Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Vencimentos da cota única do IPVA são prorrogados em 7 estados

O cenário mundial tem mudado drasticamente nos últimos meses diante da pandemia de Coronavírus (COVID-19) e, aqui no Brasil, sentimos cada vez mais os impactos. Na última semana, alguns Estados divulgaram, por meio de suas Secretarias de Fazenda, mudanças nos prazos de pagamento da cota única do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2020.

Para os proprietários de veículos dos Estados do Amapá, Goiás, Maranhão e Mato Grosso, as datas da cota única do IPVA sofreram mudanças e, por isso, houve também prorrogação do prazo de pagamento do Seguro DPVAT. Confira abaixo as mudanças de acordo com o Estado:

Amapá: O vencimento para todas as placas e categorias de veículos passou para o dia 15 de abril.

Goiás: Sofreram alteração somente os finais de placa 1, 2, 3, 4 e 5, e agora, os proprietários destes veículos tem até o dia 6 de agosto para quitar o IPVA e o Seguro DPVAT.

Maranhão: Os vencimentos foram alterados para diferentes datas do mês de maio, de acordo com os finais de placa.

Mato Grosso: Sofreram alteração somente os finais de placa 4, 5, 6 e 7. Para os dois primeiros, os proprietários de veículos passam a ter até o dia 29 de maio para quitar a cota única e o Seguro DPVAT, enquanto para os dois últimos, o vencimento passou para o dia 28 de junho.

Rondônia: Sofreram alteração somente os finais de placa 1, 2 e 3, e agora, os proprietários destes veículos tem até o dia 30 de abril para quitar o IPVA e o Seguro DPVAT. Já os veículos com placa final 4 têm até o último dia útil de maio para quitar o pagamento.

Piauí: O vencimento para todas as placas e categorias de veículos passou para o dia 30 de junho.

Roraima: os vencimentos começam em 30 de junho e encerram em 30 de dezembro, a depender do final de placa de cada veículo.

As informações já estão atualizadas no site da Seguradora Líder e você pode conferir informando a sua UF, final da sua placa e categoria. Clique aqui e saiba mais. ;)

Tem mais alguma dúvida sobre o Pagamento do Seguro DPVAT? É só comentar que a gente te responde!

Continuar lendo

COVID-19: CNH e licenciamento de veículos tem prazo de validade estendido

Para conter a epidemia do novo Coronavírus (COVID-19) no Brasil, companhias e autoridades tem contribuído com medidas para manter a população em casa e diminuir o impacto da quarentena nas obrigações rotineiras. Quer saber como elas se encaixam no universo do trânsito? Fique ligado aqui no blog Viver Seguro no Trânsito!

No último dia 20 de março, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou a deliberação nº 185, ampliando e interrompendo prazos de processos e procedimentos dos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito. No documento, o órgão oficializou a extensão dos prazos de validade, por tempo indeterminado, das Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH), vencida desde 19/02/2020. Este prazo aplica-se também para a Permissão de Dirigir (PPD). A deliberação inclui, ainda, a interrupção da expedição do Certificado de Registro de Veículo (CRV), mais conhecido como documento do carro, em caso de transferência de propriedade de veículo adquirido desde o dia 19 de fevereiro deste ano, além do registro de licenciamento de veículos novos, desde que ainda não expirados.

Se você estava com o processo para tirar a habilitação já em curso, não se preocupe. O prazo para conclusão do processo passou de 12 para 18 meses. Isso significa que quem começou o processo de habilitação em março do ano passado e ainda não concluiu, por exemplo, não precisa se preocupar pois terá até setembro pra concluir o processo.

A deliberação também interrompeu, por tempo indeterminado, os prazos para defesa de autuação, recursos de multa, defesa processual, recursos de suspensão de direito de dirigir e cassação do documento de habilitação.

E você, se encaixa em alguns desses casos? Fique tranquilo e lembre-se que, o importante agora é ficar em casa!

Veja aqui a Deliberação do Contran nº 185, de 19 de março de 2020


Continuar lendo

Saiba como pedir a restituição do Seguro DPVAT 2020


Pagou o Seguro DPVAT 2020 com o mesmo valor do ano passado? Então, você tem direito à restituição do valor pago a mais! Para saber como fazer o procedimento, o blog Viver Seguro no Trânsito preparou um post especial que explica de forma rápida e simples o passo a passo. Dá uma olhada!

1. Primeiro você vai precisar acessar o site disponibilizado pela Seguradora Líder para pedir a restituição do valor do Seguro DPVAT 2020. É só acessar o https://restituicao.dpvatsegurodotransito.com.br/ e a devolução da diferença dos valores pagos será feita diretamente na conta corrente ou conta poupança do proprietário do veículo.

2. Em seguida, você vai precisar informar alguns dados no formulário: CPF ou CNPJ do proprietário, Renavam do veículo, e-mail de contato, telefone de contato, data em que foi realizado o pagamento a maior, valor pago, banco, agência e conta corrente ou conta poupança do proprietário.

3. Depois de realizar a solicitação, o proprietário vai receber por e-mail um código de protocolo. Para acompanhar o andamento da solicitação, basta acessar o site e clicar na opção “Consulta” e inserir o número recebido.

4. Pronto! Agora é só aguardar. Se todos os dados estiverem corretos, o valor estará na conta corrente ou poupança do proprietário em até 3 dias úteis.

Confira abaixo os valores que serão restituídos em 2020:


Ficou com alguma dúvida sobre o passo a passo ou teve problemas com sua restituição? Manda uma mensagem pra gente clicando aqui ou comente aqui embaixo que iremos te ajudar!


Continuar lendo

Saiba como dar entrada no seu pedido pelo App Seguro DPVAT

Diante das últimas notícias e acontecimentos relacionados ao coronavírus, a gente sabe que o melhor a se fazer é ficar em casa né, galera? Pensando nisso, o Viver Seguro no Trânsito resolveu fazer um tutorial para te ajudar a dar entrada no seu pedido de indenização ou reembolso utilizando o aplicativo Seguro DPVAT. Quer saber mais? Então fica ligado no post!

Para começar, acesse a loja virtual do seu smartphone, Google Play ou Apple Store, e procure o Aplicativo “Seguro DPVAT”, como no ícone abaixo:

Após abrir o aplicativo, vai selecionar a opção “Sou vítima ou beneficiário ou representante legal”. Caso seja seu primeiro acesso, na tela seguinte você vai realizar um “Cadastro” e informar e-mail, CPF e data de nascimento, telefones e outras informações.

Após realizada essa etapa, você vai precisar conferir seu e-mail e usar a senha provisória que receber para iniciar a navegação na plataforma. Com ela, será possível realizar o login. Não esqueça: altere a sua senha e, depois comece a cadastrar um “novo pedido” do Seguro DPVAT.

Pedidos de indenização do Seguro DPVAT:

Depois de realizado o cadastro no aplicativo, você vai começar a completar as informações como tipo de cobertura, dados pessoais da vítima e data, hora e informações do acidente de trânsito.

Depois de inserir todos os dados pessoais, você vai precisar digitalizar os documentos. Clique no “ícone da câmera” ao lado de cada documento para fotografar a imagem. Caso o documento possua mais de uma foto, após a primeira captura, selecione a opção “mais fotos”. Depois de anexar tudo, basta enviar o seu pedido.

Lembre-se: os documentos são os dados que comprovam as informações selecionadas anteriormente, portanto, tenha cuidado e verifique se, após fotografar, as informações se encontram todas visíveis.

Sem pressa!

Quando for realizar esse procedimento, faça com tempo e calma! Leia com muita atenção todas as dicas e instruções no aplicativo para cadastrar o seu pedido e verifique se todas as informações que inseriu no pedido estão certas. Realizar o procedimento corretamente e sem nenhum erro é extremamente importante para que a indenização ocorra de forma mais rápida.

Tutoriais

Se ainda ficar com alguma dúvida, temos dois materiais que podem te ajudar:

Um deles está disponível no Slideshare, rede para compartilhamento de apresentações, que você confere aqui.

O outro é um tutorial em vídeo, disponível no nosso YouTube, que você confere aqui:

E lembre-se, estamos sempre por aqui nos comentários!


Continuar lendo

Novos itens de segurança tornam-se obrigatórios para carros 0km


Itens de segurança são essenciais para diminuir os impactos causados pelos acidentes de trânsito. Recentemente, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) editou duas novas resoluções para a fabricação de carros 0 km, que tem, como objetivo, auxiliar ainda mais neste propósito. Ficou curioso para saber quais são as novas regras? Acompanhe o nosso post! ;)

Novas exigências podem parecer exagero, mas muitos dos itens básicos que garantem segurança hoje em dia tornaram-se obrigatórios há pouco tempo no Brasil. É o caso do retrovisor do lado direito, por exemplo, que até 1998 era opcional em alguns veículos populares; a terceira luz de freio (brake light) que passou a ser exigência somente em 2009; e também os airbags e os freios ABS, determinados somente em 2014. 😱

Para este ano, duas novas exigências passam a valer, fazendo com que as montadoras adicionem itens para cumprir as regras. A primeira delas, que já está valendo, é o controle de estabilidade, um sistema que impede que o veículo saia da trajetória original, auxiliando motoristas em curvas mais fechadas e pistas molhadas.

Além disso, passa a ser obrigatória a presença de cintos de segurança de três pontos e encosto de cabeça para todos os assentos de veículos. A norma obriga também estabelece que carros e utilitários ofereçam ao menos um ponto de fixação Isofix para cadeirinhas infantis.

E aí, o que achou dessas mudanças? Conta pra gente aqui nos comentários!


Continuar lendo

Carnaval com segurança no trânsito!

O feriado mais esperado por muitos brasileiros está chegando! E com alguns dias de folga, pegar a estrada para aproveitar o Carnaval, ou o descanso, viajando. Nestas datas, com mais pessoas pelas ruas, aumento do fluxo nas estradas e trânsito nas cidades, a atenção deve ser redobrada para evitar um acidente. E os números do Seguro DPVAT comprovam que é preciso cuidar da segurança: em 2019, foram registrados mais de 3.300 acidentes já indenizados para vítimas de acidentes de trânsito nas três coberturas: morte, invalidez permanente e reembolso por despesas médicas (DAMS). Acompanhe o nosso post e fique ligado nas dicas!

Beber e dirigir é furada!

Parece muito óbvio, mas muita gente ainda insiste em misturar direção e bebida alcoólica, principalmente durante o Carnaval. De acordo com a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), nos últimos 10 anos, mais de 3.200 pessoas estiveram envolvidas em acidentes relacionados ao consumo de álcool. Conduzir sob efeito de álcool é um ato de irresponsabilidade que põe em risco a vida de todos que estão no trânsito. Então, já sabe: nada de beber e dirigir!

Atenção à iluminação!

Os períodos com maior número de acidentes registrados e já indenizados pelo Seguro DPVAT no período de Carnaval foram entre 17h e 19h59 (anoitecer), com 23,10% das ocorrências e 13h e 16h59 (tarde), com 20,45%, períodos em que as ruas costumam estar mais cheias por conta dos festejos. Para evitar acidentes, procure estar sempre com os faróis acesos. Quando for usar o farol alto, faça isso somente em trechos muito escuros e em que não haja outros carros na sua faixa ou no sentido contrário!

Para aproveitar sem se preocupar

Se você é daqueles que não quer se preocupar com congestionamento, revisão de veículo e dar aquela descansada nos deslocamentos, escolha o transporte público! Programe sua passagem com antecedência para evitar filas e viagem em segurança. E nada de esquecer do cinto de segurança!

Quer contribuir com mais dicas para curtir o Carnaval em segurança? Manda pra gente pelos comentários!


Continuar lendo

Saiba como pagar o Seguro DPVAT 2020

Não sabe como emitir sua guia para fazer o pagamento do Seguro DPVAT? O blog Viver Seguro no Trânsito traz um vídeo tutorial que explica, de forma rápida e simples, o passo a passo necessário. Se liga no post!

Não se esqueça que o Seguro DPVAT deve ser pago, uma única vez ao ano, junto ao vencimento da cota única ou da primeira parcela do IPVA ;)


Continuar lendo

Usar o cinto não custa nada, mas não usá-lo pode custar sua vida

Uma pesquisa realizada este ano nas rodovias paulistas mostrou que 27% dos passageiros de automóveis em bancos traseiros não usam cintos de segurança. O equipamento é de uso obrigatório e a falta do cinto é uma das principais causas de mortes e ferimentos graves em acidentes de trânsito. Nos bancos dianteiros, o levantamento mostrou que 94% dos motoristas e 91% dos passageiros usam o cinto.

O uso do equipamento por passageiros de ônibus nas linhas rodoviárias é baixo: em média, menos de 10% utilizam. Caminhoneiros também resistem. É possível ver inúmeros vídeos feitos pelos próprios condutores, postados na internet, sem o uso do cinto de segurança. Sem contar que muitos deles transportam ajudantes e, até mesmo, familiares sem o uso do item.

Estudos realizados por entidades de ortopedistas no Brasil e no mundo já identificaram que a utilização do cinto de segurança reduz em até 70% o risco de mortes e graves lesões. Além do mais, a lei determina que todos os ocupantes do veículo façam uso do equipamento.

Somente nas rodovias federais brasileiras, mais de 60 mil pessoas morreram em acidentes nos últimos 10 anos e cerca de 600 mil ficaram feridas. No Brasil, mais de 40 mil pessoas morrem em acidentes de trânsito todos os anos, conforme revelam os números de indenizações pela cobertura de morte do Seguro DPVAT.

Portanto, temos todos os dados e informações para que façamos uso do equipamento que, até hoje, mais salvou vidas no trânsito: o cinto de segurança. A utilização desse item, além de proteger os ocupantes em casos de acidente, pode evitar que ele ocorra. Em uma freada brusca, o passageiro do banco traseiro, terá seu corpo projetado, muitas vezes, nas costas do motorista, que poderá perder o controle do veículo, colidir, sair da pista ou capotar.

Usar o cinto não custa nada, mas não usá-lo pode custar sua vida e de quem você mais ama.

Continuar lendo

Seguro DPVAT vence até o fim de janeiro em diversos estados

Chegou a hora de pagar o Seguro DPVAT 2020. Cobrado anualmente junto ao vencimento da cota única ou primeira parcela do IPVA, o seguro garante a sua proteção em caso de acidentes de trânsito envolvendo morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas e suplementares (DAMS). E em alguns Estados, o vencimento vai até esta sexta-feira, dia 31/01. O calendário de vencimento está disponível para os proprietários de veículos por meio do site da Seguradora Líder, onde o boleto pode ser gerado. Para conferir, basta clicar aqui.

O vencimento para os proprietários de veículos de alguns estados e com alguns finais de placa já tiveram seu vencimento ao longo de janeiro, como é o caso de Minas Gerais e Paraná. Para os proprietários com final de placa 1 e 2 no Acre; todas as placas do Ceará, Piauí e Mato Grosso do Sul; com final de placa 8 no Rio de Janeiro; e finais de placa 1 em Santa Catarina, Mato Grosso e Paraíba; o prazo vai até esta sexta-feira. Fique atento ao prazo!

Lembre-se que além da quitação ser uma condição obrigatória para que os proprietários obtenham o Certificado de Registro e Licenciamento Veicular (CRLV), documento de comprovação do licenciamento anual do veículo, ele ainda é responsável por garantir a proteção de mais de 210 milhões de brasileiros em caso de acidentes de trânsito envolvendo morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas.


Continuar lendo

Devolução de R$ 550 para quem pagou o Seguro DPVAT entre 2014 e 2019 é #FakeNews!

Nos últimos dias, uma falsa informação sobre a devolução de R$ 550 para quem pagou o Seguro DPVAT entre 2014 e 2019, começou a ser compartilhada via Whatsapp. Mas fique atento, essa é uma tentativa de golpe! Para te ajudar a fugir das #FakeNews, confira as informações corretas de quem tem direito à restituição da diferença de valores do Seguro DPVAT no nosso post.

Pagamento de 2020

A informação de que os proprietários de veículos que pagaram o Seguro DPVAT entre 2014 e 2019 teriam direito a uma devolução de R$ 550 é falsa. Desde o dia 15 de janeiro, a Seguradora Líder disponibilizou um site para a restituição da diferença de pagamento aos proprietários de veículos que pagaram o Seguro DPVAT de 2020 com o valor de 2019. E é importante lembrar que a solicitação deve ser feita diretamente pelo site https://restituicao.dpvatsegurodotransito.com.br/. Desconfie se alguém mandar um caminho diferente e aproveite para orientar sobre a forma correta!

Como pedir a restituição da diferença de valor do Seguro DPVAT 2020?

Caso você tenha feito o pagamento do exercício Seguro DPVAT 2020 com o valor de 2019, você tem direito a pedir sua restituição. Para isso, acesse o site https://restituicao.dpvatsegurodotransito.com.br e tenha em mãos:

- CPF ou CNPJ do proprietário;

- Renavam do veículo;

- E-mail de contato;

- Telefone de contato;

- Data em que foi realizado o pagamento a maior;

- Valor pago;

- Banco, Agência e Conta corrente ou conta poupança do proprietário.

Restituições de anos anteriores

Apesar de não haver nenhum ressarcimento de R$ 550 para pagamentos em anos anteriores, proprietários de veículos que, por ventura, tenham pago o Seguro DPVAT do mesmo ano duas ou mais vezes, podem pedir a devolução dos valores acessando o https://www.seguradoralider.com.br/Contato/Duvidas-Reclamacoes-e-Sugestoes.

E se tiver dúvidas sobre o direito à restituição, você conta com nossos canais de atendimento, disponíveis clicando aqui ou aqui, ou pelo nosso Facebook.

Continuar lendo

Página 1 de 48
12345678910...