Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Arquivos mensais: Julho 2019

Caminhoneiros continuam morrendo por falta do uso de cinto de segurança

No mês passado, um caminhoneiro de 24 anos perdeu o controle do caminhão e tombou na BR 153, na região dos Campos Gerais do Paraná. Como estava sem o cinto de segurança, ele foi projetado para o lado da janela do carona, rompendo o vidro. Além disso, a carreta tombou sobre o seu corpo. Em outro acidente na BR 163, trecho entre Nova Mutum e Lucas do Rio Verde (MT), dois caminhões colidiram em 26 de junho. O carreteiro sem cinto foi arremessado para fora do veículo e não resistiu aos ferimentos e o outro, apesar do tombamento do seu caminhão, sobreviveu sem nenhum ferimento e atribuiu o ocorrido ao fato de estar utilizando o cinto de segurança.

Segundo estudos da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, o uso do cinto de segurança pode reduzir em até 70% as mortes e lesões graves, mas infelizmente muitos caminhoneiros ainda teimam em não usar. Essa é a categoria que mais morre no exercício da profissão, mas muitos resistem ao utilizar o cinto.

O mesmo ocorre com muitos profissionais que vivem atrás do volante, inclusive taxistas, que muitas vezes dirigem sem usar o cinto. Quem é condutor profissional, tem obrigação em usar o cinto de segurança e fazer com que seus passageiros também usem. Além do mais, a utilização do item, também pode evitar acidente. Numa manobra de risco na estrada ou área urbana, o cinto retém o corpo do motorista junto ao assento, o que permite manter o controle do veículo. Com o corpo solto no banco, o condutor perde facilmente a condição de dirigir.

Apesar de todos os avanços tecnológicos, o cinto de segurança de três pontos inventado pelo engenheiro sueco Nils Bohlin há 60 anos, continua sendo o equipamento que mais salva vidas. Só não usa quem não dá o devido valor a ela.


Continuar lendo

Saiba mais sobre regras de acessibilidade no trânsito para pessoas com deficiência

Você sabe como funcionam as leis de trânsito para pessoas com deficiência no Brasil? Além da garantia da acessibilidade e inclusão por meio de legislações, respeitar as limitações do próximo é um ato essencial para viver em sociedade. Neste post, vamos mostrar um pouco do funcionamento das principais regras que visam a inclusão de todos. Acompanhe!

PCDs podem tirar habilitação?

Sim! Pessoas com deficiência que desejam tirar a Carteira Nacional de Habilitação devem recorrer aos Centros de Formação de Condutores, que oferecem as tecnologias necessárias para permitir o aprendizado. Todo o material utilizado em aulas teóricas precisa estar disponível com legendas e tradução em libras. Além disso, autoescolas com frota igual ou superior a dez veículos deverão ter, pelo um menos, um deles adaptado para pessoas com deficiência, com transmissão automática, direção servo-assistida, comandos manuais de acelerador e freio e inversão do pedal de acelerador.

Estacionamento e vagas para deficientes

A vaga especial é um direito assegurado por Lei Federal: 2% do total de vagas precisam estar disponíveis para veículos com credencial e serem próximas ao acesso de pedestres. E fique esperto! Para quem ainda burla essa lei, as consequências são severas. O veículo pode ser removido e o motorista multado como infração grave!

Compra de veículos com isenção de impostos

A isenção também é prevista por lei e é válida para pessoas que possuem o laudo da Receita Federal, assinado por dois médicos credenciados ao SUS (Sistema Único de Saúde). Dependendo da situação, a economia pode chegar a 30%. Algumas montadoras já possuem versões de seus carros adaptados para PCSs, com mudanças nos pedais e volante.

Esses são só alguns dos direitos das pessoas com deficiência no trânsito brasileiro, mas muitas outras regras, além da empatia, são necessárias para que a sociedade possa conviver em segurança. Você já conhecia essas regras? Sabe de mais alguma? Conta pra gente nos comentários como você faz sua parte para garantir a acessibilidade de todos no dia a dia!


Continuar lendo

Campanhas de comunicação apostam na criatividade para tratar do tema prevenção no trânsito

Falar de educação e prevenção de trânsito de uma forma criativa e que cause um impacto emocional nas pessoas é uma estratégia adotada por grandes marcas em suas campanhas de comunicação e mobilização. Destacamos, em nosso blog, três iniciativas recentes.

Uma das ações, veiculada na mídia em abril, pelo Detran-DF, fala sobre a importância do respeito ao pedestre. A campanha mostra cadeirantes que vão aos semáforos fechados segurando placas com informações e relatos pessoais de acidentes ocorridos. Confira abaixo o vídeo, que também mostra reações de alguns dos motoristas que presenciaram a intervenção.

Com o conceito “Você cuida bem do seu carro. O Detran cuida melhor de todos”, o Detran-RJ também se destacou no quesito comunicação criativa. No mês de julho deste ano, iniciou a divulgação do Detran Seguro, uma iniciativa que visa convocar a população sobre a importância de fazer a vistoria anual.

O compromisso com essa temática também foi abraçado pela iFood, que realizou passeata com motofretistas em 25 e 26 de maio. E as bags (onde eles guardam as entregas) foram personalizadas para a ocasião. A intervenção ocorreu no contexto do movimento Maio Amarelo e impactou aproximadamente 5 mil pessoas.


Continuar lendo

Investimento em tecnologia para veículos auxilia na redução de acidentes

No trânsito, a tecnologia pode ser um fator de distração para os condutores, passageiros e pedestres, aumento muito o risco de acidentes. Mas apesar de pontos negativos, como uso de Whatsapp na direção e ao caminhar pelas ruas, uma organização sem fins lucrativos americana, a Consumer Reports, desenvolveu um estudo baseado em informações retiradas de cerca de 72 mil veículos e entrevistas com seus condutores, concluindo que, recursos avançados de assistência ao motorista têm auxiliado a ampliação da segurança de motoristas e passageiros. Quer saber mais sobre o assunto? Então fique ligado no nosso post!

Os ADAS (Advanced Driver-Assistance Systems ), são equipamentos tecnológicos que permitem que os veículos, por meio de câmeras, radares e sensores, façam classificações básicas e detectem objetos. Dessa forma, o condutor é alertado em caso de condições perigosas para a direção. Os dispositivos também fazem o monitoramento em pontos cegos e assistência no momento da troca de faixas.

Cerca de 57% dos motoristas entrevistados afirmaram que o equipamentos os livraram de algum tipo de acidente, como colisões. Interessante, não é? Outro ponto destacado pelos entrevistados foi o aviso de ponto cego: cerca de 60% dos participantes alegaram que já evitaram choques graças a essa inovação. Além disso, grande parte dos entrevistados mostrou-se satisfeito com os serviços de frenagem de emergência automática e também com o cruise control, sistema responsável por auxiliar o motorista a manter distância segura do veículo à frente.

Esse é mais um dos exemplos de que a tecnologia melhora o nosso dia a dia! E você? Conhece alguém que utilize a tecnologia para garantir mais segurança no trânsito? Conta pra gente aqui nos comentários!

Continuar lendo

Férias escolares: a educação no trânsito não descansa!

Além da diversão e do descanso das férias escolares, o período é excelente para ensinar um pouco de segurança no trânsito. A criançada aproveita o tempo para passear, brincar na rua e assim, o número de pedestres aumenta significativamente. Outra mudança de comportamento é que, em época de recesso escolar, os veículos tendem a circular em velocidade acima da permitida, já que as vias urbanas ficam mais livres. Pensando em tudo isso, neste post, vamos falar um pouquinho sobre a necessidade de educar os pequenos e evitar acidentes. Fique ligado!

Educar crianças e adolescentes sobre o trânsito é super importante pois, além de prepara-los como motoristas, pedestres e ciclistas conscientes, contribui para a formação de um cidadão que conhece seus direitos e deveres e os exerce de forma correta. A ação de órgãos de trânsito, nesse momento, é fundamental, seja com blitzes educativas ou até mesmo ações em colônias de férias.

Em Brasília, o Detran começou, no último dia 10, uma campanha de conscientização com a distribuição de material informativo contendo dicas de segurança a condutores e pedestres, com o intuito de reduzir os acidentes. Além das ações nas ruas, o Detran ainda se coloca disponível para visitar e promover ações educativas em colônias de férias, que podem ser agendadas através do Núcleo de Campanhas Educativas no Trânsito (+55 61 3905-4067).

Da mesma forma que a participação ativa dos órgãos públicos é de extrema importância, a educação em casa e os bons exemplos devem ser disseminados diariamente. Ensine que as brincadeiras na rua devem ser feitas longe das vias; oriente sobre os significados das cores dos semáforos, placas e faixas; ensine sobre a importância e utilização de itens de segurança.

Afinal, a segurança no trânsito nunca pode tirar férias!

Continuar lendo

Proteja-se: não esqueça de usar capacete!

O grande número de acidentes de trânsito envolvendo motocicletas em todo Brasil é assustador. Em 2018, somente por morte, foram pagas 18.955 indenizações pagas familiares das vítimas. No total, foram mais de 246 mil indenizações. Além dos cuidados na hora da direção, que outras medidas de segurança são necessárias para mudar essa realidade? Neste post do Viver Seguro no Trânsito, vamos falar um pouco sobre a importância do uso do capacete. Um item fundamental que pode amenizar ou evitar as consequências dos acidentes nas vias.

Utilização prevista por lei!

O Código de Trânsito Brasileiro define a obrigatoriedade do uso de capacete de segurança para condutores e passageiros transportados em motocicletas, motonetas e ciclomotores, independentemente da distância do trajeto percorrido ou da potência do veículo. Não usar capacete, além de colocar a vida em risco, é considerado uma infração gravíssima e pode resultar em multas e até mesmo suspensão direta do direito de conduzir. 😱

Além de ser obrigatório, o item precisa seguir algumas regras impostas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A primeira regra é que o capacete precisa ter óculos de proteção ou viseira que estejam entre os padrões cristal, fumê ou light. É necessário ainda que o item contenha adesivos retro refletivos na parte frontal, lateral e traseira e, por fim, um selo do Inmetro que garanta a qualidade do material utilizado.

Segurança a todo momento, para todos!

As motos são as primeiras a serem lembradas quando o assunto é capacete né, galera? Mas vale lembrar que existem outros meios de transporte em que a utilização é de extrema importância para que acidentes com graves consequências sejam evitados. É o caso do patinete, por exemplo que, apesar de não possuir uma lei nacional, em alguns estados já é possível notar uma movimentação em torno da regulamentação desses veículos e na inclusão da utilização do capacete como item obrigatório. Além dos patinetes, as bicicletas também fazem parte do trânsito e a utilização do item de segurança é fundamental para a preservação da vida. 🛴

Menosprezar situações que parecem simples podem gerar graves riscos. No trânsito, na prática de esportes radicais, para trabalhos que precisam de proteção individual e até mesmo durante aquele passeio de final de semana, não subestime a vida: use capacete!


Continuar lendo

Página 1 de 1