Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Categoria: Dicas

Cuidados na estrada no feriadão da Proclamação da República

O feriado prolongado da Proclamação da República, entre os dias 15 e 18 de novembro, é um período em que, tradicionalmente, muitos pegam as estradas para aproveitar os dias de folga. Se esse é o seu caso, para aproveitar os próximos dias com tranquilidade reunimos, neste post, os dados dos acidentes ocorridos no mesmo período do ano passado e algumas dicas de segurança nas estradas. Dá só uma olhada! 😉

Em 2017, mais de 3 mil acidentes nos quatro dias de feriado

O título assusta, mas é verdadeiro. Somente em 2017, foram contabilizadas 3.176 ocorrências em todo o Brasil, entre os dias 15 e 19 de novembro. Como resultado dos acidentes, 63% ficam com algum tipo de sequela permanente e foram indenizadas pelo o Seguro DPVAT. Na prática, isso quer dizer que, a cada dia, cerca de 635 acidentes aconteceram nas estradas brasileiras, dentre os quais 49% envolveram jovens de 18 a 34 anos. Bem triste, não é? 😪

Os motociclistas são as principais vítimas do trânsito brasileiro e essa realidade não foi diferente durante os dias de feriado prolongado. Somente no ano passado, os motociclistas corresponderam a 76% das vítimas nas ocorrências. Alô, motociclistas!👀👀👀

E tem mais: esses números ainda podem aumentar, já que o prazo prescricional para dar entrada no pedido de indenização do Seguro DPVAT é de 3 anos. Depois dessas informações, é para redobrar o cuidado sim ou com certeza? 👍

Segurança é item indispensável

Para garantir que esses números não se repitam, preparamos uma listinha com dicas bacanas de segurança para você. Papel e caneta na mão? Vamos lá! 🖊

Documentação. 📃 Antes de pegar a estrada, confira se você está com toda a documentação em dia e se não esqueceu de separar todos os seus documentos e os do seu veículo. Organização em primeiro lugar!

Pneus. 🚗 Outra dica importante antes de pegar a estrada, é verificar o estado de todos os pneus, inclusive o estepe. É importante também checar o triângulo, o macaco e as chaves de roda, afinal, você pode precisar desses ítens no trajeto.

Chuva. ☔ Estamos na primavera e é bastante comum observar mudanças no clima, pessoal. Por isso, se estiver chovendo, a atenção deve ser maior ainda. Por isso, a boa é evitar freadas bruscas e procurar dirigir a uma velocidade menor.

Sono. 😴 A gente sabe que depois de relaxar bastante no feriado, pode bater aquele soninho, não é mesmo? Mas se a sonolência chegar durante a viagem, que tal parar e descansar um pouquinho? 😉

Refeições. 🍛 Tão importante quanto o sono, é fazer refeições leves antes de pegar a estrada. Lembre-se: comer demais ou ingerir comidas pesadas pode causar sonolência durante a viagem. Ah, e também nunca ingerir bebidas alcoólicas, viu? 😉

Na hora de pegar a estrada neste feriadão, lembre-se: a segurança é item indispensável na sua bagagem. Por isso, por mais familiarizado que você já esteja com a rodovia, a boa é dirigir com cautela para garantir muito mais datas de descanso como essa. Afinal, construir um trânsito mais seguro também é sua responsabilidade! 😉



Continuar lendo

Documentos simplificados na hora de dar entrada no Seguro DPVAT

A Seguradora Líder tem investido bastante para tornar o Seguro DPVAT cada vez mais acessível para os mais de 208 milhões de brasileiros. Mas sabe uma das maneiras que estamos fazendo isso? Simplificando os documentos na hora de dar entrada no Seguro. 😉 Nesse post, reunimos alguns dos principais documentos que sofreram alterações neste ano. Prepare o papel e a caneta para tomar nota, hein! 📝

Evoluções ao longo de 2018

O final do ano está chegando e a gente coleciona uma porção de resultados positivos! Em maio, por exemplo, houve mudança nas exigências para processos de indenização por morte. A prova de dependência econômica deixou de ser feita através da anotação constante na Carteira de Trabalho (CTPS) e a Declaração de Separação de Fato deixou de ser obrigatória. Mas não paramos por aí! Em outubro, a criação do Formulário Único, cujos detalhes a gente conta para você aqui embaixo, unificou três formulários: a Autorização de Pagamento de Sinistro e Registro de Informações Cadastrais Pessoa Física; a Declaração de Ausência de Laudo do IML; e a Declaração de Únicos Beneficiários. E sabe quem saiu ganhando? Você! 😀

Informações reunidas

Desde outubro, através do Formulário Único de Pedido do Seguro DPVAT, a Seguradora Líder deu mais um importante passo na simplificação dos processos de solicitação do Seguro DPVAT. O novo formulário centraliza as principais informações de vítimas/beneficiários para todas as coberturas do seguro, o que possibilita maior agilidade na regulação e na liberação do pagamento das indenizações. Bem legal, não é? ❤

Mudanças para os não-alfabetizados

Além do Formulário Único, outra mudança super importante no processo de solicitação foi para os beneficiários não alfabetizados. Agora, eles não precisarão apresentar formulários, declarações e procurações por instrumento público, emitidos em cartórios. Eles poderão indicar uma pessoa que, a seu pedido (rogo), preencherá e assinará, juntamente com duas testemunhas, todos os documentos relativos ao pedido de indenização do Seguro, incluindo o formulário unificado que a gente falou aqui em cima. Nesses casos, os beneficiários não alfabetizados precisarão apenas inserir, nos documentos, a sua impressão digital.

Mas, afinal, qual documentação ainda continua valendo?

Para facilitar, a gente quer dizer que, além do formulário único, existem documentos específicos para cada tipo de cobertura, que você confere clicando aqui. Um desses documentos é a Declaração de Prevenção à Lavagem de Dinheiro, de preenchimento obrigatório por parte do procurador, disponível neste link. É bom ficar de olho! 👀👀👀

Estamos aqui para você

Ficou com dúvidas mesmo assim? Não tem problema! Basta entrar em contato com a Central de Atendimento da Seguradora Líder, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, através dos números 4020-1596 para regiões metropolitanas e do 0800 022 12 04 para outras regiões. Além desse canal, também é possível tirar dúvidas através das redes sociais oficiais do Seguro DPVAT, como o Facebook e o Twitter. 😉

Tem muita novidade rolando para tornar o Seguro DPVAT cada vez mais acessível para você e os 208 milhões de brasileiros! Continue ligadinho aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito para acompanhar em primeira mão. Esperamos por você nos comentários. 👇



Continuar lendo

Economia colaborativa: saiba como esse conceito pode melhorar o trânsito da sua cidade

Você já ouviu falar sobre economia colaborativa? Se não, não tem problema: estamos aqui para te explicar! Trate-se de uma prática que tem por essência a divisão no uso ou na compra de serviços, facilitada, especialmente, pelo uso de aplicativos móveis que possibilitam uma maior interação entre as pessoas. E sabe onde ela pode ser aplicada? No trânsito! E, como por aqui a gente gosta muito de falar sobre o universo do trânsito, muitas das ideias sobre esse assunto já são realidade. Vamos lá? 😉

Carona solidária: boa para o bolso, boa para o trânsito

Você sabia que ¼ da cidade de São Paulo é ocupada, atualmente, por estacionamentos? Quem mora no município, que reúne mais de 6 milhões de veículos, passa, ainda, 3 horas no trânsito diariamente para ir e voltar do trabalho. Um cenário, no mínimo, assustador. Mas como resolver essa questão?

Uma das soluções, exemplo de economia colaborativa, é a chamada carona solidária, que consiste na organização de grupos – como vizinhos e colegas de trabalho – para compartilhar o transporte diário. Através dessa prática, motoristas economizam nas despesas com o veículo, passageiros garantem mais comodidade em seu deslocamento e o caos no trânsito das grandes cidades é minimizado. A gente nem precisa dizer que todo mundo sai ganhando, não é mesmo?😍

Carona até mesmo na hora de viajar

A carona solidária também está ultrapassando barreiras, pessoal. Sabe a cena de ir para a beira da estrada tentar pegar uma carona para fazer uma longa viagem? Pois é, através de aplicativos como o Bla Bla Car, essa prática ganha novas formas. 😉

E adivinha só: ela traz benefícios que vão além da economia de dinheiro! As caronas de longa distância trazem o aumento da eficiência nas estradas e redução de eventuais impactos no meio ambiente.💚🌳

A bicicleta como uma nova possibilidade

Mas se você é daqueles que acham que usar o veículo para se deslocar de um ponto a outro, muitas vezes não é o mais viável, temos uma alternativa: já pensou em usar a boa e velha bicicleta? 🚲

Você pode contar com o BikeSharing, ou o compartilhamento de bicicletas através de estações que disponibilizam bikes por um preço acessível para quem quiser sair pedalando pela cidade. Um dos exemplos mais famosos é o Bike Itaú. Estudos comprovam que essa tendência está com tudo, hein, pessoal? De acordo com a consultoria Roland Berger, o mercado de compartilhamento de bicicletas irá crescer 20% ao ano até 2020 em todo o mundo. Nessa lógica, daqui a apenas dois anos, o mundo terá cerca de 2.400.000 bicicletas nesse mercado.

Como você pode ver, a economia colaborativa é uma prática que promete trazer benefícios para todo mundo, podendo ser aplicada, inclusive, no trânsito. E aí, que tal se preparar para aderir à tendência, fazendo sua parte para aliviar o trânsito na sua cidade, hein? 😉


Continuar lendo

Saiba mais sobre os impactos do trânsito na saúde e no meio ambiente

Além da fumaça, buzina e dos engarrafamentos constantes, o trânsito tem muita influência no nosso dia a dia, especialmente na nossa saúde e no meio ambiente. Mas você já parou para pensar sobre quais são esses impactos na prática? Para estimular essa reflexão, preparamos um post especial. Vamos conferir? 😉

Ruído do trânsito faz com que pássaros cantem menos e mais baixo

O trânsito tem um grande impacto na natureza e um dos exemplos são os pássaros. Um estudo da Universidade George Mason, nos Estados Unidos, descobriu que eles cantam de forma diferente por causa do ruído gerado pelo trânsito de veículos nas grandes cidades. Além de cantarem mais baixo e de forma mais curta, o trânsito também piora a capacidade dos pássaros de atrair companheiros e defender seu território. Bem triste, não é? 😣

Atropelamento de animais silvestres no Brasil

E, por falar em animais, o trânsito também tem impacto direto em outra questão: o atropelamento deles, especialmente nas grandes rodovias. De acordo com o Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), estima-se que, diariamente, aproximadamente 1,3 milhão de animais morrem nas rodovias brasileiras. A maioria dos animais mortos por atropelamento são pequenos vertebrados, como sapos, aves, cobras, entre outros. Um baita impacto para a fauna brasileira! Depois dessa informação, a boa é ficar de olho, especialmente se for pegar a estrada! 👀

Duas horas no trânsito equivalem a fumar um cigarro e meio

Um estudo realizado recentemente pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que passar duas horas no trânsito equivale a fumar um cigarro e meio. Sabe o que isso quer dizer na prática? Que grande parte dos moradores de grandes cidades é, no mínimo, fumante passivo. 😣 O resultado da pesquisa da USP vem acompanhado de um alerta: os pesquisadores afirmam que, se nenhuma medida de controle da poluição for adotada, mais de 51 mil pessoas devem morrer de doenças relacionadas ao problema até 2025. É bom ficar de olho! 👀

Proteção ao meio ambiente é garantida pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

Depois de tantos dados negativos, uma notícia boa! A legislação de trânsito prevê sanções aos condutores e proprietários de veículos que agridem o meio ambiente, tanto de forma ativa quanto passiva. É isso aí! 😍 O artigo 227, do CTB, por exemplo, estipula em quais situações e horários é permitido usar a buzina. Já o artigo 231 fala sobre o derramamento de carga de qualquer objeto ou combustível sobre a via, bem como sobre a produção de fumaça, gases ou partículas em níveis superiores ao permitido. Mais uma prova de que o CTB foi feito para ser usado além da autoescola, viu, galera?☺

Através desse post mostramos que, além do impacto no meio ambiente, as poluições sonoras e atmosféricas do trânsito também podem afetar a saúde dos condutores e pedestres. Por isso, é importante pensarmos juntos no que pode ser feito para reduzir esses impactos. E aí, tem alguma ideia para tornar o trânsito um lugar melhor? Fala com a gente! 😉


Continuar lendo

É #FATO ou #FAKE? Tudo o que você precisa saber sobre o Seguro DPVAT

Receber informação é muito bom, não é? Principalmente quando a gente sabe que ela é verdadeira. Pensando nisso, reunimos aqui alguns dos principais mitos e verdades sobre o Seguro DPVAT. Vamos lá conferir o que é #FATO ou #FAKE sobre o benefício? 😉

Para dar entrada no Seguro DPVAT, é necessário contratar um terceiro.

#FAKE, pessoal! Dar entrada no Seguro DPVAT é gratuito e você mesmo pode fazer em um dos nossos 8 mil pontos de atendimento espalhados por todo o Brasil. Basta apresentar a documentação necessária de acordo com a cobertura pleiteada: morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médico-hospitalares.

Ah, a gente aproveita para te dar uma dica: cuidado com o golpe do Seguro DPVAT, em que pessoas se aproveitam de momentos frágeis como os acidentes de trânsito para receber seu benefício ou parte dele por você, viu? Se você foi vítima ou ficou sabendo de algum caso, faça a sua parte e denuncie através do Canal de Denúncias da Seguradora Líder: através do número 0800 022 12 05 ou clicando aqui. As ligações são gratuitas e em nenhum dos dois canais é necessário se identificar.

Ao manter o Seguro DPVAT do meu veículo em dia, colaboro com a saúde pública brasileira e com as campanhas para construção de um trânsito mais seguro.

É #FATO, galera! Pode confiar. Do total arrecadado pelo Seguro DPVAT, 45% vão diretamente para o Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de fazer frente aos custos de procedimentos médico-hospitalares decorrentes da assistência a vítimas de acidentes e 5% vão para o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) para a realização de campanhas e outras iniciativas no âmbito da Polícia Nacional do Trânsito. Os outros 50% vão para o pagamento de indenizações e reservas. E aí, você sabia dessas informações?

O modelo de gestão do Seguro DPVAT é um monopólio.

Essa informação é #FAKE! Qualquer seguradora autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) a operar no país no segmento de seguros de danos e/ou pessoas pode, facultativamente, aderir ao Consórcio de Operações do Seguro DPVAT. A Seguradora Líder é formada, atualmente, por 76 seguradoras consorciadas, e as representa nas esferas administrativa e judicial. Esse modelo de gestão centralizada traz, na verdade, uma série de benefícios para a operação do Seguro DPVAT, entre eles, a redução da inadimplência, a elevação do número de pontos de atendimento, a padronização das operações em todo o território nacional e um intenso trabalho de combate às fraudes. 😀

Ah, a gente aproveita para esclarecer também que os valores cobrados pelo Seguro DPVAT anualmente também não são definidos pela Seguradora Líder e pelas Seguradoras Consorciadas, mas sim elaborados pela Susep, com base em estudos atuariais, sendo o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) quem estabelece os valores dos prêmios. Você sabia disso? 😉

O Seguro DPVAT indeniza independentemente da apuração de culpados e da identificação do veículo.

É #FATO! Essas são duas das principais características desse importante instrumento de proteção social, que o fazem se tornar ainda mais universal. Além disso, o Seguro DPVAT indeniza ou reembolsa individualmente todas as vítimas do acidente, transportadas ou não, independentemente da quantidade de acidentes causados por um mesmo veículo. Inclusão, a gente vê por aqui!😍💕

Aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito e no site da Seguradora Líder você encontra informações confiáveis sobre o Seguro DPVAT. 😉 Se tiver dúvida sobre o que é #FATO ou #FAKE, é só deixar o seu comentário aqui embaixo. Estamos aqui para você! =)


Continuar lendo

#DPVATExplica: como são definidos os valores das indenizações do Seguro DPVAT?

R$ 13.500, R$ 2.700... se você conhece esses valores, está por dentro do universo do Seguro DPVAT! Mas conta para a gente: já bateu aquela dúvida para saber como eles foram definidos? Se sim, esse post é para você. Aqui, reunimos algumas das principais dúvidas sobre os valores das indenizações do Seguro DPVAT. 😉

Primeiramente, a gente precisa dizer que cada cobertura tem um valor, fixado pela Lei 6.194/1974, alterada pela Lei 11.482/2007. Em caso de acidentes de trânsito envolvendo morte, por exemplo, o valor é de R$ 13.500, em pedidos envolvendo invalidez permanente é de até R$ 13.500 e, em caso de reembolso de despesas médico-hospitalares é de até R$ 2.700. Captou a mensagem? Então confere o restante do post! =)

Como são definidos os valores das indenizações por invalidez permanente?

No caso da invalidez permanente, o cálculo é feito aplicando o percentual referente à gravidade da lesão conforme tabela definida na própria Lei 6.194/1974. Você pode conhecer um pouco mais da lei clicando aqui. Vale lembrar que, para fins de indenização do Seguro DPVAT, a invalidez permanente é considerada quando há perda permanente ou redução da funcionalidade de um membro ou órgão após um acidente de trânsito, viu?

Ah, para dar entrada no benefício é preciso, entre outros documentos, apresentar laudo médico que comprove a invalidez permanente. Fica a dica! 😉

E nos casos de reembolso de despesas médico-hospitalares?

Nesse caso, o valor de até R$ 2.700 é calculado com base nas notas fiscais e recibos em originais apresentados em nome da vítima. E fica uma dica importante, galera: nesse tipo de cobertura, todas as despesas hospitalares deverão estar discriminadas com seu respectivo valor e quantidade. Quer um exemplo? Em caso de fisioterapia, o valor do recibo original deve levar em conta o valor unitário de cada sessão. Anota aí! 

O valor das indenizações pode ser aumentado?

Recentemente, a Seguradora Líder, encaminhou à Superintendência de Seguros Privados (Susep), uma proposta com 19 temas para o aperfeiçoamento do atual modelo do Seguro DPVAT, que incluía a atualização do valor das indenizações, as importâncias seguradas. Nessa proposta, a indenização máxima no Brasil passaria de R$ 13.500 para R$ 25.000. Vale lembrar que os valores das indenizações pagas às vítimas estão sem reajustes há 11 anos e são inferiores a vários países, como Indonésia, Nigéria e Bolívia. Você confere mais detalhes dessa proposta em uma matéria produzida especialmente para a Newsletter da Seguradora Líder, clicando aqui. Aproveita e faz a sua inscrição por lá! 

Onde posso dar entrada na minha indenização?

É simples, galera. Basta reunir a documentação necessária a cada tipo de cobertura do Seguro DPVAT (você encontra clicando aqui) e comparecer a um dos nossos 8 mil pontos de atendimento autorizados espalhados por todo o Brasil. Clique aqui para conferir um bem pertinho da sua casa.

E aí, tem alguma dúvida sobre o Seguro DPVAT e quer vê-la virando um post aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito? Então, é só deixar o seu comentário aqui embaixo ou em uma das redes sociais oficiais do Seguro DPVAT. Estamos esperando por você! 👇


Continuar lendo

Semana Nacional de Trânsito: Dia Mundial sem Carro, o que eu tenho a ver com isso?

Se deixar o seu carro em casa é uma realidade distante, então, esse post é para você. Afinal, hoje, dia 22 de setembro, é comemorado o Dia Mundial sem Carro, data cujo objetivo principal é estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel. Bem interessante, não é? 😉

Por isso, nesse post, além de curiosidades sobre essa data, reunimos os benefícios que o uso de formas alternativas de mobilidade traz. Partiu conferir? 👇

Mas, afinal, qual o problema em andar de carro?

A gente aposta que essa é a indagação que você deve estar fazendo nesse momento, não é mesmo? Andar de carro por si só, realmente, não parece ser um grande problema, mas precisamos nos afastar da nossa visão individual para analisar melhor todo o conjunto.

De acordo com dados do Denatran, presentes no Boletim Especial "Dez Anos de Trânsito" da Seguradora Líder, atualmente, a frota brasileira é composta por 94 milhões de veículos. Mas o que isso significa? É simples, pessoal: as cidades deixaram de ser das pessoas e passaram a ser dos carros e, com isso, alguns efeitos vêm à tona, como o elevado número de acidentes de trânsito, doenças causadas pela poluição do ar e das águas, consumo exagerado de recursos naturais, dentre outros. E sabia que nós temos um papel essencial para a mudança dessa realidade? 😉

Na prática, o que isso tudo quer dizer?

Você gosta de exemplos práticos? Então se liga nesse aqui: se na cidade de São Paulo, que possui 9 milhões de veículos, todos aderissem ao Dia Mundial sem Carro, mais de 500 toneladas de monóxido de carbono deixariam de ser emitidas no dia! 😨😱

Esses dados são da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e vão além: em um dia sem nenhum veículo circulando pelas ruas da cidade, 535,4 toneladas de monóxido de carbono, 11,9 toneladas de dióxido de enxofre, 64,6 toneladas de óxido de nitrogênio e 3,4 toneladas de aldeídos também deixariam de ser emitidos, galera. Agora imagina se essa iniciativa fosse aderida no país inteiro! A gente nem precisa dizer que todo mundo sairia ganhando, não é? 💕🤗

Com base nessas informações, o que eu posso fazer?

Opa, muita coisa! Você pode, por exemplo, usar o transporte público, a bicicleta e até mesmo, fazer aquela caminhada. Além de serem alternativas cidadãs, todas essas opções são saudáveis e, além de contribuir com o meio ambiente, também ajudam a dar aquele upgrade na sua saúde. Ah, e você também pode contar com a carona solidária, que além de ser boa para o bolso, também é boa para o trânsito! Ficam as dicas. 😉

A gente encerra esse post com um desafio bem bacana: se você utiliza o carro todos os dias, descubra se você é capaz de passar um único dia útil no ano sem ele. A cidade, a Terra e as nossas crianças agradecem! 💕



Continuar lendo

Mais perigoso do que parece: usar celular na direção já é terceira causa de mortes no trânsito brasileiro

Um "olá", uma mensagem qualquer, um áudio, uma ligação. Alguns vão além: fazem fotos, vídeos para postar em redes sociais e respondem a mensagens de texto no Whatsapp. A gente sempre fala sobre os riscos do consumo de álcool, mas parecemos nos esquecer dos perigos que os celulares envolvem quando aliados à direção. Tão perigosa quanto a do álcool, a mistura celular e volante tem se configurado como uma verdadeira epidemia, pessoal. Para reforçar essa mensagem, reunimos nesse post algumas razões para você mandar essa prática para bem longe. Confere só! 🚗📱

Os números falam por si só

Como por aqui a gente gosta bastante de números, não poderíamos começar esse post de forma diferente. Recentemente, um estudo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET) revelou que o uso de celular já é a terceira maior causa de mortes no trânsito do Brasil, ficando atrás apenas do excesso de velocidade e do consumo de álcool pelos motoristas. De acordo com a instituição, são cerca de 150 óbitos por dia no país e quase 54 mil por ano ligados à utilização indevida do aparelho na hora de dirigir. Bastante coisa, não é mesmo? 😱

Riscos na direção

Mas por que o uso do celular na direção envolve tantos riscos? A resposta também está em um estudo da ABRAMET, que fez alguns cálculos bem bacanas usando dados internacionais. Um deles foi o que levamos, por exemplo, entre 8 e 9 segundos para atender a uma ligação. Se estivermos a 80 km/h, nesse período de tempo, podemos percorrer quase duas quadras desatento em relação ao trânsito. Nesse sentido, os riscos também envolvem as mensagens de texto, pessoal. Ainda de acordo com a instituição, levamos de 20 a 23 segundos para responder uma mensagem e se fizermos isso enquanto estivermos dirigindo a 60 km/h, percorremos quase quatro quadras dividindo a atenção entre o trânsito e o celular. Depois desse número, nem precisamos dizer mais nada, não é? 😰

Sim, até o uso do GPS gera riscos

Mas como toda boa regra tem sua exceção, sabemos que tem muitos condutores por aí que apenas abrem o celular para usar o GPS. Se você se encaixou nesse caso, temos uma notícia para você: todo uso do aparelho celular no trânsito gera riscos, inclusive o do GPS. Afinal, ao olhar para ele, você acaba perdendo o foco em todo o resto do trânsito. Então, se o uso do GPS for indispensável, que tal ativar o recurso de voz e não focar na tela? Assim, você garante a chegada ao seu destino e, melhor ainda, sua segurança. 😉

Punição para a prática

Desde novembro de 2016, a multa para quem usa o celular no trânsito é considerada gravíssima, pessoal. Vale lembrar que o uso de aplicativos de GPS ou similares é permitido, desde que este esteja fixado em um suporte localizado no para-brisa ou no painel do veículo. Qualquer outra situação, inclusive utilizar o celular parado no semáforo, é passível de multa. Vale ou não vale ficar mais atento ainda?

Teledependência: um nome científico para uma prática comum

Os estudos sobre a mistura celular e direção são cada vez mais comuns e ganharam um nome, pessoal: teledependência. De acordo com a ABRAMET, esse fenômeno consiste num transtorno de ansiedade, bastante comum em novos condutores, que aliam a inexperiência na direção à necessidade que a cabeça deles tem do celular. Para ilustrar a teledependência, é simples, basta a gente parar para pensar em quanto tempo a gente fica no celular por dia. Que tal fazer essa reflexão?

Através de todas essas informações, queremos te enviar uma mensagem que vale muito mais do que aquela do Whatsapp: vale tirar o olho do celular para focar em algo muito mais importante, que é a sua vida. Que tal pensar nisso antes de pegar o celular enquanto estiver dirigindo, hein? Fica a dica da Seguradora Líder!😉



Continuar lendo

Seguir o carro de um amigo aumenta o risco de acidentes

A gente quer aproveitar o Dia do Amigo para falar de uma situação bem comum quando viajamos para um local desconhecido com um amigo. É a famosa frase "Me segue que eu conheço o caminho". Nesses momentos, a camaradagem parece mesmo ser uma solução bem melhor do que qualquer GPS, mas essa pode ser uma situação de risco. E a gente vai explicar direitinho o porquê, galera. Cola aqui no nosso post. 😉

Comprovação científica

Um estudo realizado pela Universidade do Estado do Arizona, nos Estados Unidos, comprovou que condutores que seguem outros veículos estão mais propensos a fazer manobras arriscadas e, por consequência, sofrer acidentes. Os resultados vieram de uma pesquisa inspirada em um processo judicial, que tratava de um acidente grave envolvendo um carro que seguia outro. 😥😨 Até então, não havia nenhuma certificação científica de que a prática pudesse ser perigosa. Os cientistas fizeram então simulações com jovens entre 18 e 22 anos, onde, na primeira etapa do experimento, foi requerido que eles dirigissem como quisessem, sob influência do GPS e, por último, seguindo outro motorista.

Por que é perigoso seguir alguém de carro?

Uma das conclusões que os cientistas da Universidade do Arizona chegaram foi que, no momento que o motorista segue outro veículo, ele acaba fazendo curvas com menos cuidado, estando mais propenso a passar em sinais vermelhos e a cortar a passagem dos pedestres. Isso ocorre porque ele está motivado diretamente pelo medo de se perder, galera. Já aconteceu com você? 😧

Confie no GPS!

A gente mostrou que não dá para confiar muito no "me segue que eu conheço o caminho", não é? Para garantir a segurança da sua viagem, quando um colega se oferecer para dirigir na frente, a boa é colocar o destino no GPS, estudar o mapa ou simplesmente oferecer aquela carona esperta. Ganhar um copiloto que conhece cada pedacinho do lugar para onde vocês estão indo não é nada mal. 😌🤗

Para garantir muito mais anos de amizade, a boa é seguir sempre com segurança, galera! E, para isso, é preciso estar sempre ligado nas suas atitudes, viu? Então, já sabe: se um amigo se oferecer para dirigir na frente, mostrando o caminho, o melhor a se fazer é negar para evitar acidentes graves. Sua segurança agradece. Fica a dica! 😉


Continuar lendo

Cuidado com o golpe do Seguro DPVAT

O telefone tocou falando que era do Seguro DPVAT e oferecendo ajuda para dar entrada no benefício ou para receber a sua indenização mais rápido? Cuidado, você pode ser uma vítima do golpe do Seguro DPVAT, onde pessoas se aproveitam de momentos frágeis como os acidentes de trânsito para receber seu benefício por você. L Quer saber como se proteger dessas tentativas? É só ficar ligadinho no nosso post. ;)

Como evitar o golpe do Seguro DPVAT?

O golpe consiste em uma pessoa entrando em contato com o beneficiário para oferecer serviços ou facilidades, como dar entrada no seu benefício para você ou, até mesmo, fazer com que você receba seu benefício de forma mais rápida. L Essas promessas, na maioria das vezes, fazem com que esse importante benefício social não chegue aos seus beneficiários de direito. Bem triste, não é? :(

Para evitar que isso aconteça, estamos aqui para te dizer que nenhum funcionário da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT no país ou de qualquer seguradora consorciada, está autorizado a entrar em contato com vítimas ou beneficiários para oferecer qualquer tipo de serviço. Fique ligado: pedir, acompanhar e receber a indenização do DPVAT são serviços gratuitos e você mesmo pode fazê-los! <3

Como receber mais rápido?

Essa é uma das promessas mais feitas pelos aproveitadores, galera, mas só aqui você encontra a dica certa! Quer receber a indenização do Seguro DPVAT de forma mais rápida? Basta apresentar a documentação correta logo no início do seu pedido e acompanhar de pertinho as movimentações lá no site da Seguradora Líder, onde você receberá as informações seguras sobre todas as etapas de análise até o recebimento. Ah, informação importante: vale lembrar que a indenização do Seguro é liberada em até 30 dias quando o pedido é feito de forma correta, pessoal! ;)

Como você pode fazer a sua parte: Canal de Denúncias

A gente também conta com a sua ajuda no combate às fraudes! Foi vítima ou ficou sabendo de algum caso em que as pessoas tenham solicitado a indenização do Seguro DPVAT sem que tenham se ferido em acidente de trânsito? Faça a sua parte e denuncie através do 0800 022 12 05 ou clicando aqui. As ligações são gratuitas e em nenhum dos dois canais é necessário se identificar. ;)

O que estamos fazendo para combater às fraudes por aqui?

Por aqui, a gente também está de olho em qualquer tentativa de fraude, galera! 💪 Por isso, temos a Operação Tolerância Zero às Fraudes à todo vapor. Em parceria com as autoridades competentes e tendo a tecnologia como principal aliada, de janeiro a maio deste ano, as iniciativas proativas da Seguradora Líder já resultaram em 22 sentenças condenatórias, 39 condenados, 12 cancelamentos, suspensões ou cassações de registros em órgãos de classe e 14 prisões em todo o Brasil. ;)

Através desse post, nosso objetivo foi fazer com que você fique cada vez mais atento ao golpe do Seguro DPVAT que, além das ligações, também pode ser oferecido nas portas de hospitais e até mesmo, nas funerárias. 😣 A boa é nunca assinar documentos e nunca entregar seu dinheiro para falsos consultores. Tenha sempre em mente que solicitar o Seguro DPVAT é um procedimento simples e que você conta com uma série de pontos de atendimento autorizados da Seguradora Líder para isso. 😍 Ficou com alguma dúvida? Não tem problema, é só falar com a gente por aqui. 👇 Esperamos por você!



Continuar lendo

Página 1 de 8
12345678