Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Categoria: Boas ideias

Campanhas de comunicação apostam na criatividade para tratar do tema prevenção no trânsito

Falar de educação e prevenção de trânsito de uma forma criativa e que cause um impacto emocional nas pessoas é uma estratégia adotada por grandes marcas em suas campanhas de comunicação e mobilização. Destacamos, em nosso blog, três iniciativas recentes.

Uma das ações, veiculada na mídia em abril, pelo Detran-DF, fala sobre a importância do respeito ao pedestre. A campanha mostra cadeirantes que vão aos semáforos fechados segurando placas com informações e relatos pessoais de acidentes ocorridos. Confira abaixo o vídeo, que também mostra reações de alguns dos motoristas que presenciaram a intervenção.

Com o conceito “Você cuida bem do seu carro. O Detran cuida melhor de todos”, o Detran-RJ também se destacou no quesito comunicação criativa. No mês de julho deste ano, iniciou a divulgação do Detran Seguro, uma iniciativa que visa convocar a população sobre a importância de fazer a vistoria anual.

O compromisso com essa temática também foi abraçado pela iFood, que realizou passeata com motofretistas em 25 e 26 de maio. E as bags (onde eles guardam as entregas) foram personalizadas para a ocasião. A intervenção ocorreu no contexto do movimento Maio Amarelo e impactou aproximadamente 5 mil pessoas.


Continuar lendo

Carona Solidária, participe dessa iniciativa!

Você tem o hábito de dar carona? No último dia 28 foi comemorado o Dia da Carona Solidária. Neste post do blog “Viver Seguro no Trânsito”, vamos contar um pouco mais sobre essa ideia que é super eficaz para ajudar a minimizar problemas de cidades grandes, como engarrafamentos e a emissão de gases poluentes. Ficou curioso? Então dá uma olhada!

O principal objetivo da carona solidária é diminuir o número de veículos nas vias reduzindo os congestionamentos, economizando gastos e até mesmo, contribuindo para a diminuição da poluição atmosférica. Tudo de bom né, gente? Com uma ideia simples, você pode juntar um dinheirinho da gasolina, sem falar de se poupar do cansaço físico e psicológico que envolvem dirigir no trânsito brasileiro 😰

Essa iniciativa é incentivada no mundo todo e já foi comprovado que o simples ato de dar carona reduz de forma significante os problemas dos trânsitos de grandes cidades! Para terem ideia, essa ação foi estimulada pelo Parlamento europeu, como forma de cumprir a meta de reduzir a emissão de dióxido de carbono. No Canadá, a ideia se tornou uma questão de saúde pública, pois a poluição atmosférica tem causado sérias doenças! 😷

Como forma de ajudar nessa empreitada, alguns aplicativos disponibilizam aos clientes a opção de corrida dividida! Entre eles estão Blablacar, Waze Carpool, Zumpy Wunder e Uber Juntos! Anota aí e aproveita pra fazer parte dessa boa ideia!

Já participou de algum grupo de carona ou utiliza alguns desses aplicativos? Conta pra gente aqui nos comentários!

Continuar lendo

Volvo lança ideias inovadoras para mercado o automobilístico

Todo mundo sabe que álcool e direção não se misturam. Mas mesmo com ações educativas e fiscalizações, alguns motoristas ainda insistem em cometer essa infração, causando graves ocorrências no trânsito. Dados da Polícia Rodoviária Federal mostram que acidentes causados pela ingestão de álcool antes de pegar a estrada ultrapassaram as 5 mil ocorrências, ficando em 4º lugar no ranking da PRF. Pensando em ajudar a mudar essa realidade, a Volvo se coloca novamente como pioneira do mercado automobilístico. Acompanhe o nosso post para saber mais sobre essa iniciativa ;)

Sensores contra os embriagados
Conhecida por ser a primeira montadora a introduzir o cinto de segurança de três pontos, a Volvo mantem a sua reputação de montadora que coloca a segurança em primeiro lugar surpreendendo ao falar sobre os planos para as próximas décadas. O grande destaque é para o projeto de instalar câmeras e sensores nos carros para monitorar sinais de consumo de álcool ou momentos de distração dos motoristas. A previsão é que a instalação dos dispositivos comece no início do próximo ano. Incrível, não é mesmo? 😱

A ideia foi apresentada em uma entrevista em Gotemburgo, na Suécia, e inclui a emissão de sinais de alerta ao primeiro sinal de embriaguez ou de ações descuidadas na direção. Caso o motorista não obedeça aos avisos, o carro terá autonomia para limitar a velocidade, alertar a necessidade de assistência e até estacionar o carro para que o pior não aconteça.

Referência em segurança
A montadora sueca é realmente uma referência quando o assunto é segurança no trânsito. Há 30 anos, a Volvo iniciou o Programa Volvo de Segurança no Trânsito (PVST), com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira para um trânsito mais seguro, a partir de uma visão de Zero Acidentes. É isso aí pessoal! O grupo tem o objetivo de atingir o patamar de zero acidentes envolvendo veículos Volvo :o Outra iniciativa de destaque foi a produção do Atlas da Acidentalidade, uma publicação que reúne informações sobre acidentes em rodovias, utilizado como subsídio para gerenciar riscos de viagens.

A gente espera que cada vez mais montadoras sigam esse exemplo e implementem em seus veículos dispositivos capazes de oferecer mais segurança no trânsito. Curtiu a iniciativa da Volvo? Conhece mais alguma montadora com ideias parecidas com essa? Conta pra gente aqui nos comentários, sua opinião é super importante!


Continuar lendo

#BonsExemplos: Salvador é única cidade brasileira a cumprir meta da ONU

A gente adora ver #BonsExemplos por aí para que possamos divulgar iniciativas que valem a pena serem notadas! Uma delas é a de para Salvador, única cidade brasileira que já cumpriu a meta das Organização das Nações Unidas (ONU), dentro da Década de Ação pela Segurança no Trânsito, de reduzir em 50% o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito. Quer saber mais? Continue ligado no nosso post! 🙌

Qual é a meta proposta pelas Organização das Nações Unidas?
É o seguinte: A ONU propôs que algumas cidades adotassem pacotes de medidas que reduzissem o tráfego e, consequentemente, o número de mortes no trânsito em 50%, em um período que começou em 2011 e vai até 2020. Como resposta, o Brasil lançou o Projeto Vida no Trânsito (PVT) que visa prevenir e vigiar os incidentes nas vias, incentivando, por exemplo, a conscientização de não misturar álcool com direção, velocidade inadequada, entre outros fatores de riscos que podem causar acidentes. 🚗

E quais foram os resultados de Salvador?
Após a implementação do projeto na capital baiana, que conta com mais de um milhão de habitantes, os resultados superaram as expectativas. Em 2017, antes do prazo estipulado pela ONU, Salvador apresentou 116 mortes em acidentes de trânsito, número que, em 2013, chegou a 239. 😱 Isso tudo foi possível graças ao pacote de medidas adotado pela Transalvador, órgão responsável por gerir o transido na cidade baiana. Nesse pacote, foram adotadas metas de melhorias na engenharia do trânsito, projetos e ações para modernização das vias, além de melhorias na sinalização. A consequência foi a redução do tráfego e ocorrências de acidentes em determinadas vias.

O sucesso da operação é resultado de iniciativas que incluíam diversos setores como saúde, medicina do trabalho, educação para o trânsito e transportes terrestres. Esse tipo de incentivo, mais uma vez, mostra-se de extrema importância diante dos resultados apresentados pela cidade.

As iniciativas não podem parar!
Por enquanto, apenas Salvador cumpriu com as metas estabelecidas pela ONU. Isso significa que é preciso continuar investindo em projetos de conscientização da população brasileira e políticas públicas para a redução da violência no trânsito. Por aqui, também procuramos fazer a nossa parte. Uma das iniciativas é a disponibilização periódica dos nossos dados estatísticos para que eles se tornem insumos para essas iniciativas.

É sempre bom ouvir notícias boas né, galera? Tem alguma coisa boa pra compartilhar com a gente por aqui? Vai lá nos comentários e conta pra gente. Sua opinião é super importante!


Continuar lendo

#Curiosidades: Saiba um pouco sobre os seguros pelo mundo

Se tem um tema que dominamos por aqui é o do mercado de seguros. 😉 Além do nosso DPVAT, muitos são os tipos oferecidos, como auto, residencial, saúde, e muitos outros já bem conhecidos. Se você não tem um desses, pelo menos já ouviu falar. Mas você sabia que existem alguns inusitados ou até mesmo com características bem específicas e diferentes da maioria? Vem com a gente conferir um pouco dessas opções! 🙂

Um seguro para os cãezinhos... perigosos
É isso mesmo: um seguro para cães perigosos, galera! Ele leva a sigla SOCAP (Seguro Obrigatório para Cães Perigosos) e já existe no Peru desde 2001. De acordo com a norma, os donos de cães considerados perigosos devem contratar um seguro de responsabilidade civil contra os danos que os seus animais podem causar a terceiros. Esse é o requisito básico para obter a licença de propriedade do bichinho! 🙂 A cobertura do seguro é anual e o benefício é para cada vítima.

Mas a gente sabe que lendo tudo isso, bate aquela curiosidade: o que é considerado um cão perigoso? De acordo com a lei que regula o regime jurídico de cães no Peru, são classificados dessa forma todos os animais da raça canina, híbrida ou cruzada American Pitbull Terrier; os que foram adestrados para lutas ou que tenham participado de alguma; e os que tenham antecedentes de agressividade contra as pessoas. 😮

Em caso de alguma ocorrência ou dano, o dono do cão deve comunicar à seguradora, por escrito, bem como à delegacia policial mais próxima, para que as investigações sejam iniciadas. 🙂 Já conhecia essa categoria de seguro?

Bolsa mais do que protegida
É, galera! Infelizmente, a violência está em todo lugar e são muitos os casos de assalto e furtos em todo o país. Pensando nisso, algumas empresas criaram o Seguro Bolsa Protegida, que dá direito à indenização para reposição de itens que costumamos carregar no dia a dia, como carteira, telefone celular, óculos de sol ou de grau, cosméticos, e perfumes.

Esse tipo de seguro tem se tornado cada vez mais comum e já é oferecido por, pelo menos, seis instituições financeiras e redes de lojas no Brasil. E há uma vantagem: ele costuma ter baixo custo! Na maioria dos casos, por uma mensalidade em torno de R$10 é possível garantir uma cobertura de até R$1.000 por pertences roubados ou furtados. Ah! Todos exigem o boletim de ocorrência, viu?! 😉

Seguro casamento: e por que não?
Um seguro para casamento sim, galera! Cada vez mais popular nos Estados Unidos, ele tem o objetivo de pagar despesas caso a cerimônia não possa ser realizada, seja por motivos de doença ou alguma catástrofe natural. 🙂

E como ele funciona? O que ele cobre? Deixa que a gente te explica! 😉 Ele cobre incidentes como incêndios, explosões, desabamento da estrutura montada e outros acidentes no espaço alugado para o evento, problemas com som, iluminação e decoração, danos no vestido da noiva, entre outras situações. Ah, e tem mais! O seguro para casamento também inclui cobertura para acidentes pessoais que possam ocorrer durante a festa de casamento.

Só lembrando...
Você não achou que a gente não ia falar um pouquinho sobre o Seguro DPVAT neste post, não é? O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de via Terrestre (DPVAT) foi criado em 1974 e é um seguro pago pelos proprietários de veículos do Brasil. 🙂

O Seguro DPVAT tem várias peculiaridades: tem como finalidade amparar todas as vítimas de acidentes de trânsito em território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre, sem necessidade de apuração de culpa. Ou seja, todo mundo recebe, até quem não tem veículo. São três tipos de cobertura previstas em Lei: morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e suplementares (DAMS).

E para dar entrada? Além de ser gratuito e precisa da ajuda de terceiros. Basta reunir a documentação correta e completa e levá-la a um dos nossos pontos de atendimento espalhados pelo Brasil ou dar entrada diretamente pelo aplicativo “Seguro DPVAT”, disponível na Apple Store ou Google Play. 😉

É seguro para tudo que a gente possa imaginar, não é mesmo? Isso porque não falamos dos mais exóticos, mas esses a gente deixa para outro post! 😉 Curtiu? Comenta e compartilha com os amigos! Até a próxima!



Continuar lendo

#BonsExemplos: O que está sendo feito para reduzir os acidentes de trânsito no país?


De acordo com dados da Seguradora Líder, de janeiro a novembro de 2018, foram pagas mais de 290 mil indenizações em todo o país. É fato, pessoal: os números só comprovam como pequenas atitudes, como exceder o limite de velocidade, dirigir sem cinto de segurança, avançar no sinal vermelho, e estacionar em local não permitido, podem ser algumas das razões para esse dado ainda ser tão alarmante. 😟

A boa notícia é que tem muita ação bacana sendo implementada no país voltada à educação e conscientização, prevenção de mortes e outros danos causados pelos acidentes de trânsito. Vamos conferir algumas delas? 😉

Diagnóstico das rodovias
Já falamos sobre a Operação Rodovida por aqui, mas a ideia é tão bacana que fazemos questão de reforçar, galera! Realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), tem o objetivo de intensificar a fiscalização no trânsito em períodos de maior circulação de veículos nas rodovias federais.

A PRF fez uma análise mais profunda dos acidentes que acontecem nas estradas do país, levando em conta a frequência, os horários e as causas dessas ocorrências. Assim, ficou mais fácil garantir que a fiscalização seja intensificada nestes percursos para coibir práticas perigosas como ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, consumo de álcool, atropelamento de pedestres e trânsito irregular de motocicletas. A próxima operação acontece no período do Carnaval, entre 22 de fevereiro e 9 de março de 2019. 😉

Mãos à obra
Sabiam que existe o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito, o PNATRANS? É, galera! Essa sigla foi acrescentada ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e propõe um grande desafio aos órgãos de trânsito, transporte, saúde, justiça e educação pelos próximos dez anos: reduzir, no mínimo, pela metade o índice nacional de mortes nas rodovias! As metas foram determinadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e tem como objetivos melhorar a mobilidade urbana, promover a convivência harmoniosa entre condutores, pedestres e ciclistas, e, claro, preservar vidas, já que o trânsito é umas das principais causas de mortes de pessoas no mundo. 😟

“Drogômetro” em ação
É isso mesmo que você está pensando! Se a fiscalização foi intensificada pela Lei Seca, a tendência é o cerco se fechar ainda mais para os condutores infratores, galera. É que o Governo Federal quer atuar também para detectar o uso de outros tipos de drogas no trânsito. A ideia é verificar, por meio da saliva, a presença de entorpecentes. Esse tipo de fiscalização já é feita em países como Estados Unidos, França e Itália, mas, por aqui, ainda não há prazos para a implantação do “drogômetro”. E a gente seque de olho! 😉

Lupa nos transportes
Outra parceira importante nas fiscalizações de trânsito é a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). Por meio de fiscalizações nos serviços de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros, a agência verifica se as empresas cumprem as normas técnicas previstas na legislação. 😊

Ufa, tem muita coisa sendo feita né, pessoal? Ainda bem! E você? Sabe de alguma ação bacana para reduzir acidentes de trânsito no seu Estado, município ou bairro, e quer compartilhar com a gente? Escreva aqui nos comentários! 😉 Juntos vamos mais longe, né? Até a próxima!😊


Continuar lendo

Conheça as novas tecnologias para melhorar a segurança no trânsito

Já imaginou um mundo com carros cada vez mais inteligentes? A indústria automotiva já percebeu essa tendência e têm investido em funcionalidades para melhorar o conforto de quem dirige e, claro, a segurança no trânsito. O resultado foi exibido na edição 2019 do Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas, nos Estados Unidos, a maior feira de tecnologia de consumo do mundo, que foi invadida por novidades para o setor. Para te deixar por dentro de tudo, separamos algumas delas no post de hoje! Vamos conferir? 😉

Câmera de ré translúcida
Um dos destaques da CES 2019 foi o “XtraVue”, mecanismo que permite ao motorista ter uma visão de raio-X do carro e enxergar alguns perigos que não estão à vista. O sistema é composto por um conjunto de câmeras que permitem ver desde um congestionamento à frente para que o condutor opte por mudar de caminho, até enxergar com antecedência uma vaga para estacionar. Para isso, o dispositivo mescla informações de sensores internos e externos dos carros com dados armazenados na nuvem.
Confira o vídeo:

Instrutor virtual
Outro destaque da feira foi o assistente virtual que ajuda o motorista com dicas de condução. O sistema coloca um avatar no banco do passageiro, que é visto por meio de óculos de realidade aumentada. No futuro, a ideia é que um holograma da assistente virtual seja transportado para a cabine do carro. Já pensou? 😮
Confira o vídeo:

Cheiro de acordo com o humor
É isso mesmo! O conceito tem como ideia perceber o que o motorista está sentindo para deixar o ambiente mais agradável e animado. A tecnologia chamada de "Read Motion" faz uma leitura facial, além de considerar os batimentos cardíacos e a temperatura corpórea dos passageiros. A funcionalidade permite que o carro mude o cheiro do ambiente, e até mesmo esquentar ou resfriar a cabine.
Confira o vídeo:

É carro ou smartphone?
O "Digital Cockpit" é um painel totalmente digital para os passageiros do assento traseiro. Assim como faz um smartphone, o sistema pode ser totalmente customizado de acordo com o gosto do usuário. Por meio de câmeras, a inteligência artificial reconhece o passageiro ou motorista, e ajusta os bancos, a temperatura ambiente e até trilha sonora do carro de forma automática.
Confira o vídeo:

O post de hoje mostrou que tem muita gente pensando em soluções para melhorar a nossa experiência no trânsito. E você, o que achou dessas invenções? Compartilhe a sua opinião com a gente aqui nos comentários! 😉





Continuar lendo

Volta às aulas: todo cuidado é pouco no trânsito

O período das férias escolares chegou ao fim e, ao contrário do que muitos pensam, esse também é um período que exige bastante cuidado e atenção no trânsito. Além de te explicar o porquê, vamos dar uma porção de dicas para esse momento. Ficou curioso para conferir? Então, é só continuar acompanhando o nosso post! ;)

Acidentes de trânsito são a principal causa de morte de crianças e adolescentes no Brasil
De acordo com a ONG Criança Segura, atualmente, os acidentes de trânsito são a principal causa de morte de crianças e adolescentes com idades de cinco a 14 anos no Brasil. Todos os anos, cerca de 3,7 mil crianças dessa faixa etária morrem e outras 113 mil são hospitalizadas em consequência de acidentes de trânsito no país. E se a gente te contasse que, ainda de acordo com essa ONG, do total dessas mortes, 36% ocorreram quando as crianças estavam na condição de ocupantes de veículo e 30% foram devido a atropelamentos? A ONG Criança Segura monitora regularmente os dados relacionados a acidentes com crianças que acontecem no Brasil, usando a plataforma de dados do Ministério da Saúde, o Datasus.

Mas por que as crianças e adolescentes estão tão vulneráveis?
Isso acontece porque seus corpos são mais frágeis e ainda estão em desenvolvimento, galera. Devido a pequena estatura, por exemplo, elas não enxergam por cima de carros estacionados e também ficam escondidas do campo de visão dos motoristas. Além disso, o campo de visão dos pequenos é mais estreito que o dos adultos e, por isso, muitas vezes eles não veem um carro se aproximando, sendo incapazes de avaliar corretamente a distância. Isso se torna muito mais relevante quando analisamos o período de volta às aulas, onde, naturalmente, mais crianças circulam pelas ruas, não é mesmo?

O que fazer para mudar essa realidade, especialmente no período de volta às aulas?
A resposta é simples: prevenção. Por isso, para evitar situações de perigo, é preciso redobrar a atenção, diminuindo a velocidade ao se aproximar de escolas, respeitando as leis e a sinalização, além da preferência dos pedestres na faixa. A gente aproveita para reforçar que o cuidado também deve partir dos próprios estudantes, viu? Atitudes simples, mas que fazem toda a diferença, como embarcar e desembarcar sempre pelo lado da calçada, não se distrair com o uso do celular nas ruas, atravessar as vias preferencialmente na faixa de pedestres e menores de 10 anos andarem sempre acompanhados de adultos são alguns dos exemplos.

Ah, para os papais, volta às aulas é o momento de não deixar a gentileza de lado, viu? Que tal, na hora de deixar ou buscar o seu filho na porta da escola, parar o carro um pouco mais distante da entrada e ir a pé para evitar a fila dupla e atrapalhar outros motoristas? Fica a dica! ;)

E aí, gostou do nosso post de hoje? Então, que tal compartilhar com todo mundo que você conhece? Afinal, construir um trânsito mais seguro na volta às aulas é responsabilidade de todos nós! Nos vemos no próximo post aqui do Blog Viver Seguro no Trânsito. Até lá! ;)


Continuar lendo

#BonsExemplos: saiba mais sobre o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito

Que tal começarmos o mês com um bom exemplo? Dando continuidade à série aqui no blog, vamos falar sobre o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, iniciativa do Governo do Estado de São Paulo que tem o objetivo de reduzir pela metade o número de acidentes com vítimas fatais até o ano que vem. Confira agora todos os detalhes!

O que é o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito?
Inspirado na Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020), iniciativa da ONU na qual governos de todo o mundo se comprometem a tomar novas medidas para prevenir os acidentes no trânsito, o Governo de São Paulo criou, em 2015, o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito com objetivo de reduzir pela metade o número de vítimas fatais em São Paulo até 2020. Para atingir essa meta e salvar milhares de vidas, o governo intensificou esforços em cinco pilares de atuação: gestão da segurança viária, vias mais seguras, veículos mais seguros, usuários mais conscientes e resposta pós-acidente. E, se você gosta de números assim como a gente, saiba que, desde sua criação, o Movimento ajudou a salvar a vida de cerca de 630 pessoas em todo o Estado de São Paulo. Muito amor envolvido! ♥

Como se dá a atuação do Movimento Paulista?
O Movimento Paulista atua como agente articulador para ampliar o envolvimento de parceiros da sociedade civil e a integração de trabalhos de instituições e empresas privadas que compartilham responsabilidades relacionadas ao tema, como associações de fabricantes de veículos, gestores de rodovias, bancos e seguradoras. Outra vertente bem bacana do programa é que ele age, ainda, por meio da produção de dados e informação de qualidade e da implementação de ações de intervenção direta no sistema viário paulista, com ações para a redução de fatalidades causadas por acidentes de trânsito. \o/♥

Inovação na pauta do Movimento Paulista: saiba mais sobre o Infosiga e Infomapa
Para auxiliar na elaboração de políticas públicas relacionadas à segurança no trânsito, o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito também é responsável pela criação do Infosiga SP, um banco de dados que reúne informações de acidentes de diversas fontes, como Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal.

Atualizado mensalmente, o Infosiga SP fornece dados de faixa etária e gênero da vítima, tipo do veículo envolvido e perfil do acidente. Com ele, é possível traçar um diagnóstico mais preciso das características dos acidentes e, assim, planejar e estabelecer políticas públicas mais eficazes de prevenção em benefício de toda a sociedade. Bem legal, não é mesmo? ♥

Mas não para por aí! Outra solução inovadora foi a criação do Infomapa SP, que traz a posição geográfica das ocorrências com vítimas fatais no Estado. Nele é possível ver a localização dos acidentes com automóveis, motocicletas, pedestres, ônibus, caminhões, bicicletas e outros que causaram mortes, com indicações da faixa etária da(s) vítima(s), o período em que aconteceu o acidente (manhã, tarde, noite e madrugada) e o tipo de ocorrência. ♥

Quer conhecer mais sobre o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito? Então, clique aqui para conhecer mais sobre a iniciativa e não esquece de dizer para a gente aqui embaixo nos comentários o que você achou. Esperamos por você! ;)


Continuar lendo

Após 21 anos, 70% das vítimas de acidentes de trânsito ainda morrem sem cinto de segurança

Companheiro indispensável de qualquer saída motorizada, você sabia que a regulamentação da obrigatoriedade do uso do cinto de segurança completou 21 anos este mês? É isso aí! \o/ Mas você também sabia que, ainda hoje, 70% das vítimas de acidentes de trânsito morrem sem cinto de segurança? Essa triste realidade foi constatada em pesquisa realizada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP) sobre o uso do cinto de segurança nas rodovias divulgada recentemente e, hoje, vamos te deixar por dentro de todos os detalhes. Confere só!

Um abraço que salva vidas: saiba mais sobre a importância do uso do cinto de segurança
Antes de falarmos sobre a pesquisa, precisamos te contar o porquê o cinto de segurança ser um item indispensável na sua viagem! Você sabia que, em caso de colisão, ele impede que seu corpo se choque contra o volante, painel e para-brisas e que, até mesmo, seja projetado para fora do carro? E se a gente te contasse que, se você não usar o cinto de segurança no banco traseiro, em caso de colisão, poderá ser arremessado sobre o motorista e o carona com uma força 50 vezes maior do que o seu peso? Depois dessas informações, vale sim ou com certeza não esquecer de usar o cinto na próxima vez que entrar em um veículo? ;)

Ausência do cinto traz resultados preocupantes
Lembra da pesquisa da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP), que a gente falou no início desse post? Pois é, além de mostrar que 70% das vítimas de trânsito ainda morrem sem cinto de segurança, ela também trouxe outros números preocupantes, galera. Um deles foi que 53% dos passageiros que viajam no banco traseiro, 15% dos passageiros no banco dianteiro e 13% dos motoristas não usam cinto de segurança. Depois desses resultados, a gente vê que não é à toa que o não uso do cinto está elencado entre os principais fatores de risco à segurança viária no Plano Global da ONU, não é mesmo? :(

Mais de 213 mil multas somente em 2017
Você sabia que a falta do cinto de segurança gerou 213.356 infrações nas rodovias federais em 2017? É isso mesmo, galera. :( Os dados, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), vão além: 143.913 foram pela falta de uso do dispositivo pelo condutor e 69.443 pelos passageiros. A penalidade para o motorista quando um passageiro é flagrado sem o cinto de segurança é a mesma quando o próprio condutor está sem ele: uma infração grave sujeita à multa no valor de R$ 195,23, retenção do veículo até colocação do cinto pelo infrator e 5 pontos na carteira. É bom ficar de olho!

O que está sendo feito para mudar essa realidade?
Como por aqui também falamos de ações de prevenção e educação com o objetivo de conscientizar motoristas, tendo como base os dados do estudo, a ARTESP elaborou uma série de ações educativas. Uma delas foi o desenvolvimento de um simulador de impacto. Ao passar pela experiência do simulador, a pessoa vivenciava a força do impacto de uma batida a 5 km/h e, mesmo com baixa velocidade, o objetivo foi ampliar a sensibilidade para a importância do uso do cinto de segurança. Bem legal! ♥

Continuar lendo

Página 1 de 5
12345