Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Categoria: Dicas

Saiba mais sobre os perigos da combinação álcool e direção

Um, dois, três copinhos para refrescar o calor do verão e chegou a hora de ir para casa, dirigindo. Pode falar a verdade: quantas vezes você já viu essa cena? Essa é apenas uma das situações do dia a dia com a perigosa mistura de álcool e direção. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), esse já é um dos cinco principais fatores de risco para a mortalidade no trânsito brasileiro. Mas quais são os riscos de beber e dirigir? Quais as punições? E a Lei Seca? Você confere as respostas para essas perguntas e muito aqui. Continue acompanhando! 😉👍

Entendendo os perigos de beber e dirigir

Pegar o carro para ir para casa após uns tomar umas cervejinhas no happy hour com os amigos não parece nada demais? Mas temos novidades: com apenas 0,02% a 0,05%, o equivalente a um copo de cerveja, há diminuição considerável das funções visuais e da capacidade de fazer duas coisas ao mesmo tempo. Com dois copos, o equivalente a 0,10%, a situação começa a ficar mais séria: há redução da capacidade de ficar na mesma pista da estrada e parar corretamente. Já com três copos, o equivalente a 0,15%, há incapacidade de controlar o veículo e prestar atenção às funções de direção. Impressionante! 😱

Lei Seca, uma década de atuação para tornar o trânsito mais seguro

Quando falamos da mistura bebida e direção, é impossível não lembrar da Lei Seca, nome popular da Lei 11.705/2008, que ficou conhecida por reduzir a tolerância no nível de álcool no sangue de quem dirige. No ano passado, ela completou uma década de atuação com resultados bastante positivos: segundo a Escola Nacional de Seguros (ENS), desde sua implantação, a Lei Seca já poupou 40 mil vidas no trânsito e 235 mil pessoas de ficarem com algum tipo de invalidez permanente. Bem legal, não é? 😉

Punições mais severas para a mistura bebida e direção

Mas não é só a Lei Seca que trouxe punições mais severas para a mistura bebida e direção, galera! A Lei nº 13.546/17, que entrou em vigor no dia 19 de abril, trouxe alterações significativas ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB), aumentando o rigor na punição aos motoristas que conduzirem veículos sob o efeito de álcool ou outras substâncias psicoativas e causarem acidentes. Agora, nos casos de lesões corporais graves ou gravíssimas, aquelas que podem gerar invalidez permanente, a pena passou de 6 meses a 2 anos para de 2 a 5 anos de prisão em regime fechado e, nos casos de homicídio culposo, aquele onde não há intenção de matar, passou de 5 a 8 anos de prisão, também em regime fechado.

Achou que parava por aí? Não mesmo! Outra novidade trazida pela Lei nº 13.546/17 está no fato que não haverá a possibilidade de pagamento de fiança, ocorrendo a suspensão ou proibição do direito de dirigir. A gente nem precisa falar que foi grande passo para reforçar a segurança no trânsito, galera! 😉

Transportes alternativos são opção depois da saideira

Tomar aquela gelada não tem problema se você não pegar o carro, pessoal. Que tal aproveitar essa oportunidade para usar a tecnologia ou o transporte público como solução? Fica a dica: depois da saideira, explore opções como o metrô, trem, ônibus, Uber, táxi, bicicleta para garantir a sua segurança na volta para casa! 😍

Com esse post, queremos te mostrar que o condutor precisa entender que é o responsável por todos que estão no veículo e refletir sobre isso antes de beber. Afinal, a construção de um trânsito mais seguro para todos também é sua responsabilidade! Que tal pensar nisso antes de pegar na direção do carro, hein? =)



Continuar lendo

Como pagar o Seguro DPVAT 2019

Chegou a hora de pagar o Seguro DPVAT 2019, galera! Cobrado anualmente junto ao vencimento da cota única ou primeira parcela do IPVA, o seguro garante a sua proteção em caso de acidentes de trânsito envolvendo morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas e suplementares (DAMS). Muito amor envolvido, não é? 😍 Então, para que você mantenha o Seguro DPVAT do seu veículo em dia, preparamos um tutorial para que você fique por dentro de como realizar o pagamento no seu Estado, de forma segura, prática e rápida. Preparado? 3, 2, 1... vamos lá! 😉👍

1. Acesse o site da Seguradora Líder e selecione entre as opções "RJ e pagamento de anos anteriores" ou "Outros estados".

img1.jpg

2. Se você não for do Rio de Janeiro, será direcionado para o nosso mapa. Escolha o seu Estado no menu e confira as instruções de pagamento. Se for necessária a emissão de guia, encontrará o link direcionando para a página correspondente. Em muitos Estados, a emissão é feita nas páginas dos Detrans.

img2.jpg

3. Insira as informações pedidas e gere a guia para o pagamento. Atenção: desde 2013, o número do RENAVAM é formado por 11 dígitos. 😉

img3.jpg

4. Pronto! Agora é só pagar em um dos bancos indicados para o seu Estado. 

img4.jpg

Se você ainda tem dúvidas sobre os valores do Seguro DPVAT para 2019 é possível verificar a tabela, dividida por tipo de categoria, clicando aqui

Lembre-se: ao manter o Seguro DPVAT em dia você não só garante o licenciamento do seu veículo, mas também colabora com a saúde pública brasileira e com campanhas de educação no trânsito e prevenção de acidentes cada vez mais efetivas, já que parte dos recursos são destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e ao Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). Então, que tal dar aquela passadinha lá no nosso site, hein? Qualquer dúvida, estamos aqui para você saber mais! 😉😄



Continuar lendo

​É #FAKE: Não há desconto para pagamento antecipado do Seguro DPVAT

Fala, galera! Que tal começar o ano bem informado sobre o Seguro DPVAT? Preparamos um #FATO ou #FAKE especial, dessa vez, sobre o processo de pagamento do seguro do trânsito. Vamos lá! 😃

Em 2019, o Seguro DPVAT oferece desconto para pagamentos antecipados

É #FAKE, pessoal! O valor do Seguro DPVAT é definido pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e varia apenas de acordo com a categoria do veículo. Não há desconto para pagamento antecipado. Para 2019, por exemplo, o valor para automóveis é R$ 16,21 e para motocicletas R$ 84,58. Você pode conferir os valores do prêmio do Seguro DPVAT para 2019 clicando aqui.

O Seguro DPVAT deve ser pago no mesmo vencimento da cota única ou da primeira parcela do IPVA de acordo com os calendários definidos pelas secretarias de Fazenda de cada estado. Em caso de veículos isentos desse imposto, o pagamento deve ser realizado juntamente com o emplacamento ou no momento do licenciamento anual.

O site da Seguradora Líder foi hackeado

Opa, informação #FAKE! O site da Seguradora Líder é totalmente seguro e os proprietários não devem clicar diretamente nas mensagens disseminadas em grupos de WhatsApp, que podem direcionar para sites maliciosos. Os proprietários devem acessar o site https://www.seguradoralider.com.br/Pages/Saiba-como-pagar.aspx ouhttps://pagamento.dpvatsegurodotransito.com.br/ diretamente. Anota aí! 🗒 

A Seguradora Líder define os valores de pagamento do Seguro DPVAT

Mais uma informação #FAKE, galera! Os cálculos relativos ao Seguro DPVAT são elaborados pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), baseados em estudos atuariais, sendo o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) quem estabelece os valores do prêmio, como antecipamos aí em cima. É bom ficar de olho! 👀

O custo do bilhete está incorporado ao valor final do Seguro DPVAT

É #FATO! O custo do bilhete, aquele documento que vem integrado ao CRV (Certificado de Registro de Veículo) e CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo), já está incluso no valor final do Seguro DPVAT pago pelos proprietários de veículos. Previsto na Resolução 332/2015 do CNSP, o custo do bilhete está incorporado ao valor do Seguro DPVAT desde 2009 e é destinado à confecção e distribuição aos Detrans dos formulários do CRV e CRLV. Você sabia disso? 😉

Quanta informação importante, não é mesmo? Mas a principal delas é lembrar de manter o Seguro DPVAT do seu veículo em dia, garantindo a sua proteção e a de mais de 208 milhões de brasileiros em caso de acidentes de trânsito envolvendo morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e suplementares (DAMS). \o/ E aí, já sabe quando o Seguro DPVAT do seu veículo vence neste ano? Não perca tempo: clique aqui para conferir o calendário do pagamento. 😉


Continuar lendo

Vai viajar? Confira as dicas para curtir as festas de fim de ano com segurança

Últimos dias de 2018 e, para tornar essas festas ainda mais seguras, no post de hoje, preparamos um checklist super bacana para viajar com muito mais tranquilidade. Então, prepare-se: está valendo pegar o papel e a caneta ou dar aquele print esperto no seu celular. Vamos nessa? 😉

Números comprovam que é preciso cuidado nas estradas

A gente não poderia começar esse post de maneira diferente, já que o Blog Viver Seguro no Trânsito é a casa do Seguro DPVAT, não é mesmo? Dados da Seguradora Líder mostram que, entre dezembro de 2017 e fevereiro de 2018, foram registradas mais de 45 mil ocorrências no trânsito em todo o país. Nesse mesmo período, o número de mortes superou a marca de 6 mil, com os jovens de 18 a 34 anos sendo as principais vítimas. Os homens também estão entre os mais atingidos e representam 76% das ocorrências no período. Depois desses números, vale sim ou com certeza redobrar o cuidado nas estradas, hein? 👍

E aí, já fez a revisão do seu veículo?

Tão importante quanto escolher o destino, reservar hotéis e definir os passeios, é fazer a revisão no veículo antes de viajar e, assim, evitar imprevistos. Por isso, é importante que você verifique itens como os pneus, o sistema elétrico, o para-brisa, o alinhamento e balanceamento do seu veículo, os freios, os fluidos e, é claro, se os equipamentos de segurança, tais como o estepe, o macaco, as ferramentas, estão em dia.

Ah, e é importante lembrar que a revisão do veículo não deve ser feita um ou dias antes da data da viagem. Leve-o com pelo menos uma semana de antecedência ao seu mecânico de confiança. Dessa forma, caso seja recomendável trocar alguma peça, você terá tempo para deixar o carro na oficina.

Transportando as bagagens de forma correta

Se há um drama comum é o espaço para as bagagens. Na maioria das vezes, o problema é a falta de espaço para colocar tudo o que a gente considera necessário. Mas o excesso de peso também é bem comum. Por isso, a boa é ter cuidado com a balança e não exagerar. Outra dica é a organização das malas dentro do veículo: deixe as mais pesadas o mais próximo possível ao eixo traseiro e evite colocar objetos sobre o tampão do porta-malas. 😉

Separando os documentos

Por último, é importante separar os documentos. Além da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) original, dentro do prazo de validade, é necessário se certificar que o veículo está devidamente licenciado antes de pegar a estrada. Também não se esqueça de levar os telefones das concessionárias das rodovias nas quais você irá trafegar em caso de uma eventual emergência.

Seguindo as dicas acima, parabéns, você está pronto para viajar. Não se esqueça de manter o tanque sempre cheio e, em caso de trajetos longos, complete sempre que chegar na metade. Tenha cuidado e curta bastante seu passeio! 🤩


Continuar lendo

Ranking do bem: confira as capitais que registraram o menor número de acidentes nos últimos dois anos

ranking-do-bem-2016-2017.pngO elevado número de indenizações do Seguro DPVAT pagas mês após mês preocupa, mas algumas regiões já têm adotado medidas para a redução dos índices de acidentes de trânsito. Levantamento realizado pela Seguradora Líder listou as cidades de Vitória (ES), Macapá (AP), São Luís (MA), Rio Branco (AC) e Maceió (AL) como as que registraram o menor número de ocorrências nos últimos dois anos: foram apenas 5.614 casos frente aos mais de 560 mil registrados em 2016 e 2017. Mas como essas cidades conseguiram atingir esses resultados? É isso que vamos contar para você aqui embaixo! Se liga aí no ranking do bem! \o/

1º lugar: Vitória, capital do Espírito Santo

Como contamos em um post especial da série #BonsExemplos, aqui mesmo no Blog Viver Seguro no Trânsito, a posição conquistada pela cidade – que registrou apenas 765 casos nos últimos dois anos – é resultado direto do investimento da Prefeitura em medidas para reforçar a segurança nas ruas. Entre elas, o Programa Vida no Trânsito, que na cidade é usado para analisar os acidentes buscando identificar as causas, que podem ser infraestrutura, educação e fiscalização. Após a avaliação, um grupo de trabalho propõe soluções para que não voltem a ocorrer acidentes semelhantes. É muito amor envolvido para evitar acidentes, não é? Parabéns, Vitória! 💓

2º lugar: Macapá, capital do Amapá

Por lá, a Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) revitalizou e instalou novas faixas de pedestres e diversas placas de sinalização, além de ter elaborado um plano estratégico de fiscalização. Pensando nos condutores do futuro, a instituição ainda promoveu ações educativas nas escolas municipais da região. O resultado disso? Apenas 949 ocorrências nos últimos dois anos. É para celebrar bastante! 🎉

3º lugar: São Luís, capital do Maranhão

A terceira colocada, com 1.122 casos registrados nos últimos dois anos, contou com o apoio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) para revitalização das vias. Além disso, também foram promovidas ações de conscientização e educação no trânsito. Pode falar: um exemplo a ser seguido, não é mesmo? <3

4º lugar: Rio Branco, capital do Acre

As apenas 1.254 ocorrências no período são efeito das iniciativas adotadas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito - RBTRANS, como campanhas de conscientização e educação e blitz educativas. Em 2018, a instituição ainda vem promovendo ações com foco nos motociclistas. \o/

5º lugar: Maceió, capital de Alagoas

E para encerrar o ranking do bem com chave de ouro, temos a capital alagoana Maceió, que registrou 1.524 casos no período. O município segue trabalhando frequentemente em campanhas educativas, políticas públicas de segurança viária e fiscalização. Valeu, Maceió!

Todos os exemplos aqui em cima nos ajudam a ver que a construção de um trânsito é possível através de uma série de ações integradas, não é mesmo? E aí, que tal pensar um pouquinho no que pode ser aplicado aí na sua cidade? Para ficar mais fácil, é só lembrar que nós mesmos somos a mudança no trânsito, viu? Compartilhe com a gente nos comentários o que você achou desse post. Esperamos por você! 💓


Continuar lendo

Cuidados na estrada no feriadão da Proclamação da República

O feriado prolongado da Proclamação da República, entre os dias 15 e 18 de novembro, é um período em que, tradicionalmente, muitos pegam as estradas para aproveitar os dias de folga. Se esse é o seu caso, para aproveitar os próximos dias com tranquilidade reunimos, neste post, os dados dos acidentes ocorridos no mesmo período do ano passado e algumas dicas de segurança nas estradas. Dá só uma olhada! 😉

Em 2017, mais de 3 mil acidentes nos quatro dias de feriado

O título assusta, mas é verdadeiro. Somente em 2017, foram contabilizadas 3.176 ocorrências em todo o Brasil, entre os dias 15 e 19 de novembro. Como resultado dos acidentes, 63% ficam com algum tipo de sequela permanente e foram indenizadas pelo o Seguro DPVAT. Na prática, isso quer dizer que, a cada dia, cerca de 635 acidentes aconteceram nas estradas brasileiras, dentre os quais 49% envolveram jovens de 18 a 34 anos. Bem triste, não é? 😪

Os motociclistas são as principais vítimas do trânsito brasileiro e essa realidade não foi diferente durante os dias de feriado prolongado. Somente no ano passado, os motociclistas corresponderam a 76% das vítimas nas ocorrências. Alô, motociclistas!👀👀👀

E tem mais: esses números ainda podem aumentar, já que o prazo prescricional para dar entrada no pedido de indenização do Seguro DPVAT é de 3 anos. Depois dessas informações, é para redobrar o cuidado sim ou com certeza? 👍

Segurança é item indispensável

Para garantir que esses números não se repitam, preparamos uma listinha com dicas bacanas de segurança para você. Papel e caneta na mão? Vamos lá! 🖊

Documentação. 📃 Antes de pegar a estrada, confira se você está com toda a documentação em dia e se não esqueceu de separar todos os seus documentos e os do seu veículo. Organização em primeiro lugar!

Pneus. 🚗 Outra dica importante antes de pegar a estrada, é verificar o estado de todos os pneus, inclusive o estepe. É importante também checar o triângulo, o macaco e as chaves de roda, afinal, você pode precisar desses ítens no trajeto.

Chuva. ☔ Estamos na primavera e é bastante comum observar mudanças no clima, pessoal. Por isso, se estiver chovendo, a atenção deve ser maior ainda. Por isso, a boa é evitar freadas bruscas e procurar dirigir a uma velocidade menor.

Sono. 😴 A gente sabe que depois de relaxar bastante no feriado, pode bater aquele soninho, não é mesmo? Mas se a sonolência chegar durante a viagem, que tal parar e descansar um pouquinho? 😉

Refeições. 🍛 Tão importante quanto o sono, é fazer refeições leves antes de pegar a estrada. Lembre-se: comer demais ou ingerir comidas pesadas pode causar sonolência durante a viagem. Ah, e também nunca ingerir bebidas alcoólicas, viu? 😉

Na hora de pegar a estrada neste feriadão, lembre-se: a segurança é item indispensável na sua bagagem. Por isso, por mais familiarizado que você já esteja com a rodovia, a boa é dirigir com cautela para garantir muito mais datas de descanso como essa. Afinal, construir um trânsito mais seguro também é sua responsabilidade! 😉



Continuar lendo

Documentos simplificados na hora de dar entrada no Seguro DPVAT

A Seguradora Líder tem investido bastante para tornar o Seguro DPVAT cada vez mais acessível para os mais de 208 milhões de brasileiros. Mas sabe uma das maneiras que estamos fazendo isso? Simplificando os documentos na hora de dar entrada no Seguro. 😉 Nesse post, reunimos alguns dos principais documentos que sofreram alterações neste ano. Prepare o papel e a caneta para tomar nota, hein! 📝

Evoluções ao longo de 2018

O final do ano está chegando e a gente coleciona uma porção de resultados positivos! Em maio, por exemplo, houve mudança nas exigências para processos de indenização por morte. A prova de dependência econômica deixou de ser feita através da anotação constante na Carteira de Trabalho (CTPS) e a Declaração de Separação de Fato deixou de ser obrigatória. Mas não paramos por aí! Em outubro, a criação do Formulário Único, cujos detalhes a gente conta para você aqui embaixo, unificou três formulários: a Autorização de Pagamento de Sinistro e Registro de Informações Cadastrais Pessoa Física; a Declaração de Ausência de Laudo do IML; e a Declaração de Únicos Beneficiários. E sabe quem saiu ganhando? Você! 😀

Informações reunidas

Desde outubro, através do Formulário Único de Pedido do Seguro DPVAT, a Seguradora Líder deu mais um importante passo na simplificação dos processos de solicitação do Seguro DPVAT. O novo formulário centraliza as principais informações de vítimas/beneficiários para todas as coberturas do seguro, o que possibilita maior agilidade na regulação e na liberação do pagamento das indenizações. Bem legal, não é? ❤

Mudanças para os não-alfabetizados

Além do Formulário Único, outra mudança super importante no processo de solicitação foi para os beneficiários não alfabetizados. Agora, eles não precisarão apresentar formulários, declarações e procurações por instrumento público, emitidos em cartórios. Eles poderão indicar uma pessoa que, a seu pedido (rogo), preencherá e assinará, juntamente com duas testemunhas, todos os documentos relativos ao pedido de indenização do Seguro, incluindo o formulário unificado que a gente falou aqui em cima. Nesses casos, os beneficiários não alfabetizados precisarão apenas inserir, nos documentos, a sua impressão digital.

Mas, afinal, qual documentação ainda continua valendo?

Para facilitar, a gente quer dizer que, além do formulário único, existem documentos específicos para cada tipo de cobertura, que você confere clicando aqui. Um desses documentos é a Declaração de Prevenção à Lavagem de Dinheiro, de preenchimento obrigatório por parte do procurador, disponível neste link. É bom ficar de olho! 👀👀👀

Estamos aqui para você

Ficou com dúvidas mesmo assim? Não tem problema! Basta entrar em contato com a Central de Atendimento da Seguradora Líder, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, através dos números 4020-1596 para regiões metropolitanas e do 0800 022 12 04 para outras regiões. Além desse canal, também é possível tirar dúvidas através das redes sociais oficiais do Seguro DPVAT, como o Facebook e o Twitter. 😉

Tem muita novidade rolando para tornar o Seguro DPVAT cada vez mais acessível para você e os 208 milhões de brasileiros! Continue ligadinho aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito para acompanhar em primeira mão. Esperamos por você nos comentários. 👇



Continuar lendo

Economia colaborativa: saiba como esse conceito pode melhorar o trânsito da sua cidade

Você já ouviu falar sobre economia colaborativa? Se não, não tem problema: estamos aqui para te explicar! Trate-se de uma prática que tem por essência a divisão no uso ou na compra de serviços, facilitada, especialmente, pelo uso de aplicativos móveis que possibilitam uma maior interação entre as pessoas. E sabe onde ela pode ser aplicada? No trânsito! E, como por aqui a gente gosta muito de falar sobre o universo do trânsito, muitas das ideias sobre esse assunto já são realidade. Vamos lá? 😉

Carona solidária: boa para o bolso, boa para o trânsito

Você sabia que ¼ da cidade de São Paulo é ocupada, atualmente, por estacionamentos? Quem mora no município, que reúne mais de 6 milhões de veículos, passa, ainda, 3 horas no trânsito diariamente para ir e voltar do trabalho. Um cenário, no mínimo, assustador. Mas como resolver essa questão?

Uma das soluções, exemplo de economia colaborativa, é a chamada carona solidária, que consiste na organização de grupos – como vizinhos e colegas de trabalho – para compartilhar o transporte diário. Através dessa prática, motoristas economizam nas despesas com o veículo, passageiros garantem mais comodidade em seu deslocamento e o caos no trânsito das grandes cidades é minimizado. A gente nem precisa dizer que todo mundo sai ganhando, não é mesmo?😍

Carona até mesmo na hora de viajar

A carona solidária também está ultrapassando barreiras, pessoal. Sabe a cena de ir para a beira da estrada tentar pegar uma carona para fazer uma longa viagem? Pois é, através de aplicativos como o Bla Bla Car, essa prática ganha novas formas. 😉

E adivinha só: ela traz benefícios que vão além da economia de dinheiro! As caronas de longa distância trazem o aumento da eficiência nas estradas e redução de eventuais impactos no meio ambiente.💚🌳

A bicicleta como uma nova possibilidade

Mas se você é daqueles que acham que usar o veículo para se deslocar de um ponto a outro, muitas vezes não é o mais viável, temos uma alternativa: já pensou em usar a boa e velha bicicleta? 🚲

Você pode contar com o BikeSharing, ou o compartilhamento de bicicletas através de estações que disponibilizam bikes por um preço acessível para quem quiser sair pedalando pela cidade. Um dos exemplos mais famosos é o Bike Itaú. Estudos comprovam que essa tendência está com tudo, hein, pessoal? De acordo com a consultoria Roland Berger, o mercado de compartilhamento de bicicletas irá crescer 20% ao ano até 2020 em todo o mundo. Nessa lógica, daqui a apenas dois anos, o mundo terá cerca de 2.400.000 bicicletas nesse mercado.

Como você pode ver, a economia colaborativa é uma prática que promete trazer benefícios para todo mundo, podendo ser aplicada, inclusive, no trânsito. E aí, que tal se preparar para aderir à tendência, fazendo sua parte para aliviar o trânsito na sua cidade, hein? 😉


Continuar lendo

Saiba mais sobre os impactos do trânsito na saúde e no meio ambiente

Além da fumaça, buzina e dos engarrafamentos constantes, o trânsito tem muita influência no nosso dia a dia, especialmente na nossa saúde e no meio ambiente. Mas você já parou para pensar sobre quais são esses impactos na prática? Para estimular essa reflexão, preparamos um post especial. Vamos conferir? 😉

Ruído do trânsito faz com que pássaros cantem menos e mais baixo

O trânsito tem um grande impacto na natureza e um dos exemplos são os pássaros. Um estudo da Universidade George Mason, nos Estados Unidos, descobriu que eles cantam de forma diferente por causa do ruído gerado pelo trânsito de veículos nas grandes cidades. Além de cantarem mais baixo e de forma mais curta, o trânsito também piora a capacidade dos pássaros de atrair companheiros e defender seu território. Bem triste, não é? 😣

Atropelamento de animais silvestres no Brasil

E, por falar em animais, o trânsito também tem impacto direto em outra questão: o atropelamento deles, especialmente nas grandes rodovias. De acordo com o Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), estima-se que, diariamente, aproximadamente 1,3 milhão de animais morrem nas rodovias brasileiras. A maioria dos animais mortos por atropelamento são pequenos vertebrados, como sapos, aves, cobras, entre outros. Um baita impacto para a fauna brasileira! Depois dessa informação, a boa é ficar de olho, especialmente se for pegar a estrada! 👀

Duas horas no trânsito equivalem a fumar um cigarro e meio

Um estudo realizado recentemente pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que passar duas horas no trânsito equivale a fumar um cigarro e meio. Sabe o que isso quer dizer na prática? Que grande parte dos moradores de grandes cidades é, no mínimo, fumante passivo. 😣 O resultado da pesquisa da USP vem acompanhado de um alerta: os pesquisadores afirmam que, se nenhuma medida de controle da poluição for adotada, mais de 51 mil pessoas devem morrer de doenças relacionadas ao problema até 2025. É bom ficar de olho! 👀

Proteção ao meio ambiente é garantida pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

Depois de tantos dados negativos, uma notícia boa! A legislação de trânsito prevê sanções aos condutores e proprietários de veículos que agridem o meio ambiente, tanto de forma ativa quanto passiva. É isso aí! 😍 O artigo 227, do CTB, por exemplo, estipula em quais situações e horários é permitido usar a buzina. Já o artigo 231 fala sobre o derramamento de carga de qualquer objeto ou combustível sobre a via, bem como sobre a produção de fumaça, gases ou partículas em níveis superiores ao permitido. Mais uma prova de que o CTB foi feito para ser usado além da autoescola, viu, galera?☺

Através desse post mostramos que, além do impacto no meio ambiente, as poluições sonoras e atmosféricas do trânsito também podem afetar a saúde dos condutores e pedestres. Por isso, é importante pensarmos juntos no que pode ser feito para reduzir esses impactos. E aí, tem alguma ideia para tornar o trânsito um lugar melhor? Fala com a gente! 😉


Continuar lendo

É #FATO ou #FAKE? Tudo o que você precisa saber sobre o Seguro DPVAT

Receber informação é muito bom, não é? Principalmente quando a gente sabe que ela é verdadeira. Pensando nisso, reunimos aqui alguns dos principais mitos e verdades sobre o Seguro DPVAT. Vamos lá conferir o que é #FATO ou #FAKE sobre o benefício? 😉

Para dar entrada no Seguro DPVAT, é necessário contratar um terceiro.

#FAKE, pessoal! Dar entrada no Seguro DPVAT é gratuito e você mesmo pode fazer em um dos nossos 8 mil pontos de atendimento espalhados por todo o Brasil. Basta apresentar a documentação necessária de acordo com a cobertura pleiteada: morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médico-hospitalares.

Ah, a gente aproveita para te dar uma dica: cuidado com o golpe do Seguro DPVAT, em que pessoas se aproveitam de momentos frágeis como os acidentes de trânsito para receber seu benefício ou parte dele por você, viu? Se você foi vítima ou ficou sabendo de algum caso, faça a sua parte e denuncie através do Canal de Denúncias da Seguradora Líder: através do número 0800 022 12 05 ou clicando aqui. As ligações são gratuitas e em nenhum dos dois canais é necessário se identificar.

Ao manter o Seguro DPVAT do meu veículo em dia, colaboro com a saúde pública brasileira e com as campanhas para construção de um trânsito mais seguro.

É #FATO, galera! Pode confiar. Do total arrecadado pelo Seguro DPVAT, 45% vão diretamente para o Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de fazer frente aos custos de procedimentos médico-hospitalares decorrentes da assistência a vítimas de acidentes e 5% vão para o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) para a realização de campanhas e outras iniciativas no âmbito da Polícia Nacional do Trânsito. Os outros 50% vão para o pagamento de indenizações e reservas. E aí, você sabia dessas informações?

O modelo de gestão do Seguro DPVAT é um monopólio.

Essa informação é #FAKE! Qualquer seguradora autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) a operar no país no segmento de seguros de danos e/ou pessoas pode, facultativamente, aderir ao Consórcio de Operações do Seguro DPVAT. A Seguradora Líder é formada, atualmente, por 76 seguradoras consorciadas, e as representa nas esferas administrativa e judicial. Esse modelo de gestão centralizada traz, na verdade, uma série de benefícios para a operação do Seguro DPVAT, entre eles, a redução da inadimplência, a elevação do número de pontos de atendimento, a padronização das operações em todo o território nacional e um intenso trabalho de combate às fraudes. 😀

Ah, a gente aproveita para esclarecer também que os valores cobrados pelo Seguro DPVAT anualmente também não são definidos pela Seguradora Líder e pelas Seguradoras Consorciadas, mas sim elaborados pela Susep, com base em estudos atuariais, sendo o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) quem estabelece os valores dos prêmios. Você sabia disso? 😉

O Seguro DPVAT indeniza independentemente da apuração de culpados e da identificação do veículo.

É #FATO! Essas são duas das principais características desse importante instrumento de proteção social, que o fazem se tornar ainda mais universal. Além disso, o Seguro DPVAT indeniza ou reembolsa individualmente todas as vítimas do acidente, transportadas ou não, independentemente da quantidade de acidentes causados por um mesmo veículo. Inclusão, a gente vê por aqui!😍💕

Aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito e no site da Seguradora Líder você encontra informações confiáveis sobre o Seguro DPVAT. 😉 Se tiver dúvida sobre o que é #FATO ou #FAKE, é só deixar o seu comentário aqui embaixo. Estamos aqui para você! =)


Continuar lendo

Página 1 de 9
123456789