Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Categoria: Sustentabilidade

Por dentro do universo das bicicletas

universo-das-bicicletas.png

Magrela, bike, bici... não importa o seu apelido, a bicicleta está no coração de todos os brasileiros, não é mesmo? 💓 E, hoje, separamos um post todinho para falar sobre o mundo das bikes! Está imperdível. Confere só! 😉

Sua saúde sai ganhando!

Sabia que usar a bicicleta para fazer trajetos como ir ao trabalho reduz, em cerca de 60%, a chance de morte prematura em decorrência de doenças como câncer, diabetes e até mesmo, AVC? 😮 É isso mesmo! Além disso, estudos afirmam que andar de bike melhora a resistência muscular, reduz o colesterol, além de controlar a glicemia no sangue e regular a pressão arterial. Depois dessa, dá vontade de começar a andar de bicicleta agora mesmo, não é? 😍

Boa para o meio ambiente, boa para o bolso

A gente nem precisa dizer que pedalar, além de gerar os benefícios que contamos aqui em cima, também é muito mais barato, não é? Enquanto o custo da locomoção de carro a gasolina é de R$ 0,73 por quilômetro, de bike, o ciclista investe cerca de R$ 0,12 na mesma distância. Isso sem contar com o fato das peças e eventuais reparos de uma bicicleta terem um custo muito baixo, principalmente se comparados com os de um automóvel. O investimento para adquirir o veículo também é menor. Viu só quantas vantagens? 😉

Importância da bike pelo mundo: o exemplo de Amsterdã

Sabe porque a capital da Holanda, Amsterdã, é considerada a cidade das bicicletas? Porque, por lá, há 880 mil bicicletas, um número quatro vezes maior que o número de carros e do que o total de habitantes, galera. Na cidade, cerca de 32% de todas as viagens são feitas de bicicleta, enquanto apenas 22% são feitas de carro.

A cidade também conta com mais de 760 km de ciclovias atravessando a cidade e, só perto da estação central de trem, há estacionamento para 10 mil bikes. Depois desses dados, a gente nem precisa falar sobre a imensa importância das bicicletas por lá, não é mesmo? 🙂

E aqui no Brasil?

A gente falou de Amsterdã, mas qual a realidade no Brasil? Bem, de acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), atualmente, nosso país possui 70 milhões de bicicletas e a busca por bikes para pedalar nas cidades aumentou consideravelmente, especialmente nas grandes capitais, como Rio de Janeiro e São Paulo, alavancadas pelo chamado sistema de aluguel de bicicleta.

Resultado da parceria entre as prefeituras e bancos, o sistema de aluguel já vem atraindo um grande número de adeptos. No Rio de Janeiro, por exemplo, a iniciativa aumentou o número de postos e bicicletas para atender a demanda. ☺

Outro exemplo bem legal aconteceu na capital paranense, Curitiba, que foi a primeira cidade brasileira a instituir a chamada "Lei das Bicicletas", que destina 5% das vias urbanas para a construção de ciclofaixas e ciclovias. Todas essas ciclovias deverão ser interconectadas ao centro da cidade e integradas ao transporte coletivo.

Ufa! É muita informação bacana sobre as bicicletas, não é mesmo? E aí, o que a bike representa para você? Conta para a gente aqui embaixo nos comentários! Estamos esperando por você! 👇


Continuar lendo

Economia colaborativa: saiba como esse conceito pode melhorar o trânsito da sua cidade

Você já ouviu falar sobre economia colaborativa? Se não, não tem problema: estamos aqui para te explicar! Trate-se de uma prática que tem por essência a divisão no uso ou na compra de serviços, facilitada, especialmente, pelo uso de aplicativos móveis que possibilitam uma maior interação entre as pessoas. E sabe onde ela pode ser aplicada? No trânsito! E, como por aqui a gente gosta muito de falar sobre o universo do trânsito, muitas das ideias sobre esse assunto já são realidade. Vamos lá? 😉

Carona solidária: boa para o bolso, boa para o trânsito

Você sabia que ¼ da cidade de São Paulo é ocupada, atualmente, por estacionamentos? Quem mora no município, que reúne mais de 6 milhões de veículos, passa, ainda, 3 horas no trânsito diariamente para ir e voltar do trabalho. Um cenário, no mínimo, assustador. Mas como resolver essa questão?

Uma das soluções, exemplo de economia colaborativa, é a chamada carona solidária, que consiste na organização de grupos – como vizinhos e colegas de trabalho – para compartilhar o transporte diário. Através dessa prática, motoristas economizam nas despesas com o veículo, passageiros garantem mais comodidade em seu deslocamento e o caos no trânsito das grandes cidades é minimizado. A gente nem precisa dizer que todo mundo sai ganhando, não é mesmo?😍

Carona até mesmo na hora de viajar

A carona solidária também está ultrapassando barreiras, pessoal. Sabe a cena de ir para a beira da estrada tentar pegar uma carona para fazer uma longa viagem? Pois é, através de aplicativos como o Bla Bla Car, essa prática ganha novas formas. 😉

E adivinha só: ela traz benefícios que vão além da economia de dinheiro! As caronas de longa distância trazem o aumento da eficiência nas estradas e redução de eventuais impactos no meio ambiente.💚🌳

A bicicleta como uma nova possibilidade

Mas se você é daqueles que acham que usar o veículo para se deslocar de um ponto a outro, muitas vezes não é o mais viável, temos uma alternativa: já pensou em usar a boa e velha bicicleta? 🚲

Você pode contar com o BikeSharing, ou o compartilhamento de bicicletas através de estações que disponibilizam bikes por um preço acessível para quem quiser sair pedalando pela cidade. Um dos exemplos mais famosos é o Bike Itaú. Estudos comprovam que essa tendência está com tudo, hein, pessoal? De acordo com a consultoria Roland Berger, o mercado de compartilhamento de bicicletas irá crescer 20% ao ano até 2020 em todo o mundo. Nessa lógica, daqui a apenas dois anos, o mundo terá cerca de 2.400.000 bicicletas nesse mercado.

Como você pode ver, a economia colaborativa é uma prática que promete trazer benefícios para todo mundo, podendo ser aplicada, inclusive, no trânsito. E aí, que tal se preparar para aderir à tendência, fazendo sua parte para aliviar o trânsito na sua cidade, hein? 😉


Continuar lendo

Quinze animais morrem por segundo atropelados em estradas brasileiras

Ontem (dia 4/10) foi celebrado o Dia Mundial da Natureza, mas, infelizmente, o homem não tem dedicado esforços suficientes para cuidar bem dela. Além dos inúmeros problemas ambientais que vivemos, no trânsito, os animais também são vítimas. Você sabia que diariamente morrem aproximadamente 1,3 milhão de animais? Os dados são do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), que calcula que, por segundo, 15 bichinhos são vítimas do trânsito. Um dado bem triste, não é mesmo?

Segundo com o “atropelômetro” do CBEE, que estima em tempo real o número de animais silvestres mortos por atropelamento nas rodovias brasileiras, somente este ano, mais de 358 mil animais foram vítimas fatais de trânsito. Ainda de acordo com a instituição, 90% desse número corresponde a pequenos vertebrados como rãs, sapos e cobras; 9% são vertebrados de médio porte, como aves; e 1% é de grande porte, como a onça pintada. As regiões que concentram o maior número de acidentes deste tipo são Sudeste, Sul, Nordeste, Centro-Oeste e Norte, nesta ordem.

Por esse motivo, é muito importante que os motoristas respeitem as regras de trânsito e mantenham a atenção nas estradas para preservar a natureza também. Eles são seres vivos importantíssimos para a diversidade da nossa fauna e, muitos deles, se encontram em processo de extinção. Quando avistar uma placa como essas em rodovias, redobre a atenção ao volante:

   

Crédito: Blog Projeto CiclArte

No entanto, caso algum acidente aconteça, siga algumas instruções para manter a segurança:

>>>  Pare no acostamento para evitar possíveis colisões;

>>>  Sinalize, para outros veículos, que no local houve algum problema;

>>>  Chame a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Ambiental ou a concessionária da estrada para prestar os socorros necessários ao animal. Tentar remover o bicho sozinho pode representar um grande risco, pois mesmo ferido e com dor, ele pode tentar te machucar, em um instinto de defesa.

E aí, está preparado para ser um motorista amigo da natureza? Se tem alguma história com animais em estrada, compartilha com a gente aqui, nos comentários. ;)

Continuar lendo

Você está preparado para deixar seu carro em casa hoje?

O carro é essencial na vida de muitas pessoas, mas será que ele está sendo bem utilizado? Comemorado hoje, 22 de setembro, o Dia Mundial Sem Carro foi criado para trazer à tona essa questão e mostrar que formas alternativas de mobilidade existem e que, além de mais limpas para o meio ambiente, também podem ser mais saudáveis para as pessoas. Afinal, quem não gosta quando, aos fins de semana, grandes avenidas são abertas para as pessoas fazerem caminhadas, andarem de bicicleta, patins ou skate?

O fato é que as grandes cidades já não têm mais como alargar ou criar novas ruas para desengarrafar o trânsito. Dessa forma, os congestionamentos crescem na mesma medida que o número de carros e, o que deveria ser uma solução para a mobilidade urbana, vira um problema difícil de resolver. Todos gostariam de ter o seu carro por comodidade ou necessidade, mas, se isso acontecesse, ninguém mais sairia do lugar.

No Dia Mundial Sem Carro, o mundo inteiro é convidado a repensar seus hábitos de locomoção. Será que seu trajeto diário poderia ser feito de bike, de skate ou de transporte público? Se o carro for muito necessário mesmo, será que rola uma carona solidária, para transportar outras pessoas que fazem um caminho parecido com o seu?

É importante termos em mente que os problemas de mobilidade urbana não são apenas do governo: cada um pode fazer um pouquinho para melhorar a vida de todos. O meio ambiente agradece também pela redução dos gases de efeito estufa que são lançados na atmosfera do planeta todos os dias. Já os ouvidos são gratos pela redução da poluição sonora causada pelos automóveis. Vamos juntos ajudar a transformar a realidade nas ruas? Deixe seu carro na garagem e aproveite o Dia Mundial sem Carro para construir novas perspectivas da sua cidade!

Av. Paulista em um Domingo de sol

O que você acha do Dia Mundial Sem Carro? Tem ideias para desafogar o trânsito? Compartilha sua opinião com a gente aqui nos comentários!

Continuar lendo

Dia do ciclista: sustentabilidade, mobilidade e segurança no trânsito

Dia Nacional do Ciclista é comemorado hoje, 19/08

Ir para o trabalho de bicicleta pode trazer diversos benefícios para você e para a cidade onde mora. Além de melhorar o condicionamento físico, beneficia a respiração e provoca a liberação de substâncias que dão a sensação de bem-estar e felicidade, influenciando diretamente na sua saúde, a prática do ciclismo também é uma aliada da sustentabilidade e da mobilidade urbana. Isso porque a “magrela” não emite nenhum gás de efeito estufa, não causa engarrafamentos e ainda evita gastos desnecessários com a manutenção do asfalto, que é necessário sempre quando há um grande fluxo de veículos circulando em determinada via.

Com todas essas vantagens, temos motivo de sobra para celebrar o Dia Nacional do Ciclista, comemorado hoje, não acham? Essa galera descolada, que experimenta a cidade sobre duas rodas, merece os nossos parabéns por contribuírem com um planeta mais sustentável.

Mas, se por um lado, andar de bicicleta tem vários pontos positivos, por outro, os ciclistas ainda enfrentam desafios diários no trânsito. O último levantamento feito pelo Ministério da Saúde, em 2014, diz que 1.357 ciclistas morreram em todo o país, vítimas de acidentes. Falta prudência por parte dos motoristas de veículos e também investimentos em infraestrutura nas cidades, como a construção ou ampliação das ciclovias.

Por isso, pensando na segurança de quem gosta de andar de bicicleta, selecionamos dicas práticas para o dia a dia:

  • - Procure usar os equipamentos de segurança como capacete, luvas e óculos;
  • - É muito importante que o ciclista seja visto pelos motoristas, principalmente à noite. Por isso, o ideal é verificar se a bike está com todos os refletivos (aqueles adesivos que brilham quando bate luz) em boas condições;
  •  - Cuidado, andar na contramão pode ser perigoso! Assim como os motoristas, os ciclistas também precisam seguir as regras de trânsito, observando a sinalização de placas, os semáforos, as fachas de pedestres, entre outros;
  • - Uma boa dica também é testar os freios antes de sair com a bicicleta e fazer a manutenção preventiva desse equipamento;
  • - Não custa lembrar: a ciclovia é o melhor local para que o ciclista trafegue. Quando isso não for possível, o ideal é manter-se à direita dos carros e sinalizar, com as mãos, o que pretende fazer (virar à direita ou à esquerda, por exemplo).

Sabe mais alguma dica valiosa para a segurança dos ciclistas? Conta pra gente nos comentários ;)

Este conteúdo é de propriedade da Seguradora Líder-DPVAT. A reprodução é autorizada desde que contenha a citação da fonte original: www.viverseguronotransito.com.br

Continuar lendo

Como as bikes podem ajudar a melhorar o trânsito?

Você sabia que existe um automóvel para cada quatro habitantes no Brasil? No total, são mais de 45 milhões de veículos desse tipo no país, segundo pesquisa mais recente do Departamento Nacional de trânsito (Denatran). Com tantos carros nas ruas, o congestionamento nas grandes cidades tem se tornado cada vez mais comum. Em meio a buzinas e a carros parados, a bicicleta é uma ótima opção para quem quer se deslocar com mais facilidade no trânsito – além de contribuir com a saúde e com o meio ambiente. ;)  Para incentivar quem tem vontade de sair por aí de bike e colaborar com um trânsito melhor, algumas iniciativas bem bacanas foram criadas. Confere só!

Conabici

No mês de junho aconteceu o 1º Congresso Nacional de Bicicleta na Cidade (Conabici). O encontro, totalmente online, reuniu os maiores nomes do ciclismo e especialistas em mobilidade urbana, saúde e economia para falar sobre como pedalar nas cidades com mais conforto e segurança. Eles também deram dicas para quem quer fugir do trânsito, economizar tempo e dinheiro e sair do sedentarismo usando a bike.  Ficou interessado?

Bike Rio

Outro projeto bem legal é o Bike Rio, um sistema que permite o uso de bicicletas em estações distribuídas pela cidade do Rio. Com ele, os motoristas não precisam mais pegar no volante para pequenos percursos, economizando dinheiro e evitando congestionamentos. Em funcionamento desde 2011, o Bike Rio passará por melhorias, entre elas a implantação de painéis solares nas estações, garantindo o uso de energia sustentável. Legal, né?

Cyclobus

Por último, compartilhamos uma iniciativa de dois jovens empreendedores de Rouen, na França, que usaram o conceito da bicicleta para ganhar tempo, estimular a prática de atividades físicas e colaborar com o meio ambiente. Eles criaram o Cyclobus, um quadriciclo com 10 lugares que faz o transporte de crianças para a escola na companhia de um adulto. Movido a pedaladas e a assistência elétrica (recurso usado nas bicicletas elétricas), o “ônibus” desenvolve o trabalho em equipe entre os pequenos passageiros e, consequentemente, mostra à nova geração os benefícios do uso das bikes.

Já conhecia essas ideias? Deu vontade de sair por aí dando umas pedaladas? Para estimular mais pessoas a aderirem às bicicletas, conta pra gente aqui, nos comentários, como foi a sua experiência com a bike. Até a próxima! :)

Continuar lendo

Reduzir o consumo de combustível faz bem ao bolso e ao meio ambiente

Economizar é sempre bom, né? Luz, água, telefone e, principalmente, dinheiro. :D E quando o assunto é automóvel, você consegue controlar o consumo de combustível e poupar uma graninha?

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), os brasileiros abasteceram 135 bilhões de litros de combustíveis ano passado. Embora esse número seja 4,5% menor que em 2015, ainda é alto.

Com todo esse consumo, o meio ambiente e a saúde da população também podem ser prejudicados, já que os veículos emitem gases de efeito estufa.

Justamente para motivar atitudes que contribuam com a natureza e, de quebra, trazer aquela economia para o bolso, separamos três importantes dicas para gastar menos combustível. Confere só:

- Quantas vezes ao mês você enche os pneus do carro? Quando eles estão com a quantidade de ar indicada pelo fabricante, o carro desenvolve melhor, ajudando na economia de combustível.

- O ar-condicionado pode representar um aumento de 10% no consumo de combustível. Por isso, é melhor ligá-lo só quando realmente for necessário. Estacionar em locais com sombras é uma ótima maneira de reduzir o uso do ar-condicionado.

- Desacelerar é sempre uma boa pedida para quem quer economizar. Manter uma velocidade média de 80 km/h gasta menos combustível do que andar a 120 km/h. Dessa forma, você também torna a viagem mais segura.  ;)

E aí, motivado a gastar menos combustível? Tem mais dicas para economizar? Conta pra gente nos comentários!

Continuar lendo

Vamos de bike para o trabalho?

Você usa bicicleta para ir ao trabalho? Saiba que o brasileiro está pedalando cada vez mais. Segundo o Ministério das Cidades, existem mais de 60 milhões de bicicletas no Brasil, sendo que metade delas é usada pelas pessoas para ir trabalhar. Isso pode ser um estímulo e tanto para pegarmos as “magrelas” e sair andando por aí, né? Justamente para incentivar cada vez mais a locomoção sobre duas rodas foi criado o “Dia de ir de Bike ao Trabalho”.

A data foi inspirada no “Bike To Work Day” (Dia para ir de Bicicleta ao Trabalho), versão norte-americana do evento, criado em 1956. Atualmente, o movimento acontece em vários países. No Brasil, a ação é sempre realizada na segunda sexta-feira de maio.

Hoje, dia 12, a sociedade vai se unir para realizar atividades que promovem o movimento em várias cidades do país. A ideia é dar um “empurrãozinho” em quem ainda torce o nariz quando o assunto é a locomoção sobre duas rodas. Os encontros apresentarão as vantagens de andar de bicicleta – como os benefícios para o corpo e a mente, além da contribuição com o meio ambiente, já que a bike não polui o ar.

Quer começar a pedalar para o trabalho? Confira as dicas de segurança que separamos pra você!

- Rotas alternativas, buscando lugares com menos trânsito, são boas opções para pedalar de forma mais agradável e segura.

- A sinalização é muito importante no trânsito, por isso o recomendável é sempre avisar, por meio de sinais com as mãos, qual a sua intenção para os motoristas.

- O uso de equipamentos de segurança, como capacete e luvas, é algo indispensável, pois eles servem como proteção em casos de acidentes.

E você, vai de bike para o trabalho? Então conta pra gente como é sua experiência! :D

Continuar lendo

Conheça os parklets, as minipraças das cidades

Qual foi a última vez que você saiu de casa, foi para um parque ou uma praça da sua cidade e curtiu o tempo livre? Se não consegue se lembrar, fique tranquilo. Você não está sozinho nessa! Com o dia a dia cada vez mais corrido, a gente fica mesmo sem tempo pra aproveitar espaços públicos bacanas em nossas cidades.

Foi nesse cenário que surgiram os parklets, minipraças construídas próximas às calçadas ou em vagas de estacionamento com o objetivo de melhorar o uso do espaço público e oferecer um lugar de convívio entre as pessoas.

Por ser uma área de lazer e convivência, o parklet aumenta a interação social e estimula a prática da caminhada. Em alguns casos, o espaço ainda pode ter bancos, floreiras ou equipamentos de ginástica.

A ideia surgiu em 2005, na cidade de São Francisco,nos Estados Unidos. No Brasil, a primeira cidade a receber as minipraças foi São Paulo, em 2013, por uma iniciativa da ONG Mobilidade Verde. Hoje, cidades como Rio de Janeiro e Salvador também já aderiram à novidade.

Além de estimular o convívio público, o parklet tem outras vantagens. Olha que legal:

- Contribui para a sustentabilidade das cidades, pois é feito com material sustentável;

- É prático, já que as peças são pré-fabricadas e desmontáveis;

- E também dá aquela mãozinha para o comércio local, já que atrai visitantes em busca de uma experiência agradável. ;)

E você? Toparia passar uns minutinhos nos parklets? Tem alguma iniciativa parecida onde você mora? Conta pra gente! ;)

Continuar lendo

Conheça a rede sustentável de carros compartilhados de Fortaleza

Foto: Divulgação

Você sabia que Fortaleza é a quinta capital mais populosa do Brasil? Segundo dados do IBGE, em julho de 2016, a população da cidade foi estimada em mais de 2,6 milhões de habitantes. Para organizar o trânsito compartilhado por tanta gente, a capital cearense aderiu aos Veículos Alternativos para Mobilidade (Vamo). Funcionando desde setembro do ano passado, o Vamo é uma rede pública de carros elétricos que podem ser compartilhados pelas pessoas. Em outras palavras: se você estiver em Fortaleza e precisar de um carro para se locomover, tem a opção de alugar um veículo que não vai prejudicar o meio ambiente e ainda dar carona para quem precisa. Legal, né?Para usar o serviço, é preciso fazer o cadastro no site do Vamo. Todo o processo, como solicitação e devolução do carro, é feito na página virtual ou por aplicativo para smartphone. Um mapa com a localização das estações dos veículos espalhadas por Fortaleza também fica disponível para facilitar a vida dos condutores. Quer saber mais sobre o sistema Vamo? Dá uma olhadinha no site deles:http://www.vamofortaleza.com/Gostou da ideia? E na sua cidade tem alguma iniciativa interessante? Conta para a gente nos comentários. :D

Continuar lendo

Página 1 de 2
12