Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Categoria: Eventos

Semana Nacional de Trânsito: Conheça o Podcast do Seguro DPVAT

Em nova iniciativa da Seguradora Líder, a sociedade brasileira pode se informar e ficar sabendo ainda mais sobre o Seguro do Acidente de Trânsito. Pega o fone e dá o play. O Podcast “A Voz do Trânsito”, do Seguro DPVAT, tá no ar! 🎙

Você já se perguntou como surgiu o Seguro DPVAT ou o que a sigla significa? Quer ficar mais ligado sobre o universo do trânsito e ouvir conteúdos exclusivos com autoridades sobre o assunto? Agora esses e mais conteúdos estarão disponíveis gratuitamente nas plataformas de streamming. Bacana, né?

Esta é mais uma iniciativa da Seguradora Líder com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre o Seguro DPVAT e divulgar informações sobre um trânsito mais consciente e seguro, alinhada com as novas tendências de comunicação digital.

Os episódios estão disponíveis no site da Seguradora, nos aplicativos Spotify, Deezer, Google Podcasts e Pocket Casts. A cada episódio, uma nova informação e novos convidados. Bora ouvir? Então dá o play! ▶


Continuar lendo

Semana Nacional de Trânsito: Mais de 209 mil indenizações concedidas pelo Seguro DPVAT em 2020

Educação e prevenção no trânsito são pautas constantes no Viver Seguro no Trânsito. Durante a Semana Nacional de Trânsito, o assunto se torna ainda mais pertinente devido aos altos números de acidentes no Brasil. De acordo com dados fornecidos pela OMS em 2019, o país está na quarta posição entre os países com mais mortes em acidentes de trânsito no mundo. Os dados do Seguro DPVAT confirmam os índices alarmantes. Se interessou pelo conteúdo? Então dá uma olhada no texto abaixo:

De acordo com o levantamento realizado pelo Seguro DPVAT, mais de 209 mil indenizações já foram concedidas para acidentados e parentes de vítimas até agosto deste ano. Mais da metade desses benefícios, cerca de 67% desse total, foram destinadas a pessoas que ficaram com alguma sequela permanente.

Assim como já foi mostrado em estudos anteriores, realizados pela Seguradora Líder, empresa que administra o Seguro DPVAT, os mais indenizados são os motoristas, totalizando 121.302 indenizações, seguido dos pedestres, com 61.244 benefícios concedidos. Os passageiros foram os menos atingidos e somaram 27.189 indenizações pagas pelo Seguro.

Durante o mês de setembro, ações de conscientização serão realizadas por inúmeras entidades e autoridades sobre o trânsito no país. O tema "Perceba o risco, proteja a vida" já foi apresentado por aqui e mostra que o assunto se faz cada vez mais necessário.

Como você contribui para um trânsito com menos violência e mais seguro? Conta para a gente! Seu comentário é muito importante :)


Continuar lendo

Semana Nacional do Trânsito - Conheça ações programadas do Denatran

O mês de setembro chegou e, junto dele, as programações para a Semana Nacional do Trânsito. Esse é mais um momento para todo país refletir sobre como ter um trânsito mais seguro. Essa iniciativa está prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e será marcada por ações da sociedade, instituições públicas e privadas, associações e organizações não governamentais e por todos os órgãos de trânsito, federais, estaduais, distritais e municipais.

Dentro desse contexto, o Denatran começou a fazer a divulgação da série de ações sobre trânsito que serão realizadas online, entre webinares, campanhas educativas e o primeiro Hackatran, que contará com soluções tecnológicas inovadoras para desburocratizar os serviços de trânsito e facilitar a vida dos brasileiros.

Os eventos estão previstos para acontecer entre os dias 18 a 25 de setembro e as demais informações e novidades serão divulgadas através das redes sociais do Denatran.

O blog "Viver Seguro no Trânsito" também não vai ficar fora dessa! Se você quer ficar por dentro do que vai rolar na Semana Nacional do Trânsito, fique ligado nas próximas publicações!

Continuar lendo

Trânsito brasileiro é uma faixa sem lei

O Maio Amarelo, mês dedicado a segurança viária, terminou no dia 31. Várias ações aconteceram em todo o país com o intuito de conscientizar as pessoas de que não podemos mais aceitar 40 mil mortos por ano e pelo menos 230 mil pessoas com invalidez permanente, conforme revelam as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT em 2019.

Naturalmente, iniciativas como Maio Amarelo, com viés educativo, são muito importantes mas é preciso entender que os fatos demonstram que a educação apenas uma parte diante da realidade que enfrentamos. No domingo de encerramento do Maio Amarelo, a morte de dois jovens motociclistas, um de 17 anos e outro de 22, deixou claro que precisamos muito mais do que educar. Ambos se chocaram num trecho conhecido como "Faixa sem Lei", na pequena cidade de Camaquã, no Rio Grande do Sul, onde rachas acontecem regularmente mesmo com a pandemia. O jovem de 17 anos, não possuía, sequer, habilitação. A colisão entre os motociclistas fez com que dois rapazes, com tanto pela frente, trocassem seu futuro pelo enterro emocionado dos familiares e amigos.

Ao ler os comentários nas mídias sociais da cidade, ficou evidente que muitas pessoas já haviam pedido providências e, nem mesmo as várias matérias veiculadas em diferentes veículos de comunicação e de repercussão nacional, fez com que medidas fossem tomadas para inibir esse comportamento ou punir os envolvidos. O resultado, além da dramática perda de vidas, são apenas declarações de condolências aos familiares de inúmeras pessoas nas redes sociais, inclusive de jovens que participavam desses rachas e frequentam a "Faixa sem Lei". E é exatamente nisso que está se tornando o trânsito brasileiro. A impunidade tem consequências e que as lágrimas não trazem as vidas de volta, elas são fruto da dor.

É preciso punir com máximo rigor quem pratica, estimula, divulga e colabora de qualquer forma para tais práticas. Por isso, é preciso que em cada casa, cidade, estado, todos os brasileiros exijam o fim da impunidade no trânsito. É preferível ter um filho multado a um filho morto.


Continuar lendo

Mais de 42 mil indenizações do Seguro DPVAT foram destinadas para adultos de 25 a 44 anos

No mês da conscientização sobre a violência no trânsito, a Seguradora Líder lançou um Relatório Estatístico apresentando os dados dos pagamentos do Seguro DPVAT nos primeiros três meses de 2020. De acordo com os dados apresentados nos boletins anteriormente pela Seguradora Líder, as indenizações concentravam-se nos jovens, entre 18 e 34 anos. Porém, houve uma mudança nos dados do último trimestre. Quer conferir? Fica ligado no post!

Das mais de 89 mil indenizações pagas para vítimas de acidentes de trânsito, a faixa etária de 25 a 44 anos representou 48% do total de sinistros pagos. Isso mesmo, 42.709 indenizações destinadas aos adultos. Este comportamento mostra uma mudança em relação aos outros relatórios, onde a faixa etária mais indenizada eram os jovens de 18 a 34 anos. Interessante, não é mesmo?

Se analisados todos os tipos de vítima nessa faixa etária, as motocicletas são os veículos que mais são indenizados, representando cerca de 83%, somando 35.501 sinistros pagos. Outra informação legal que pode ser observada através dos dados divulgados, são os casos envolvendo motoristas que representaram 65% das indenizações totais.

Em relação as coberturas oferecidas pelo Seguro DPVAT, a porcentagem de casos de pessoas da faixa etária de 25 a 44 anos que sofreram alguma sequela permanente foi de 69%, somando mais de 29 mil casos. Bem triste não é mesmo?

Quer saber mais sobre os números do Relatório Estatístico? Clique aqui.


Continuar lendo

Maio Amarelo: Conheça a campanha de 2020


Você sabia que, somente nos primeiros três meses de 2020, o Seguro DPVAT pagou mais de 89 mil indenizações e reembolsos de despesas a vítimas de acidentes de trânsito e seus beneficiários? Pois é, apesar de estarmos, atualmente, em período de isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus, os números reforçam a necessidade de conscientização da importância da educação no trânsito. É esta mobilização que o Maio Amarelo, que está na sua sétima edição, propõe por meio de uma campanha totalmente virtual. Quer saber mais? Fique ligado no nosso post!

Mudança de planos

No último dia 07 de abril, o Ministério da Infraestrutura divulgou que as ações presenciais, que costumam acontecer todos os anos dentro do Maio Amarelo, foram adiadas para o mês de setembro, devido as recomendações das autoridades de saúde pública pelo isolamento social, evitando a maior propagação do novo coronavírus (COVID-19). Para manter as discussões sobre o tema trânsito foi lançada, no último dia 29, de forma 100% digital, a campanha de 2020 com o tema “Perceba o Risco. Proteja a Vida”.

Sobre a campanha

O Maio Amarelo é uma importante celebração sobre o trânsito e foi instituído a partir de uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas, baseada em estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), que definiu o período entre 2011 e 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. O objetivo deste ano é disseminar a importância do cumprimento das leis de trânsito em prol da segurança e da valorização da vida. A mobilização utilizará recursos como vídeos, GIF's, figurinhas para WhatsApp e postagens em redes sociais para conscientizar sobre o tema.


Continuar lendo

#BonsExemplos: Porto Alegre utiliza inteligência artificial para auxiliar o trânsito

Adoramos contar histórias com bons exemplos por aqui. E uma iniciativa que merece ser destacada é a de Porto Alegre. A prefeitura da capital do Rio Grande do Sul está trabalhando em um sistema com base em inteligência artificial, que tem como principal objetivo melhorar o fluxo do trânsito. Quer saber mais? Fique ligado no nosso post!

Conheça o Mapa da Fluidez:

Por meio da utilização do GPS (Global Positioning System), o deslocamento de motoristas de uma empresa especializada em mobilidade foram monitorados. Dados como a velocidade média dos motoristas; os pontos em que estavam parados; e semáforos onde há maiores atrasos foram analisados e, a partir disso, o Mapa da Fluidez foi gerado. Esse sistema foi desenvolvido pela empresa 99 Táxis, em parceria com a Empresa Pública de Transporte e Circulação. E olhem esses números: Porto Alegre possui 2,8 mil quilômetros de vias e quase 1.400 semáforos. 😱

A previsão é que o Mapa da Fluidez esteja disponível para visualização em breve, já que os dados estão sendo coletados desde julho. A ideia é que as informações coletadas sejam integradas à programação semafórica. Podem proporcionar, ainda, sugestões de melhorias no trânsito, como, por exemplo, o tempo de cada sinal de trânsito.

O tema foi destaque na Mídia, como você pode ver aqui.

Primeira cidade brasileira a receber a tecnologia

Esse tipo de coleta de dados já é conhecido e utilizado na China e foi capaz de gerar ações mais rápidas, devido ao monitoramento em tempo real, além de otimizar o tempo dos semáforos. Outro benefício desse recurso é a capacidade de analisar as medidas tomadas pelas autoridades do trânsito, fazendo com que um estudo de resultados seja feito de forma mais eficaz e eficiente.

Se você conhece alguma iniciativa, manda para gente aqui nos comentários! Sua opinião é super importante ;)


Continuar lendo

12 de Outubro – Dia do Corretor de Seguros

Neste sábado, dia 12/10, não é comemorado apenas o Dia das Crianças, mas também o dia de um agente muito importante para o setor de seguros: os corretores. E nós não poderíamos deixar de falar desses parceiros que nos ajudam, todos os dias, a levar o Seguro DPVAT para mais perto da população brasileira. Quer saber um pouco mais sobre essa história? Então fique ligado nesse post especial do blog Viver Seguro no Trânsito.

Como tudo começou

Para entender o modelo de seguros como conhecemos hoje, temos que fazer uma viagem no tempo para o século XIV, na Itália. Foi em Gênova, em 1347, que foi celebrado o primeiro contrato de seguro e, na mesma época, não muito longe dali, em Florença, surgiam os primeiros profissionais especializados em intermediar os contratos de seguros entre pessoas de direito privado, os famosos corretores de seguros!

No Brasil, a profissão foi regularizada em 1964 e amparada pela Lei 4.594, que estabeleceu os parâmetros legais para o exercício da função. Somente em 1970, no I Encontro Mundial de Corretores de Seguros, na Argentina, que o dia 12 de outubro foi definido como Dia do Corretor de Seguros.

Como ser um parceiro do Seguro DPVAT?

Em nosso site está disponível o Canal de Corretores, que pode ser conferido aqui. Os interessados em ajudar a levar o Seguro DPVAT à toda população brasileira encontram, nesse canal, todas informações necessárias. Para realizar o cadastro no programa, é necessário demonstrar interesse através do e-mail relacionamento.canais2@seguradoralider.com.br. Atualmente já são mais de 146 corretores cadastrados como parceiros do Seguro DPVAT. 😉




Continuar lendo

Imagine se toda a população de Florianópolis morresse em acidentes de trânsito

Nos últimos 10 anos, foram pagas mais de 485 mil indenizações do Seguro DPVAT para a cobertura de morte em acidentes de trânsito, o equivalente a população de Florianópolis, em Santa Catarina. Durante a Semana Nacional do Trânsito, entre os dias 18 e 25/09, aproximadamente 700 pessoas terão morrido em acidentes em todo o país. Além disso, terão deixado outros 7 mil feridos. O que para muitos são números e estatísticas, para as famílias das vítimas são dramas, vidas brutalmente interrompidas.

Embora as autoridades tenham sua parcela de culpa nessa carnificina nas nossas estradas e ruas, a grande responsabilidade é da sociedade. Temos que assumir nossa postura em defesa do trânsito seguro. Hoje, muitas pautas ocupam as discussões diárias, como a preservação do meio ambiente e a exploração do trabalho infantil no Brasil e no mundo. Mas pouco fazemos em prol da segurança no trânsito. Todos os brasileiros correm riscos diariamente, sejam como pedestres, passageiros ou condutores. Isso faz parte da nossa rotina, mas não nos mobilizamos como o tema exige.

Por isso, consideramos que a Semana Nacional do Trânsito passar sem ajudar a mudar efetivamente o quadro, os corpos continuarão a ser esquecidos, as famílias vão chorar seus mortos. E vamos esperar, que as coisas mudem no próximo ano.


Continuar lendo

Lei do cinto de segurança completa 22 anos

A lei que torna obrigatório o uso do cinto de segurança por motoristas e passageiros em todo o território nacional completou 22 anos nesta segunda-feira, dia 23/09. A iniciativa é fundamental para a redução do número de vítimas fatais em acidentes e evita ferimentos mais graves causados pelas colisões. No entanto, muitos ainda insistem em não cumprir a regra, pessoal. De acordo com os números do Seguro DPVAT, nos últimos 10 anos, foram pagas mais de 3,4 milhões de indenizações a motoristas e passageiros vítimas de acidentes de trânsito no país. Destes, cerca de 324 mil morreram.

Estatísticas garantem que passageiros que usam corretamente o cinto de segurança têm menos risco de sofrerem lesões graves e mais chances de sobreviverem a um acidente. Mesmo diante dos fatos, de acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde do IBGE, 24% das pessoas admitem não usar o cinto no banco traseiro. Um levantamento realizado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP) sobre o uso do cinto de segurança nas rodovias revelou também que 70% das vítimas de acidentes morreram sem o item. Ainda de acordo com o estudo, 53% dos passageiros que viajam no banco traseiro, 15% dos passageiros no banco dianteiro e 13% dos motoristas não usam cinto de segurança.

E não é só isso! Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que a falta do cinto de segurança é a terceira infração mais comum nas rodovias brasileiras 😦. Só em 2018, a PRF multou 170 mil pessoas por não usarem o item. No primeiro trimestre de 2019, foram 42 mil, mais do que no mesmo período de 2018.

Deixamos aqui um importante alerta: em uma batida entre veículos com velocidade a apenas 40 km/h, sem o cinto, o motorista pode ser arremessado contra o para-brisas ou para fora do carro. O mesmo pode acontecer com o passageiro, inclusive no banco de trás. Por isso, ao entrar no carro, certifique-se de usar o cinto e lembrar os passageiros de fazerem o mesmo. Além disso, a não utilização do item acarreta em multa e perda de pontos na carteira. Segurança sempre em primeiro lugar!


Continuar lendo

Página 1 de 4
1234