Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Confira os Boletins Especiais produzidos pela Seguradora Líder em 2018

Você já sabe que, por aqui, acreditamos que é os nossos dados ajudam no apoio ao desenvolvimento de ações de prevenção de acidentes cada vez efetivas em todo o país, apoiando políticas públicas de educação no trânsito. Em 2018, divulgamos alguns boletins estatísticos especiais e, nesse post, você confere os detalhes de cada um deles. Vem com a gente! ☺🤩

Um retrato de 10 anos de Seguro DPVAT

Contar a história da última década do Seguro DPVAT. Esse foi o objetivo do Boletim Especial "Dez Anos de Trânsito", lançado em maio e que consolida os números de pagamento de indenização para acidentados no trânsito desde a criação da Seguradora Líder. Você sabia que, nesse período, foram pagas mais de 4,5 milhões de indenizados por morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas? É isso mesmo! Esses números contemplam principalmente os jovens na faixa dos 18 a 34 anos, afetando tragicamente a sociedade e a economia do nosso país. Você confere mais números sobre a última década do trânsito brasileiro clicando aqui. 😗

Mulheres no trânsito

Embora o ditado popular diga que "Mulher no volante é perigo constante", as estatísticas do Boletim "Mulheres no Trânsito", divulgado em junho, mostram exatamente ao contrário. Somente no ano passado, do total das indenizações pagas pela Seguradora Líder, 25% foram para mulheres e 75% para homens, demonstrando o menor risco associado à mulher ao volante. Quer conferir mais números? Então, é só clicar aqui para conferir o Boletim na íntegra. 😀

Por dentro do Boletim da Semana Nacional de Trânsito

Para celebrar a Semana Nacional de Trânsito, comemorada de 18 a 25 de setembro, a Seguradora Líder lançou um boletim especial apresentando os números de acidentes ocorridos no último ano e indenizados pelo Seguro DPVAT, juntamente com um perfil dessas ocorrências, mostrando as regiões e capitais com trânsitos mais violentos. Bem abrangente, não é mesmo? Esse documento também trouxe a divulgação dos resultados da pesquisa nacional para avaliar a percepção da população sobre o comportamento do brasileiro no trânsito, encomendada pela Seguradora Líder ao Instituto Datafolha. Ficou curioso para saber mais? Clique aqui para conferir o Boletim "Semana Nacional de Trânsito" na íntegra.

Gostou de ficar por dentro das edições especiais do Boletim Estatístico? Então, é só continuar ligadinho aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito", que a gente conta todos os detalhes para você. E aí, tem algum recorte que você gostaria de ver sobre os dados do Seguro DPVAT? É só deixar sua opinião registradinha aqui nos comentários. Nos vemos no próximo post! 😉


Continuar lendo

O que a população brasileira pensa sobre o trânsito no país?

comportamento-brasil-transito.png

Engarrafamentos constantes, leis de trânsito cada vez mais rígidas, elevado número de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT... diante desse cenário, o que os brasileiros pensam sobre o trânsito no país? Reconhecendo seu papel de apoiar a construção de um trânsito cada vez mais seguro para todos, a Seguradora Líder, em parceria com o Instituto Datafolha, foi às ruas para realizar uma pesquisa que mensurou a percepção dos brasileiros em relação ao seu comportamento no trânsito. E adivinha só? A gente reuniu os resultados para você aqui embaixo! É só continuar acompanhando. 👇👀

Por dentro da pesquisa com o Instituto Datafolha

Estimular uma reflexão acerca da educação no trânsito foi um dos principais objetivos da pesquisa realizada em parceria com o Instituto Datafolha, que entrevistou 2.606 pessoas de todas as classes sociais por todo o Brasil. Além de mensurar o nível de conhecimento da população sobre o Seguro DPVAT, a pesquisa também apurou quais as infrações de trânsito que os brasileiros acreditam que aumentaram nos últimos dois anos, e se as penas devem ser mais duras para quem não respeita as leis. Bastante abrangente, não é mesmo? 😉

Qual é a opinião da população sobre a educação no trânsito?

Uma das principais conclusões da pesquisa é que a população brasileira demonstra ser consciente quanto às situações que podem causar acidentes de trânsito, especialmente quanto ao uso do celular e o consumo de álcool. Os resultados mostram que cerca de 78% da população brasileira acredita que o uso do celular ao dirigir provoca acidentes de trânsito; 70% que o consumo de álcool também é responsável pela ocorrência de acidentes; 80% que as penas deveriam ser mais duras e 50% que a fiscalização atual de trânsito é insuficiente. E você, concorda com esses dados? Conta para a gente! 😗

O que uma campanha sobre educação no trânsito deveria abordar?

Já que a gente continua falando sobre educação por aqui, chegou a hora de compartilhar os resultados sobre o que a população pensa que uma campanha para conscientizar as pessoas sobre educação no trânsito deveria abordar. Para 52% da população, essas campanhas deveriam ser mais informativas, mostrando as penalidades e multas para os condutores em casos de infrações graves no trânsito e, para 26%, deveriam mostrar acidentes e suas consequências da forma mais racional possível. E você, compartilha da mesma opinião? 🤔

Será que os brasileiros conhecem o Seguro DPVAT?

Através da pesquisa também medimos o nível de conhecimento da população brasileira sobre o Seguro DPVAT. E os resultados são positivos: 83% dos entrevistas afirmaram conhecer o benefício. E não para por aí! Entre as principais características reconhecidas pelos brasileiros sobre o Seguro DPVAT, estão o fato que qualquer pessoa que seja vítima de um acidente de trânsito que envolva danos pessoais tem direito ao benefício e que o Seguro é direcionado para motoristas, passageiros e pedestres. Bem legal, não é? 😉

Através dos resultados da pesquisa, que você confere clicando aqui, nós queremos estimular uma reflexão sobre o que podemos fazer, juntos, para mudar os aspectos negativos do trânsito brasileiro, transformando a segurança no trânsito em realidade. Para isso, precisamos ir além dos dados: queremos ouvir a sua opinião! Conta para a gente: o que pensa que pode ser feito para melhorar o trânsito? Qual é a sua contribuição para que isso aconteça? Deixe sua opinião aqui embaixo nos comentários. Esperamos por você!



Continuar lendo

Dia das Crianças: saiba mais sobre os cuidados com os pequenos no trânsito

Feriado, brincadeira, diversão... essas são apenas algumas das palavras que definem essa data tão especial e doce, o Dia das Crianças! 😀 E, para garantir que muitas datas como esta sejam comemoradas, nada melhor do que falar sobre o nosso assunto favorito por aqui: a segurança no trânsito com um foco super especial, os pequenos. Confira!

Necessidade de cuidado que se reforça através das estatísticas

De acordo com dados da Seguradora Líder, somente no ano passado, 3.834 indenizações do Seguro DPVAT foram pagas para crianças de 0 a 7 anos em todo o país, o equivalente a cerca de dez crianças por dia. Desse total, 72% passaram a conviver com algum tipo de invalidez permanente após um acidente de trânsito e 19% foram vítimas fatais. Um dado bastante triste, não é mesmo? 😭

Isso nos mostra que as crianças são um dos grupos mais vulneráveis a acidentes no trânsito, já que são mais frágeis e, ainda estão em desenvolvimento físico e mental, não conseguindo avaliar corretamente elementos cruciais no universo do trânsito, como a distância, a velocidade e o tempo de um veículo em relação a elas. Depois desses dados, a gente nem precisa dizer que o cuidado com os pequenos deve ser reforçado sempre que possível, não é? 😉

O exemplo dos pais no trânsito

Muitas vezes os pais nem se dão conta de que são espiados a maior parte do dia pelos pequenos, que veem, escutam e registram tudo. Por isso, ser exemplo para os filhos é a melhor educação que se pode dar a eles e isso se estende até mesmo ao trânsito. 💕 Então, fica aqui um convite: se você é pai, que tal, ao invés de passar o tempo todo falando mal dos congestionamentos, estimular seus filhos com brincadeiras sobre segurança? Vale de tudo, desde o significado de cada cor do sinal de trânsito, a importância de usar o cinto, qual é o tipo de sinalização correta, não jogar lixo nas ruas, entre outros. Formar pequenos cidadãos é um sinal e tanto de amor!

Na prática, como posso tornar o trânsito mais seguro para meus filhos?

Evitar acidentes de trânsito deve ser uma das principais preocupações dos pais não só quando eles estão dentro dos veículos, mas também quando estão brincando nas ruas. Por isso, separamos algumas dicas super importantes para garantir que seus pequenos possam viver seguros no trânsito. Está valendo dar print no celular para sempre dar aquela olhadinha, viu?

- O uso da cadeirinha é obrigatório para crianças até 7 anos. Elas devem ser aprovadas pelas normas de segurança e compradas em lugares especializados.

- As portas e janelas do seu carro devem ter mecanismos de segurança especial para crianças, como aquelas que travam a abertura. Esse ponto é essencial para que os pequenos evitem colocar seu corpo para fora do veículo, aumentando as possibilidades de acidentes de trânsito.

- A criança deve sempre andar acompanhada dos seus pais, especialmente na hora de atravessar na rua. Elas nunca devem andar no meio-fio e devem olhar para ambos os lados antes de atravessar, inclusive em ruas que possuem semáforo.

- Os pais devem sempre supervisionar a brincadeira das crianças em espaços como entradas de garagens, quintais sem cerca, ruas ou estacionamentos.

- Cinto de segurança é um abraço que salva vidas! Independentemente da idade do seu filho, certifique-se que ele sempre esteja usando o cinto de segurança. Sabia que ele pode reduzir em até 71% a chance de morte de uma criança em caso de acidente de trânsito?

No Dia das Crianças e em todos os outros dias do ano, a estrada de prevenção para a construção de um trânsito cada vez mais seguro para todos é de responsabilidade dos adultos, seguindo o exemplo do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), onde os maiores protegem os menores. Somente assim, além de reduzir os riscos de acidentes, conseguiremos formar pequenos cidadãos, que tornarão este um local mais seguro no futuro. E aí, tem alguma dica para compartilhar conosco? É só deixar aqui nos comentários. Esperamos por você!


Continuar lendo

É #FATO ou #FAKE? Tudo o que você precisa saber sobre o Seguro DPVAT

Receber informação é muito bom, não é? Principalmente quando a gente sabe que ela é verdadeira. Pensando nisso, reunimos aqui alguns dos principais mitos e verdades sobre o Seguro DPVAT. Vamos lá conferir o que é #FATO ou #FAKE sobre o benefício? 😉

Para dar entrada no Seguro DPVAT, é necessário contratar um terceiro.

#FAKE, pessoal! Dar entrada no Seguro DPVAT é gratuito e você mesmo pode fazer em um dos nossos 8 mil pontos de atendimento espalhados por todo o Brasil. Basta apresentar a documentação necessária de acordo com a cobertura pleiteada: morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médico-hospitalares.

Ah, a gente aproveita para te dar uma dica: cuidado com o golpe do Seguro DPVAT, em que pessoas se aproveitam de momentos frágeis como os acidentes de trânsito para receber seu benefício ou parte dele por você, viu? Se você foi vítima ou ficou sabendo de algum caso, faça a sua parte e denuncie através do Canal de Denúncias da Seguradora Líder: através do número 0800 022 12 05 ou clicando aqui. As ligações são gratuitas e em nenhum dos dois canais é necessário se identificar.

Ao manter o Seguro DPVAT do meu veículo em dia, colaboro com a saúde pública brasileira e com as campanhas para construção de um trânsito mais seguro.

É #FATO, galera! Pode confiar. Do total arrecadado pelo Seguro DPVAT, 45% vão diretamente para o Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de fazer frente aos custos de procedimentos médico-hospitalares decorrentes da assistência a vítimas de acidentes e 5% vão para o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) para a realização de campanhas e outras iniciativas no âmbito da Polícia Nacional do Trânsito. Os outros 50% vão para o pagamento de indenizações e reservas. E aí, você sabia dessas informações?

O modelo de gestão do Seguro DPVAT é um monopólio.

Essa informação é #FAKE! Qualquer seguradora autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) a operar no país no segmento de seguros de danos e/ou pessoas pode, facultativamente, aderir ao Consórcio de Operações do Seguro DPVAT. A Seguradora Líder é formada, atualmente, por 76 seguradoras consorciadas, e as representa nas esferas administrativa e judicial. Esse modelo de gestão centralizada traz, na verdade, uma série de benefícios para a operação do Seguro DPVAT, entre eles, a redução da inadimplência, a elevação do número de pontos de atendimento, a padronização das operações em todo o território nacional e um intenso trabalho de combate às fraudes. 😀

O Seguro DPVAT indeniza independentemente da apuração de culpados e da identificação do veículo.

É #FATO! Essas são duas das principais características desse importante instrumento de proteção social, que o fazem se tornar ainda mais universal. Além disso, o Seguro DPVAT indeniza ou reembolsa individualmente todas as vítimas do acidente, transportadas ou não, independentemente da comprovação de quitação do Seguro e da quantidade de acidentes causados por um mesmo veículo. Inclusão, a gente vê por aqui!😍💕

Aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito e no site da Seguradora Líder você encontra informações confiáveis sobre o Seguro DPVAT. 😉 Se tiver dúvida sobre o que é #FATO ou #FAKE, é só deixar o seu comentário aqui embaixo. Estamos aqui para você! =)


Continuar lendo

Dia Mundial dos Correios: descubra a relação do órgão com o Seguro DPVAT

Enviar aquela carta para uma pessoa querida, buscar aquela correspondência que você está contando os dias para chegar e, até mesmo, dar entrada na sua indenização do Seguro DPVAT após um acidente de trânsito. De onde estamos falando? Da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, mais conhecida como Correios, que, desde 1663, torna o nosso dia a dia bem mais fácil. E, hoje, Dia Mundial dos Correios, nada melhor do que falar sobre a nossa parceria com esse órgão que, ainda esse ano, vai trazer muitas novidades! Confere só! 😉

Uma história de parceria, que facilita o dia a dia do brasileiro

Inspirada em sua missão de assegurar aos brasileiros o acesso cada vez mais fácil aos benefícios do Seguro DPVAT, a Seguradora Líder selou, em 2011, uma importante parceria com os Correios, que ampliou a rede de atendimento para mais de 7 mil pontos de atendimento em todo o Brasil. Na prática, isso é mais facilidade para todos os beneficiários que contam com uma vasta gama de pontos para dar entrada no benefício de forma gratuita, rápida e sem riscos de fraudes. Para conferir uma agência dos Correios pertinho da sua casa, é só clicar aqui.

Como faço para dar entrada no meu pedido de indenização pelos Correios?

O procedimento é o mesmo dos outros pontos, pessoal. Basta reunir a documentação necessária de acordo com a cobertura pleiteada (morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médico-hospitalares) e comparecer à uma agência dos Correios. Bem simples, não é? A gente lembra que, para receber ainda mais rápido, é importante apresentar a documentação correta logo no início do seu pedido e acompanhar as movimentações lá no site da Seguradora Líder, onde você receberá as informações seguras sobre todas as etapas da sua indenização, desde a análise até o recebimento. Fica a dica! 😉

Vem novidade por aí: integração de sistemas ainda em 2018

Ao que tudo indica, a nossa parceria com esse órgão vai ainda mais fundo, galera! Uma das iniciativas da simplificação de documentos do Seguro DPVAT, que tem como missão facilitar o seu acesso a esse importante instrumento de proteção social, será a integração do sistema de serviços de terceiros dos Correios, conhecido como STER, com o sistema de sinistros da Seguradora Líder. Essa integração, em sua primeira fase, viabilizará um atendimento mais ágil aos beneficiários, reduzindo, em nove dias, o tempo de regulação dos processos de sinistro e, permitindo que, ao contrário do que acontece hoje, que os beneficiários já saiam das agências de Correios com o número do sinistro em mãos. A gente nem precisa dizer quem sai ganhando com essa mudança, não é? Você! 😉

Através das suas agências espalhadas pelo Brasil, os Correios nos ajudam a ficar cada vez mais próximo de quem realmente importa: os beneficiários do Seguro DPVAT. E aí, conta para a gente: você imaginava que o Seguro DPVAT tinha uma relação tão próxima com os Correios? Queremos saber a sua opinião aqui nos comentários! 😍



Continuar lendo

#DPVATExplica: como são definidos os valores das indenizações do Seguro DPVAT?

R$ 13.500, R$ 2.700... se você conhece esses valores, está por dentro do universo do Seguro DPVAT! Mas conta para a gente: já bateu aquela dúvida para saber como eles foram definidos? Se sim, esse post é para você. Aqui, reunimos algumas das principais dúvidas sobre os valores das indenizações do Seguro DPVAT. 😉

Primeiramente, a gente precisa dizer que cada cobertura tem um valor, fixado pela Lei 6.194/1974, alterada pela Lei 11.482/2007. Em caso de acidentes de trânsito envolvendo morte, por exemplo, o valor é de R$ 13.500, em pedidos envolvendo invalidez permanente é de até R$ 13.500 e, em caso de reembolso de despesas médico-hospitalares é de até R$ 2.700. Captou a mensagem? Então confere o restante do post! =)

Como são definidos os valores das indenizações por invalidez permanente?

No caso da invalidez permanente, o cálculo é feito aplicando o percentual referente à gravidade da lesão conforme tabela definida na própria Lei 6.194/1974. Você pode conhecer um pouco mais da lei clicando aqui. Vale lembrar que, para fins de indenização do Seguro DPVAT, a invalidez permanente é considerada quando há perda permanente ou redução da funcionalidade de um membro ou órgão após um acidente de trânsito, viu?

Ah, para dar entrada no benefício é preciso, entre outros documentos, apresentar laudo médico que comprove a invalidez permanente. Fica a dica! 😉

E nos casos de reembolso de despesas médico-hospitalares?

Nesse caso, o valor de até R$ 2.700 é calculado com base nas notas fiscais e recibos em originais apresentados em nome da vítima. E fica uma dica importante, galera: nesse tipo de cobertura, todas as despesas hospitalares deverão estar discriminadas com seu respectivo valor e quantidade. Quer um exemplo? Em caso de fisioterapia, o valor do recibo original deve levar em conta o valor unitário de cada sessão. Anota aí! 

O valor das indenizações pode ser aumentado?

Recentemente, a Seguradora Líder, encaminhou à Superintendência de Seguros Privados (Susep), uma proposta com 19 temas para o aperfeiçoamento do atual modelo do Seguro DPVAT, que incluía a atualização do valor das indenizações, as importâncias seguradas. Nessa proposta, a indenização máxima no Brasil passaria de R$ 13.500 para R$ 25.000. Vale lembrar que os valores das indenizações pagas às vítimas estão sem reajustes há 11 anos e são inferiores a vários países, como Indonésia, Nigéria e Bolívia. Você confere mais detalhes dessa proposta em uma matéria produzida especialmente para a Newsletter da Seguradora Líder, clicando aqui. Aproveita e faz a sua inscrição por lá! 

Onde posso dar entrada na minha indenização?

É simples, galera. Basta reunir a documentação necessária a cada tipo de cobertura do Seguro DPVAT (você encontra clicando aqui) e comparecer a um dos nossos 8 mil pontos de atendimento autorizados espalhados por todo o Brasil. Clique aqui para conferir um bem pertinho da sua casa.

E aí, tem alguma dúvida sobre o Seguro DPVAT e quer vê-la virando um post aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito? Então, é só deixar o seu comentário aqui embaixo ou em uma das redes sociais oficiais do Seguro DPVAT. Estamos esperando por você! 👇


Continuar lendo

Confira os principais números do Boletim Estatístico de Agosto da Seguradora Líder

Imagine a cidade de Chapecó, em Santa Catarina, repleta de moradores que foram vítimas de acidentes de trânsito. Do hospital da cidade ao mercado, do médico ao atendente, cada um dos 216.023 habitantes já sofreu algum tipo de acidente causado por um carro, uma moto, um ônibus ou qualquer outro veículo automotor. Parece irreal? Mas de acordo com dados da Seguradora Líder, o número de moradores da cidade catarinense é o mesmo de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT até agosto de 2018.😉

Seguindo a tendência dos meses anteriores, os casos de invalidez permanente representaram a maioria das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT no período, 147.963, cerca de 68% dos pagamentos. Para os motociclistas, essa realidade também não foi diferente. Das 163.119 indenizações destinadas aos condutores desse tipo de veículo, os casos de vítimas com sequelas permanentes representaram 73%. A gente nem precisa dizer que é bastante coisa, não é?😪😪

Perigo sob duas rodas: motociclistas continuam na liderança das indenizações pagas

Uma outra tendência que se repete é a das motocicletas que continuam a representar a maior parte das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT, 75%, apesar de serem apenas 27% da frota nacional de veículos. Das indenizações pagas no período para acidentes com motocicletas, 73% foram para invalidez permanente, 19% para reembolso de despesas médicas-hospitalares decorrentes do acidente e 8% para morte. Se você já está achando esses dados assustadores, e se a gente te contar que as vítimas de acidentes com motocicletas são, em sua maioria, jovens em idade economicamente ativa? É isso aí! Até agosto, as vítimas entre 18 e 34 anos concentraram 50% dos acidentes fatais e 52% dos acidentes com sequelas permanentes. Bem triste!

Um mapa das indenizações

Sabe o que as indenizações do Seguro DPVAT também ajudam a indicar? As regiões do Brasil que concentram o maior número de acidentes de trânsito! Até agosto, por exemplo, a Região Nordeste foi a responsável pela maior concentração das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT – 31% – embora sua frota seja a 3ª maior do país, com 17% dos veículos, ficando atrás das regiões Sudeste (49% da frota nacional) e Sul (20% da frota nacional).

Através das análises contínuas dos indicadores estatísticos, a Seguradora Líder quer contribuir para o desenvolvimento de ações de prevenção de acidentes cada vez mais efetivas em todo o Brasil, colaborando para tornar o trânsito um local mais seguro para todo mundo! 😉😍


Continuar lendo

UniLíder: dois anos da Universidade Corporativa da Seguradora Líder

Aprimorar a entrega do Seguro DPVAT para a sociedade começa dentro de casa. E, para fazer isso acontecer, investimos em um ativo precioso: nosso time. Por isso, hoje vamos falar mais sobre a UniLíder, a Universidade Corporativa da Seguradora Líder. Ao completar dois anos, ela ganhou cara nova e mais uma série de cursos que estimulam, desde o conhecimento sobre o Seguro DPVAT até noções de como atender melhor os beneficiários. Você não pode ficar de fora dessa! 😉

Você sabe o que é uma Universidade Corporativa?

Considerando a administração estratégica como um processo de aprendizagem coletiva, as aulas da universidade corporativa são realizadas em ambientes diversificados e de fácil acesso, com o objetivo de desenvolver e explorar as competências dos funcionários das companhias. O resultado disso? Equipes mais motivadas e cada vez mais engajadas! 😉

UniLíder, a universidade corporativa da Seguradora Líder

Sabendo da relevância das universidades corporativas, a Seguradora Líder não podia ficar de fora dessa! Por isso, em 2016, lançamos a UniLíder, uma plataforma online com mais de 33 cursos, divididos em quatro dimensões do conhecimento: Prática Líder, Essência Líder, Protagonismo Líder e Atitude Líder. Na dimensão Prática Líder, por exemplo, os cursos são exclusivos para os diferentes níveis de liderança e focam em temas voltados para a gestão de pessoas. Já na coleção Protagonismo Líder, os conteúdos são voltados para o desenvolvimento de competências comportamentais e, na coleção Essência Líder, é possível encontrar treinamentos sobre o Seguro DPVAT voltados, em especial, aos novos funcionários da Companhia.

E tendo consciência da importância do investimento em agentes transformadores na vida de quem foi impactado pelo trânsito, a UniLíder também contempla treinamentos obrigatórios relativos ao Seguro DPVAT para o público externo envolvido no processo de regulação de sinistros, como Seguradoras Consorciadas e Correios. Bem legal, não é? 😍

E como por aqui gostamos muito de números, aqui vão alguns! Em 2017, quando a universidade completou um ano, foi registrado um total de 10.807 participações em treinamentos online, o equivalente a 6.942 horas de treinamento. \o/

O conhecimento muda, a gente também!

Por estar sempre atentos às mudanças do mercado e às necessidades dos nossos funcionários, em setembro de 2018, lançamos uma nova versão da plataforma da UniLíder que, além de contemplar recursos inéditos, como a gamificação, também traz um catálogo ainda mais amplo de cursos. Um exemplo é o "O Jeito Disney de encantar clientes", uma aposta para estimular a cultura de atendimento e de empatia em nossa Companhia de dentro para fora, entre áreas, equipes e parceiros. Muito amor envolvido! 💕

Através da UniLíder, obtemos o conhecimento necessário para conseguir ficar cada vez mais próximos dos beneficiários do Seguro DPVAT, mostrando que todos os 208 milhões de brasileiros têm direito a esse importante benefício em caso de acidentes de trânsito. E aí, gostou de ficar por dentro da nossa universidade corporativa? Conhece outros exemplos de universidades corporativas de sucesso? Conta para a gente aqui nos comentários! Esperamos por você. 😉


Continuar lendo

Semana Nacional de Trânsito: por dentro do Dia Nacional do Trânsito

Nessa última semana preparamos conteúdos muito especiais aqui para o blog. E, hoje, para comemorar o Dia Nacional do Trânsito e encerrar a nossa série sobre a Semana Nacional de Trânsito, reunimos nesse post algumas curiosidades sobre o assunto, como os cuidados que você deve ter, os tipos mais comuns e como agir em caso de acidentes. Ficou curioso? Então, é só continuar acompanhando. Boa leitura! ☺

Mas, afinal, o que é o trânsito?

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) diz que o trânsito é o espaço onde acontece o movimento de pessoas, de veículos e de animais, com o objetivo de obter um deslocamento ou transporte de determinada carga, de forma que a operação de carga/descarga também é parte integrante do que se entende por trânsito. Então, não é exagero quando falamos que o pedestre, o passageiro e o motorista são parte do trânsito, não é mesmo? 😉

Nós somos o trânsito: os cuidados que você deve ter

Nem precisamos dizer que você tem um papel fundamental para tornar o trânsito um lugar cada vez mais seguro, especialmente em uma realidade onde os dados, divulgados no Boletim Especial "Semana Nacional de Trânsito", nos mostram que, nos últimos dois anos, mais de 560 mil acidentes ocorreram e foram indenizados pelo Seguro DPVAT. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você ter ainda mais cuidado. Confere só!

- Os maiores cuidam dos menores: respeito ao pedestre é necessário, afinal, fora dos nossos veículos, todos somos pedestres;

- Alô, pedestre, sua segurança também depende de você! Na hora de atravessar, opte sempre pelas faixas de pedestres ou passarelas;

- De olho no cinto de segurança! Independente da distância e da idade, todos os ocupantes do veículo devem usar o cinto, inclusive no banco traseiro;

- Respeito é bom e todo mundo gosta! A gentileza melhora a convivência no trânsito, por isso, respeite as vagas reservadas para idosos e deficientes;

- Ande dentro dos limites de velocidade! E vale reduzi-la em frente em áreas escolares ou lugares de grande concentração de pedestres.

Você sabe quais são os tipos de acidentes de trânsito mais comuns no Brasil?

Ao falar sobre os cuidados que devemos ter no trânsito, é impossível não mencionar os acidentes, mas você sabe quais são os tipos mais frequentes no Brasil? De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT), são a colisão traseira, o abalroamento (choque violento) no mesmo sentido, a saída da pista, o abalroamento transversal, o choque com um objeto fixo, a capotagem e a colisão frontal. Depois dessa informação, que tal refletirmos sobre o que podemos fazer para tornar o trânsito um local mais seguro? 😉

Como devo agir em caso de acidentes de trânsito?

Por mais que você tome uma série de cuidados, às vezes os acidentes acontecem. Nessas horas, muitas pessoas acabam ficando nervosas. Por isso, além de tentar manter a calma, algumas dicas podem ajudar a contornar essa situação. Dá só uma olhada no passo a passo bem bacana que preparamos para você. 👇

Primeiro passo: retire os veículos da via para não obstruí-la e causar outro acidente;

Segundo passo: sinalize o local com o triângulo de forma adequada. Depois, se houver vítimas, ligue para o serviço de resgate;

Terceiro passo: não deixe de registrar o Boletim de Ocorrência, especialmente se o acidente envolver vítimas ou causar danos ao patrimônio público.

E aí, curtiu nossas dicas? Conta para a gente aqui nos comentários o que você achou e não se esqueça de compartilhar esse post nas suas redes sociais, viu? Nos vemos em breve! =)



Continuar lendo

Semana Nacional de Trânsito: os 21 anos da criação do Código de Trânsito Brasileiro

O Código de Trânsito Brasileiro, também conhecido como CTB, não é só aquele livro que você aprende nas aulas teóricas da autoescola e usa para saber mais sobre multas ou punições. Ele é muito mais que isso! Criado em 1997, através desse documento os condutores são, minimamente, preparados para as situações inesperadas do cotidiano, como acidentes e batidas. Sabia disso? 😊

Se não sabia, não tem problema. 😉 Nesse post, vamos te contar todos os detalhes do Código Brasileiro de Trânsito (CTB), além de falar sobre as principais mudanças que aconteceram desde sua criação, há 21 anos. Ficou curioso? É só rolar a matéria para baixo e conferir! 👇

Afinal, o que é o Código Brasileiro de Trânsito (CTB)?

Sancionado pela Lei nº 9.503, de 1997, o CTB é um documento baseado na Constituição Federal, que define as atribuições das autoridades de trânsito brasileiras e estabelece normas de conduta, infrações, crimes e penalidades para os motoristas. A partir dos direitos dos cidadãos, ele também fala sobre a responsabilidade do Estado em garantir um bom funcionamento do trânsito, bem como o papel de seus órgãos de regulamentação e fiscalização.

Ao todo são 20 capítulos que disponibilizam todas as informações do universo do trânsito brasileiro que falam não só sobre os acidentes ou habilitações dos condutores, mas também sobre um sistema integrado, que contempla até mesmo os modelos de carros que circulam pelas ruas, o papel dos pedestres, dentre outros. Ufa! Bastante informação, não é? 🧐

Mas por que é importante conhecer as leis de trânsito?

Conhecer as leis de trânsito vai muito além de evitar multas e infrações: nos permite entender o universo do trânsito, sabendo que a segurança deve vir sempre em primeiro lugar. Afinal, não é exagero falar que, se um motorista evita todas as infrações previstas no Código de Trânsito Brasileiro, as chances de se envolver em um acidente serão bastante reduzidas, quase nulas.

Ficar por dentro do CTB se torna ainda mais importante quando o próprio número de indenizações do Seguro DPVAT nos mostra que os acidentes de trânsito representam uma realidade bastante expressiva no Brasil. De acordo com o Boletim Especial Semana Nacional de Trânsito, por exemplo, somente em 2017, mais de 245.371 acidentes ocorreram e já foram indenizados. Esse número é aproximadamente 15 vezes superior ao das vítimas do Tsunami no Japão, em 2011. 😱

Desde sua criação, o Código Brasileiro de Trânsito sofreu alguma alteração?

Sim, galera! Apesar do texto original ter sido criado há mais de 20 anos, ele é constantemente atualizado por outras Leis, para que as regras fiquem mais claras ou até mesmo, mais rigorosas. A mais recente delas é a Lei nº 13.281/2016, que trouxe novidades em relação aos valores das multas, o tempo de suspensão da CNH e sobre os novos limites de velocidade em rodovias de pista dupla que não contam com sinalização. De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), essas alterações proporcionaram muito mais segurança no dia a dia do brasileiro, além de mais praticidade, já que também foi criado um sistema eletrônico de distribuição de multas. 😌

Fatos curiosos presentes no Código Brasileiro de Trânsito

Algumas situações curiosas também são previstas no Código Brasileiro de Trânsito (CTB), como os itens obrigatórios que o ciclista deve usar na bicicleta e o fato que jogar água nos pedestres, além de ser falta de educação, também é considerado infração média. Depois dessa informação, vale ou não vale redobrar sua atenção?

Como é a legislação de trânsito fora do Brasil?

Podemos dizer que ela é, no mínimo, curiosa e varia de acordo com a cultura de cada país. Na França, por exemplo, é exigido a cada cidadão um bafômetro dentro do carro e, antes de pegar no volante, é necessário realizar o teste e dirigir com uma espécie de "comprovante de não embriaguez". Achou diferente? E se a gente te contasse que, na Bulgária, trafegar com o carro sujo é considerado infração sujeita à multa? Verdade seja dita, depois desses exemplos, as leis brasileiras parecem ser bem mais amenas, não é mesmo? 😂

Por aqui, a gente acredita que, conhecendo melhor o Código Brasileiro de Trânsito, você não apenas evita receber multas e eventuais infrações, mas também se torna um motorista melhor. Por essa razão, queremos te convidar a separar um tempinho para conferir a íntegra desse importante documento, clicando aqui . Ah, não deixe de contar para a gente o que você achou desse post nos comentários, viu? 😁


Continuar lendo

Página 1 de 36
12345678910...