notícia para você: de fato, o trânsito melhora quando o limite de velocidade das vias é reduzido. Ficou curioso para saber porquê? Se liga no post aqui embaixo e compartilha com todo mundo. =)

Sem acidentes, sem trânsito

Essa é a explicação mais simples, galera! Quanto menor a velocidade, menores são os riscos de acidentes e, por consequência, o volume de trânsito. E tem um monte de exemplos práticos desse fato. Em São Paulo, em 2015, apenas um mês depois da implementação obrigatória da redução de velocidade nas marginais da cidade, os acidentes com vítimas já haviam caído 36%, de acordo com levantamento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Bastante coisa, não é? 😨

A Física também explica

É bem verdade quando dizemos que a Física está em todo lugar, inclusive no trânsito. 😉 Neste sentido, tem um estudo super legal feito pelo Departamento de Planejamento de Helsinki, na Finlândia, que afirma que, quanto menor for a velocidade dos carros que estão à frente, maior será o intervalo que os veículos de trás tendem a manter deles, permitindo que muito mais carros passem por hora. Já tinha parado para pensar nisso? 🤔

Um pouco de arroz vai mudar o seu conceito sobre o trânsito

Mas nem só de explicações comuns vive o mundo, galera. Por isso, a gente quer dar uma outra explicação, no mínimo, inusitada: a chamada "Teoria do Funil", criada por Doug MacDonald, ex-secretário do Departamento de Transporte de Washington, nos Estados Unidos. Para ele, o trânsito é como grãos de arroz passando por um funil. Neste caso, o funil representa as marginais e o arroz, os carros. Quando não há limite de velocidade, todos os grãos caem juntos, entupindo a saída. Por outro lado, se você joga o arroz aos poucos, ele consegue passar por esse mesmo espaço de forma tranquila. Ou seja, quando o fluxo de veículos é alto, não adianta sair correndo, já que isso diminui a capacidade da via de escoar todos esses carros ao mesmo tempo. Pode confessar: depois dessa, você nunca mais você vai ver o arroz da mesma forma, não é? 😂

Através desses exemplos práticos, já deu para perceber que nosso objetivo por aqui é te incentivar a ir mais devagar no trânsito, não é mesmo? Com isso, todo mundo sai ganhando, inclusive você. 😗


Continuar lendo

Dia dos Avós: números comprovam que os seus dirigem bem melhor que você

Duvidou do título desse post? Mas essa é uma realidade, pessoal! De acordo com o Boletim Estatístico de Junho, divulgado pela Seguradora Líder, a faixa etária de 65 anos ou mais representou apenas 5% do total de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no primeiro semestre desse ano, enquanto a faixa etária de 18 a 34 anos, por exemplo, representou 47% do total das indenizações pagas. E vale lembrar que, de acordo com o Denatran, o número de condutores habilitados em ambas as faixas etárias é quase igual: são cerca de 6,5 milhões em todo o Brasil apenas na categoria “B”. De impressionar, não é?

E, como por aqui a gente não perde nenhuma oportunidade, hoje, data em que é celebrado o Dia dos Avós, queremos contar para você um pouquinho mais sobre o comportamento dessa faixa etária no trânsito. Continue acompanhando o nosso post para saber mais. =)

Prudência reconhecida em estudos internacionais
É isso aí, galera! O fato dos idosos serem mais prudentes no trânsito vai além do nosso Boletim Estatístico. Um estudo realizado pelo Hospital da Filadélfia, nos Estados Unidos, em parceria com uma empresa de seguros americana, mostrou que o risco de uma criança sair gravemente ferida de um acidente quando um idoso está na direção cai pela metade quando comparado à quando os pais estão no volante. A análise ainda mostrou que, quando os avós guiavam o carro, apenas 6% dos acidentes resultaram em ferimentos graves para a criança.

Mas por que será que os idosos são mais prudentes no trânsito, hein, pessoal? Uma pesquisa da Universidade de Swansea, no País de Gales, Reino Unido nos dá essa resposta. De acordo com estudo, a prudência dos motoristas mais velhos está diretamente ligada ao fato de compensarem possíveis fragilidades que vem com a idade dirigindo com mais cuidado. Dessa forma, além de dirigir mais devagar, os idosos não se importam em desacelerar, deixar espaços mais abertos entre os carros e esperar melhores condições do tempo. Olha quanto cuidado! <3

Os idosos também precisam de cuidados no trânsito
Apesar de termos dado alguns argumentos que afirmam que os idosos são mais prudentes, isso não significa que essa faixa etária não precisa tomar cuidado no trânsito, galera. Muito pelo contrário! Por serem mais suscetíveis a doenças desenvolvidas na terceira idade que podem afetar a capacidade de direção, como Mal de Parkinson, cardiopatias e a própria diabetes, além de controle através de tratamentos medicamentosos, algumas adaptações no veículo, como direção hidráulica e câmbio automático, são necessárias. Pegou a dica? ;)

Mas, afinal, o que diz a legislação brasileira sobre os idosos no trânsito?
Apesar de não estabelecer um limite de idade para condução de veículo automotor, desde que o cidadão tenha condições físicas e psicológicas, será um exame médico, feito de três em três anos no ato da renovação, que definirá se o idoso está ou não apto para continuar enfrentando o cotidiano das ruas, pessoal. Você sabia disso? ;)


Continuar lendo

Seguradora Líder e o compromisso com a transparência

Ei, sabia que a Seguradora Líder tem como compromisso gerir os recursos do Seguro DPVAT com total transparência? É isso aí! Por aqui, acreditamos que todos os brasileiros precisam ficar por dentro de todos os detalhes desse importante benefício social, que ajuda em momentos tão complicados quanto os acidentes de trânsito. E a gente tem uma porção de iniciativas dentro de casa para tornar isso possível, confere só. 😍👇

Mais solidez e transparência

A transparência é um valor que acompanha a Seguradora Líder. Você sabia que a criação da Companhia, em 2008, teve o objetivo de garantir mais solidez às operações e mais transparência à gestão dos recursos arrecadados? É isso aí! \o/ Através da atuação na gestão do Seguro DPVAT, a Seguradora Líder facilita a fiscalização e o relacionamento com as demais esferas de governo envolvidas direta e indiretamente na operação do Seguro DPVAT. Todo mundo sai ganhando! ;)

Portal da Integridade

Pensando em oferecer acesso irrestrito a informações e dados da gestão do Seguro DPVAT em linguagem clara e objetiva para os mais de 207 milhões de brasileiros, a Seguradora Líder lançou, em novembro de 2017, o Portal da Integridade. Por lá, é possível encontrar todos os números ligados ao universo do Seguro DPVAT, como o Código de Ética e de Conduta da Seguradora, as Demonstrações Financeiras mais atualizadas, todas as edições do Boletim Estatístico com o volume de indenizações pagas por mês, e as Parcerias Institucionais. Bem legal, não é? Para acessar, é só clicar aqui. \o/

Relatório da Administração e Demonstrações Financeiras

Anualmente, a Seguradora Líder disponibiliza, através do Relatório da Administração e Demonstrações Financeiras, a arrecadação bruta do ano, como se dá a distribuição dos recursos, o valor das Despesas Administrativas, as ações de combate à fraude, entre outros resultados. Confira a última edição clicando aqui. 😁

Código de Ética e de Conduta

Outro importante documento divulgado pela Seguradora Líder é o Código de Ética e de Conduta, pessoal. Neles, estão contidos os padrões obrigatórios de conduta e de comportamento que devem ser rigorosamente observados por todos, inclusive os nossos parceiros de negócios. Tudo isso baseado nos princípios de transparência, respeito, lealdade e boa fé. 😉 Dá só uma olhadinha clicando aqui.

Planejamento Estratégico 2018-2022

Para traduzir os objetivos nos próximos quatro anos, a Seguradora Líder divulgou, em fevereiro, o seu Planejamento Estratégico 2018-2022. O documento traz algumas orientações estratégicas para orientar as ações de gestão em todos os níveis da Companhia. E adivinha só: uma delas é justamente no sentido de transparência. 😉 Por aqui, até 2022, queremos assegurar uma gestão de recursos ainda mais clara, o que nos permitirá atuar proativamente na conscientização e na redução de acidentes de trânsito. Muito amor envolvido, sim ou com certeza? ❤❤❤❤

Aqui na Seguradora Líder, acreditamos que somente através de uma gestão clara e transparente é possível entregar um Seguro DPVAT melhor para todo mundo. Para isso, precisamos ouvir você. Deixe sua opinião aqui nos comentários! 😉



Continuar lendo

Seguir o carro de um amigo aumenta o risco de acidentes

A gente quer aproveitar o Dia do Amigo para falar de uma situação bem comum quando viajamos para um local desconhecido com um amigo. É a famosa frase "Me segue que eu conheço o caminho". Nesses momentos, a camaradagem parece mesmo ser uma solução bem melhor do que qualquer GPS, mas essa pode ser uma situação de risco. E a gente vai explicar direitinho o porquê, galera. Cola aqui no nosso post. 😉

Comprovação científica

Um estudo realizado pela Universidade do Estado do Arizona, nos Estados Unidos, comprovou que condutores que seguem outros veículos estão mais propensos a fazer manobras arriscadas e, por consequência, sofrer acidentes. Os resultados vieram de uma pesquisa inspirada em um processo judicial, que tratava de um acidente grave envolvendo um carro que seguia outro. 😥😨 Até então, não havia nenhuma certificação científica de que a prática pudesse ser perigosa. Os cientistas fizeram então simulações com jovens entre 18 e 22 anos, onde, na primeira etapa do experimento, foi requerido que eles dirigissem como quisessem, sob influência do GPS e, por último, seguindo outro motorista.

Por que é perigoso seguir alguém de carro?

Uma das conclusões que os cientistas da Universidade do Arizona chegaram foi que, no momento que o motorista segue outro veículo, ele acaba fazendo curvas com menos cuidado, estando mais propenso a passar em sinais vermelhos e a cortar a passagem dos pedestres. Isso ocorre porque ele está motivado diretamente pelo medo de se perder, galera. Já aconteceu com você? 😧

Confie no GPS!

A gente mostrou que não dá para confiar muito no "me segue que eu conheço o caminho", não é? Para garantir a segurança da sua viagem, quando um colega se oferecer para dirigir na frente, a boa é colocar o destino no GPS, estudar o mapa ou simplesmente oferecer aquela carona esperta. Ganhar um copiloto que conhece cada pedacinho do lugar para onde vocês estão indo não é nada mal. 😌🤗

Para garantir muito mais anos de amizade, a boa é seguir sempre com segurança, galera! E, para isso, é preciso estar sempre ligado nas suas atitudes, viu? Então, já sabe: se um amigo se oferecer para dirigir na frente, mostrando o caminho, o melhor a se fazer é negar para evitar acidentes graves. Sua segurança agradece. Fica a dica! 😉


Continuar lendo

Especial Boletim Estatístico: Região Nordeste é campeã em acidentes de trânsito

Quando pensamos no Nordeste logo lembramos de belezas naturais, da culinária diferenciada, festas... mas você sabia que a região também é conhecida pelo elevado número de acidentes de trânsito? É isso que a estatística comprova. De acordo com o Boletim Estatístico de Junho, divulgado pela Seguradora Líder, do total de 169.018 indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no primeiro semestre deste ano, 31% foram destinadas à região Nordeste, embora sua frota seja apenas a 3ª maior do país. 😨 Para entender as razões nas quais os acidentes são tão comuns nesta região, é preciso conhecer as condições do trânsito por lá. Por isso, nesse post, vamos te levar numa viagem pelo Nordeste. Aperte os cintos e vamos nessa! 😉👇

Raio-X das rodovias nordestinas

A Região Nordeste é composta por nove estados e tem uma área equivalente à da Mongólia: são mais de 1.554.291 km² de território, dentre os quais 37.550 km são rodovias. 😨 De acordo com a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), 22% de toda essa extensão apresentam problemas como trincas, remendos, buracos e pavimento destruído, o que ajuda a explicar o fato da região concentrar tantos acidentes.😥

Impactos diretos no trânsito

Sabe onde o crescimento da frota tem mais impacto, pessoal? No trânsito! As consequências são longos engarrafamentos. De acordo com o TomTom Traffic, das quatro cidades com trânsito mais denso no país, três são do Nordeste: Salvador, Recife e Fortaleza. Ainda de acordo com dados da plataforma, um morador dessas regiões gasta duas horas e 11 minutos diariamente para fazer atividades corriqueiras, como se deslocar até o trabalho ou fazer compras. De impressionar!

Frota em constante crescimento

O que ajuda a explicar os impactos no trânsito é o fato de, nos últimos dez anos, o crescimento no número de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no Nordeste acompanhou o aumento da frota de veículos, pessoal. De acordo com o Boletim Especial “Dez anos de Trânsito”, divulgado pela Seguradora Líder em maio, somente na região, a frota passou de 7,2 milhões em 2008 para mais de 16,3 milhões no final do ano passado. Nesse número, o crescimento mais expressivo foi para a frota de motocicletas, cujo incremento chegou a 166%.😨

Uma preocupação que se estende para as motocicletas

E, por falar no aumento no número de motos, elas são uma verdadeira preocupação em todo o Brasil e, no Nordeste, essa realidade não é diferente, galera. 😍 Por lá, esse tipo de veículo representa 44% da frota na região, enquanto no restante do país, representa apenas 27%. E rola muito mais estatística triste sobre esse tipo de veículo: somente no primeiro semestre de 2018, foram 38.445 indenizações pagas por morte e invalidez permanente por acidentes envolvendo as motocicletas. 😔

E aí, ficou curioso para saber mais? É só dar aquela olhadinha na edição de junho do Boletim Estatístico da Seguradora Líder. Por lá, além de ficar por dentro da realidade do trânsito nordestino, te damos um panorama do que está acontecendo em todo o Brasil. 😉 Esperamos por você!



Continuar lendo

#DPVATExplica: Saiba mais sobre a importância dos documentos para os beneficiários do Seguro DPVAT

Alô, galera, é melhor se preparar porque chegou a hora de mais um #DPVATExplica! Hoje, vamos te contar um pouquinho sobre a importância dos documentos na hora de dar entrada na sua indenização. Para isso, você vai embarcar numa jornada que vai desde aspectos da legislação até as ações que estamos promovendo para tornar o acesso a esse importante benefício social cada vez mais simples. Bora lá? 🤗

Por que a Seguradora Líder exige documentos para dar entrada na indenização?

A resposta é muito simples, galera: para assegurar que o pagamento seja em favor do legítimo beneficiário, evitando fraudes. 😉👍 Além disso, através dos documentos, conseguimos entender como o acidente de trânsito aconteceu e quais foram as suas respectivas consequências. Nesse sentido, destacamos a importância do Boletim de Ocorrência, documento obrigatório na hora de dar entrada e comum a todos os tipos de coberturas do Seguro DPVAT. Então, já sabe, apresentando os documentos corretos, todo mundo sai ganhando! 👍

O que estamos fazendo para simplificar os documentos?

Então, galera: a gente está trabalhando bastante para tornar o Seguro DPVAT cada vez mais fácil para você. ❤ Através do nosso Grupo de Trabalho (GT) de Simplificação de Documentos, já entregamos versões simplificadas dos principais documentos para dar entrada na sua indenização e tem muito mais novidade vindo por aí! No segundo semestre desse ano, por exemplo, a integração com o Sistema de Terceiros (STER) dos Correios com o SISDPVAT, sistema de regulação de sinistros da Seguradora Líder, viabilizará um atendimento ainda mais ágil, reduzindo, em nove dias, o tempo de regulação dos processos de sinistro. 😨

A transparência como princípio

A transparência é um dos principais valores da Seguradora Líder e está traduzida no nosso Portal da Integridade, que você acessa clicando aqui. Neste canal, toda a população tem acesso a informações e dados da Seguradora Líder, como as legislações relacionadas ao universo do Seguro DPVAT, em linguagem clara e objetiva. Não perca tempo e acesse agora mesmo! 😌

Por aqui, não tem nada que nos deixa mais felizes do que ver a indenização chegando ao seu legítimo beneficiário, especialmente em momentos tão complicados como os acidentes de trânsito. Para que isso ocorra da melhor forma possível, é importante que todos os documentos sejam entregues de forma correta já nos pontos de atendimento. Fica a dica!😉

Ah, a gente aproveita para lembrar que estamos aqui para te ajudar: tem alguma dúvida em relação aos documentos para dar entrada na sua indenização? É só falar com a gente aqui nos comentários. 😉


Continuar lendo

Mulheres no trânsito: sinônimo de prudência e segurança

As mulheres estão mandando muito bem no trânsito! ❤ O que comprova são os dados divulgados pela Seguradora Líder no Boletim Estatístico Especial "Mulheres no Trânsito": em 2017, do total de quase 384 mil indenizações pagas pelo Seguro DPVAT, apenas 25% foram destinadas às mulheres, frente a 75% dos homens. 😧😨 E, para conferir tudinho desse Boletim, é só continuar acompanhando o nosso post! 😉

Carinho e cuidado, a gente vê por aqui

As mulheres tendem a ser mais atentas na direção ou nas ruas. =) Além disso, elas costumam respeitar mais as normas e leis de trânsito, como o uso do cinto de segurança e da cadeira infantil e isso reflete diretamente nos números, pessoal. De acordo com o Boletim Especial, em casos de acidentes de trânsito envolvendo morte, por exemplo, a diferença no pagamento das indenizações é ainda maior: 82% das vítimas são do sexo masculino. Bastante coisa, não é?

Mulher no volante, segurança constante

O menor risco associado à mulher ao volante também pode ser verificado pelas estatísticas referentes ao condutor do veículo, pessoal. Em 2017, apenas 7% das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT foram para motoristas do sexo feminino, contra 42% para motoristas do sexo masculino. É pra pensar!

Destaque para a região Sudeste

Uma das coisas mais legais sobre o Boletim Especial é que esse documento traz, de forma inédita, o número de indenizações pagas do Seguro DPVAT para mulheres por região. O destaque vai para a Região Sudeste onde, em 2017, o percentual de pagamentos por morte e por invalidez permanente chegou a 37% e 28%, respectivamente, ficando abaixo dos 42% de concentração de mulheres nesta região. Bastante coisa, não é? 😨

Reconhecimento pelo mercado segurador

Mas não é só a Seguradora Líder que pensa que as mulheres são mais prudentes no trânsito, galera! Algumas seguradoras do ramo "auto" criaram planos especiais para elas, que custam de 10% a 30% menos que para os homens. O motivo é que as condutoras se envolvem, em sua grande maioria, em acidentes pequenos, sem muita gravidade. 👍😉

O Boletim Estatístico Especial "Mulheres no Trânsito" nos ajuda a mostrar que as mulheres têm ganhado cada vez mais espaço no trânsito e que o preconceito não está com nada, pessoal. E você, também concorda que as mulheres são mais prudentes ao volante? Compartilha com a sua gente a sua opinião aqui nos comentários! Esperamos por você!



Continuar lendo

Menos pressa para garantir mais segurança

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a infração mais cometida no trânsito brasileiro é o desrespeito aos limites de velocidade. L E, como por aqui gostamos bastante de dados, vamos te dar um exemplo prático: somente em 2016 foram aplicadas quase 2 milhões e 300 mil multas por excesso de velocidade nas rodovias federais. Bastante coisa, não é? 😥

Para falar dos perigos de não respeitar os limites de velocidade, reunimos nesse post algumas curiosidades sobre o tema, como a legislação brasileira, a relação dos excessos com o número de acidentes e as sanções aplicadas em caso de desrespeito. Continue ligado para conferir! 😉

O que diz a Legislação Brasileira?

Está no Código de Trânsito Brasileiro, também conhecido como CTB, a maior parte das regras que organiza o fluxo nas vias do nosso país, inclusive os limites de velocidade a serem adotados nas ruas, avenidas, rodovias e estradas, pessoal. O artigo 61 estipula o seguinte:

30 km/hVia Local – ruas de pequeno porte, com cruzamentos sem semáforo, pouco fluxo de trânsito e utilizadas normalmente para circulação local.

40 km/hVia Coletora – ruas que permitem o acesso e saída das vias arteriais, normalmente com semáforos e que permitem a circulação dentro de uma região da cidade.

60 km/hVia Arterial – avenidas com semáforos, cruzamentos e grande fluxo de trânsito, que ligam regiões de uma cidade.

60 km/hEstradas – vias não pavimentadas (terra, ferro, calçamento de pedras)

80 km/hVia de Trânsito Rápido – vias com diversas faixas, sem semáforos, sem trânsito de pedestres e com grande extensão.

110 km/hRodovias – automóveis, caminhonetes e motos em rodovias pavimentadas e asfaltadas. Os demais veículos devem seguir a 80 km/h.

Agora que você já está familiarizado com os limites de velocidade no nosso país, não tem desculpa para não cumpri-los, não é mesmo? 👍😁

Riscos explicados pela Física

Sabe o que ajuda a explicar os perigos do excesso de velocidade? A Física, galera! \o/ As velocidades mais altas estão diretamente relacionadas ao aumento da chance de mortes de pedestres e ciclistas em acidentes de trânsito. Quer um exemplo? Se um acidente ocorre com o carro a 30 km/h, a probabilidade de morte de pedestres e ciclistas é de 10%. Com o aumento de 10 km/h, indo para 40 km/h, a probabilidade aumenta para 30%. A progressão se torna ainda mais assustadora quando o veículo está a 50 km/h, onde a probabilidade de morte vai para 85%. O melhor é desacelerar, né? ✋

Mas o que acontece se desrespeitarmos os limites de velocidade?

Além de acidentes, desrespeitar os limites de velocidade acarreta multas que, desde 1º de novembro do ano passado, variam de R$ 130,16, quando a velocidade for superior à máxima em até 20% (mais a perda de 4 pontos na carteira) a R$ 880,41 (mais a perda de 7 pontos na carteira), quando a velocidade for superior à máxima em mais de 50%.

Como os limites de velocidade são estipulados?

Essa é uma curiosidade bastante frequente, pessoal! Em todo o país, a velocidade máxima de circulação dos veículos depende de estudos do órgão ou entidade de trânsito responsável pelo local. Essa análise, que visa à segurança dos usuários, leva em conta as peculiaridades geográficas de cada via e as condições de tráfego, como relevo, volume de uso, dentre outros fatores. Isso explica porque as zonas com escolas e interseções, por exemplo, tem um limite de velocidade bem menor. 😉

Como você pode ver, respeitar os limites de velocidade no trânsito tem uma influência enorme na segurança de todos aqueles que compartilham este espaço público, construído por pessoas. Então, que tal desacelerar e conviver de forma mais saudável, segura e harmônica nesse ambiente? Devagar e sempre, a gente chega longe! 🤗🤗🤗



Continuar lendo

#DPVATExplica: quanto tempo tenho para dar entrada no Seguro DPVAT?

Um dos pontos mais importantes quando falamos sobre o Seguro DPVAT é o prazo prescricional para que as vítimas de acidentes de trânsito ou seus familiares possam acionar o benefício. E você, conhece os prazos e quando começa a ser contado? Se sua resposta foi não, continue ligadinho para acabar com todas as suas dúvidas! Se liga em mais uma edição do #DPVATExplica! ;)

Prazo prescricional

No mercado segurador existem muitas nomenclaturas e aqui na Seguradora Líder não é diferente! Por aqui, o prazo para dar entrada no Seguro DPVAT é o "prazo prescricional" e, desde janeiro de 2003, é de três anos. No entanto, ele varia de acordo com as coberturas do Seguro, que você vai ver aqui embaixo.

Em caso de morte e reembolso de despesas médico-hospitalares (DAMS)

Nas indenizações por morte, a contagem do prazo prescricional para pedir o Seguro é a partir do óbito da vítima. Já no caso de reembolso de despesas médico-hospitalares (DAMS), a contagem se inicia a partir da data do acidente. Não dá para esquecer esses prazos, não é? =)

Em caso de invalidez permanente

Opa, esse é um dos casos que a gente mais recebe questionamentos! Nas indenizações por invalidez permanente, a contagem do prazo prescricional se inicia a partir da data em que a vítima tomou conhecimento da sua invalidez permanente, comprovada através de um documento chamado Laudo Conclusivo do IML.

Ih, ficou com dúvida? Para entender o que isso significa, vamos imaginar a seguinte situação: uma pessoa sofreu um acidente de trânsito no dia 1 de janeiro de 2016 e ficou três meses em fisioterapia quando, então, comprovou-se a sequela, no dia 1 de março. Nesse caso, o prazo começa a ser contado a partir de 1 de março e não 1 de janeiro. ;)

Casos especiais

Como toda boa regra, o prazo prescricional tem uma exceção, galera! A diferença na contagem da prescrição ocorre apenas para o menor considerado "absolutamente incapaz", ou seja, aquele de 0 a 15 anos. Neste caso, em específico, o prazo tem início a partir de quando completam 16 anos, findando após 3 anos. ;)

E aí, gostou dessa edição do #DPVATExplica? A gente lembra que sua dúvida pode virar um post por aqui! Esperamos por você nos comentários. =)



Continuar lendo

Página 1 de 2
12