Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Especial Dia da Música: curiosidades de como a trilha sonora escolhida influencia no comportamento do motorista

Fatores externos como buzinas em um trânsito engarrafado, sirenes de ambulâncias pedindo passagem e freadas de ônibus têm bastante influência no comportamento do motorista, não é mesmo? Mas sabe o que também influencia o condutor? A música que ele escuta dentro do carro! E hoje, no Dia da Música, reunimos nesse post alguns argumentos que comprovam essa relação próxima. Então, pegue seu café, coloque uma boa música e ótima leitura! 🎵🎶

Influência comprovada pelas estatísticas

Sentir vontade de acelerar depois de ouvir seu rock favorito ou ficar mais calmo depois de escutar um mantra no meio de um engarrafamento. Essas emoções tem uma explicação. Um estudo realizado pela organização DriveSafe revelou que a música que os motoristas escutam pode influenciar a maneira com que eles conduzem. De acordo com a pesquisa, 65% dos entrevistados reconheceram que a música reflete diretamente no seu comportamento no trânsito. 😯 E aí, depois dessa informação, qual será a trilha sonora para quando estiver dirigindo, hein? 😉

Cuidando da sua saúde e evitando multas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu como limite de barulho a média de 50 dB (decibéis) para evitar que o organismo comece a sofrer impactos negativos como estresse, insônia, irritabilidade, ansiedade e até a perda irreversível da audição, galera. Para se ter uma ideia, uma música alta pode chegar facilmente a 110 dB. 😯 Já dá para imaginar o estrago, não é? Além disso, vale lembrar que o som alto no carro constitui infração grave, podendo gerar a perda de 5 pontos na carteira. Depois dessas informações, não vale dar mole, galera! 😉

Distração que pode ser fatal

Mas a gente não poderia falar de música sem dar aquele alerta de segurança, não é? Afinal, todos conhecemos aqueles que cometem um erro clássico: mudar de estação enquanto está dirigindo. Se a música já é uma forma de distração, imagina procurar a estação do rádio com as mãos no volante! 😕 E se a gente te dissesse que esses pequenos segundos que você se desconcentra da direção para essa tarefa podem ser os últimos segundos da sua vida? 🤔 E não pense que essa realidade muda se você já é adepto da tecnologia bluetooth, hein: muito pelo contrário, ao mexer no celular e olhar para o rádio, os riscos de acidentes também são elevadíssimos. Nesse caso, vale tudo, menos ficar de olho! 👀

Por isso, agora é hora de ouvir vocês: tem alguma sugestão de música que mantenha o seu astral lá em cima ou acalme seus ânimos na hora de dirigir? Deixe aqui nos comentários! Esperamos por você! Rock on!😉


Continuar lendo

Simplificação de documentos: confira o que estamos fazendo para facilitar seu acesso ao Seguro DPVAT

Facilidade? Nós temos por aqui! \o/ A gente está sempre falando por aqui que estamos trabalhando, constantemente, para tornar o acesso ao Seguro DPVAT cada vez mais acessível para você. Mas como estamos, efetivamente, fazendo isso? É exatamente essa questão que vamos explicar aqui no post. 😉

GT de Simplificação de Documentos: trabalho interno que gera uma porção de benefícios

Promover mudanças internas para impactar a vida de 207 milhões de brasileiros. ❤ É assim que a gente encara as coisas por aqui, através da atuação de Grupos de Trabalho, onde juntos, pensamos no melhor para os beneficiários desse importante instrumento de proteção social. Um desses Grupos é o de Simplificação de Documentos que, ao atuar em versões mais simples dos documentos para dar entrada na indenização do Seguro DPVAT, reduz o tempo médio de pagamento. Formado no ano passado, ele é composto por integrantes de diversas áreas-chave da Seguradora Líder e de representantes das Consorciadas.

Saiba mais sobre as documentações simplificadas

Somente no ano passado, o GT de Simplificação de Documentos já entregou versões simplificadas da Declaração de Ausência do Laudo do IML e das documentações de Comprovação de Ato Declaratório e do Termo de Autorização de Pagamento. Através dessas mudanças, somente no primeiro quadrimestre de 2018, o volume de pendências documentais caiu 17,8% em comparação ao mesmo período do ano passado. De impressionar, não é? 😯😁

Mas não para por aí! No último mês, demos outro passo à frente, retirando a exigência de dois documentos para comprovação do direito do beneficiário em caso de morte: a prova de dependência econômica através da anotação constante na Carteira de Trabalho (CTPS) e a Declaração de Separação de Fato. E sabe quem sai ganhando com todas essas novidades? O beneficiário! 😉

Uma rede dedicada a facilitar o seu entendimento do Seguro DPVAT

Além das Redes Sociais oficiais (Facebook, Twitter e Instagram) do Seguro DPVAT, com posts educativos e tirando dúvidas sobre o Seguro, também temos o Slideshare: uma ferramenta onde é possível saber como preencher documentos para dar entrada no Seguro, qual a vigência do DPVAT, quais são os pontos de atendimento e muito mais... tudo bem explicadinho e feito com muito carinho! Ficou curioso? É só clicar aqui e acessar. Ah, a gente aproveita para lembrar que, se você tiver alguma sugestão de tema, é só falar com a gente. ❤❤❤

Mudar nossos processos internos para facilitar a vida de quem têm direito ao Seguro DPVAT: essa é a nossa filosofia e razão de existir por aqui. E você, gostou de conhecer mais um pouquinho do que estamos fazendo para facilitar o seu acesso a esse importante benefício social? Deixa seu comentário aqui embaixo, vai! Queremos saber tudo.👍 Nos vemos no próximo post!


Continuar lendo

Pedestre, você também faz parte do trânsito!


Os dados da edição de maio do Boletim Estatístico da Seguradora Líder confirmam: apenas nos cinco primeiros meses de 2018, 35.437 ou 24% das 148.164 indenizações pagas pelo Seguro DPVAT foram destinadas aos pedestres. Isso significa que, a cada dia de 2018, mais de 230 pedestres sofreram algum tipo de acidente de trânsito, pessoal! E se a gente te contar que, neste período, eles também ficaram em 2º lugar nas indenizações por acidentes fatais, assim como nos acidentes envolvendo invalidez permanente? Triste, não é? 😣

Mas, por aqui, a gente pensa que não adianta só expor os números: precisamos falar sobre o que podemos fazer para mudar essa realidade. Por isso, nesse post, você confere algumas dicas importantes para que os pedestres possam garantir a sua segurança e um convívio cada vez mais pacífico no trânsito. Confere só! 😉

A distração que mata

Com carros, ônibus, motocicletas e outros tipos de veículos nas ruas, o pedestre tende a achar que não faz parte do trânsito, mas isso não é verdade, pessoal. E, assim como os outros veículos, eles também têm deveres, com o objetivo de garantir a segurança e evitar acidentes. Recentemente, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia divulgou uma pesquisa em que 66% dos entrevistados afirmaram usar o celular enquanto atravessam as ruas :o. Então, pedestre, que tal resistir à tentação de usar seu smartphone nas ruas? Ah, e a gente aproveita para lembrar: usar o fone de ouvido também desvia a sua atenção, viu?

Checklist do pedestre

Opa, mas não é só a distração que aumenta o índice de acidentes de trânsito envolvendo pedestres, galera. Vários outros comportamentos entram nessa conta. 😢 E, pensando nisso, fizemos uma listinha para você garantir ainda mais segurança nesse universo que é o trânsito: se liga no checklist do pedestre! 🖖

- Olhe para os dois lados e atravesse sempre na faixa de pedestres, garantindo que o motorista notou a sua presença. Não tem faixa? Então, aguarde o momento oportuno;

- As passarelas existem para a sua segurança. Viu uma delas, mesmo que seja um pouco longe? Não hesite em usá-la!

- Ao descer do transporte público, de um carro ou qualquer outro tipo de veículo, atravesse sempre em linha reta, sem correr.

Proteção garantida pelo Código de Trânsito Brasileiro

Fazer a nossa parte é importante, mas a proteção ao pedestre também é um dever de todos os outros veículos, garantida pelo Código de Trânsito Brasileiro, quando fala "os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres". Na prática, isso significa que, medidas como o respeito às faixas de pedestres, à sinalização e aos limites de velocidade, devem ser adotados sempre. ❤

O Seguro DPVAT também é para você!

A gente não se cansa de falar: o Seguro DPVAT protege você e mais de 207 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito. E, quando falamos 207 milhões, incluímos todo mundo: os motoristas, os passageiros e adivinha só? Os pedestres também! 😍🚶‍♂ Então, já sabe, o pedestre que sofre um acidente de trânsito e se encaixa em uma das nossas coberturas, pode dar entrada no seu pedido de indenização e garantir o apoio necessário em uma situação como essa. O seguro do trânsito brasileiro é para todo mundo! ❤

Evitar que essas estatísticas cresçam é responsabilidade de todos, afinal, nós somos o trânsito. Para conferir mais dados sobre o trânsito brasileiro, é só clicar aqui e conferir a edição de Maio do Boletim Estatístico da Seguradora Líder. 😉 Ah, e a gente lembra: se souber de mais alguma dica de segurança que possa ser acrescentada ao checklist do pedestre, é só deixar seu comentário aqui embaixo. Esperamos por você! \o/


Continuar lendo

Especial Copa do Mundo: Curiosidades sobre o trânsito na Rússia

É oficial: a Copa do Mundo chegou! \o/ Para aproveitar o clima desse evento vamos ajudar a quebrar a distância de 14450 km entre Brasil e Rússia e te levar numa viagem para conhecer um pouco do país que sedia o principal evento de futebol do mundo! Continue ligadinho no nosso post para saber mais e xxорошая поездка! (Boa Viagem!). 😉🇷🇺

A história por trás dos vídeos mais assustadores no trânsito

Tanque de guerra passeando na rua, meteoros, ursos cruzando rodovias... essas cenas, inacreditáveis até para ficção, são apenas algumas das peculiaridades que você encontra quando procura algum vídeo sobre o trânsito na Rússia. E a quantidade de resultados é alta, galera! Atualmente, uma busca por "russian car crash" (batida de carro na Rússia) gera aproximadamente 2,5 milhões de resultados no YouTube. As tragédias da vida real são captadas graças a um costume do país: para garantir o recebimento do seguro de acidentes de trânsito, por exemplo, os russos instalam câmeras no painel frontal de seus veículos para registrar tudo em vídeos. E, como por aqui a gente gosta muito de exemplo, dá só uma olhadinha numa cena, no mínimo inusitada que rolou no trânsito de lá. 😯

Reprodução: YouTube

Saiba mais sobre o seguro obrigatório de trânsito

As câmeras nos carros servem para justificar a ocorrência de um sinistro para as seguradoras russas. Tudo porque o seguro obrigatório de trânsito também rola por lá! Conhecido pela sigla OSAGO (ОСАГО), ele é de responsabilidade civil e prevê indenizações em caso de danos materiais aos veículos e também oferece cobertura por morte. Na Rússia, em caso de morte por acidente de trânsito, a família da vítima é indenizada em R$ 50.000,00. No Brasil, a indenização do Seguro DPVAT paga por óbito no trânsito é de R$ 13.500,00. Interessante, não é? 😉

Índice elevado de mortes no trânsito

A ideia de que a Rússia é um local bem perigoso para dirigir não se deve somente à fama e quantidade gigantesca de vídeos na Internet. O país, de fato, tem altos índices de acidentes rodoviários. De acordo com a Inspetoria de Tráfego do Estado da Rússia, entre janeiro e maio de 2018, a Rússia registrou 55.153 acidentes de trânsito, que resultaram em 5.526 mortes e 69.617 feridos. Neste mesmo período, no Brasil, 16.670 indenizações por morte foram pagas pelo Seguro DPVAT, ou seja, três vezes mais do que o ocorrido no país-sede da Copa do Mundo deste ano. O número de indenizações relacionadas a invalidez, nos cinco primeiros meses do ano, no Brasil, chegou a 104.930 ocorrências. Esses dados se tornam assustadores quando lembramos que a Rússia tem 144 milhões de habitantes contra os 207 milhões de brasileiros, galera! 😯

Como são as regras de trânsito por lá?

Apesar das placas em cirílico, por incrível que pareça, na Rússia, as regras de trânsito são muito semelhantes às brasileiras. Beber e dirigir, por exemplo, nem pensar. Por lá, também há a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança e o pedestre tem sempre a preferência. Dá um alívio saber disso, não é? Ufa! \o/

E aí, gostou da nossa viagem pelo trânsito da sede da Copa do Mundo 2018? Deixe sua opinião aqui nos comentários! Увидимся (até a próxima)! 🇷🇺🇧🇷


Continuar lendo

​Álcool e direção: uma mistura que não dá match

No Dia dos Namorados, a gente está aqui para falar sobre uma combinação que não dá match: bebida e direção. De acordo com um estudo divulgado pelo Ministério da Saúde, 21% dos acidentes registrados no Brasil estão diretamente relacionados ao consumo de álcool. Bem triste, não é? 😣 Pensando nisso, reunimos aqui alguns motivos para você passar bem longe dessa combinação. E aí, partiu conferir?

O corpo fala: quais são as reações do álcool no nosso organismo?

Para entender um pouco mais de como o álcool traz tantos prejuízos, é preciso falar sobre como o nosso organismo reage às bebidas alcoólicas. Nas primeiras doses, ele atua como um estimulante, gerando a sensação de excitação e alegria, afetando as inibições e a capacidade de julgamento, por exemplo. Com o aumento do consumo, as habilidades motoras e o tempo de reação são prejudicados. E, dessa forma, bem mais risco de se envolver em um acidente de trânsito. Vale ficar alerta sim ou com certeza? 😎

Porcentagem da concentração de álcool no sangue

Falar de números é com a gente mesmo! 😉 Vamos conferir o que cada percentual de álcool pode causar? Confere só!

0,02% a 0,05% - diminuição das funções visuais, diminuição da capacidade de fazer duas coisas ao mesmo tempo.

0,08% - diminuição da concentração, perda de memória de curto prazo, perda do controle da velocidade, redução da capacidade de processar informações (como ver placas ou sinalizações, por exemplo)

0,10% - redução da capacidade de ficar na mesma pista da estrada e parar corretamente.

0,15%- incapacidade de controlar o veículo, prestar atenção às funções de direção e processar informação visual e auditiva.

10 anos de Lei Seca

Quando falamos de penalidade para a mistura bebida e direção, a Lei Seca vem logo à nossa memória, não é mesmo? E adivinha só: em 2018, ela completa 10 anos de resultados super positivos! Segundo pesquisa realizada pela Escola Nacional de Seguros, desde sua implantação, a Lei Seca já poupou 40 mil vidas no trânsito e 235 mil de invalidez permanente. É muito amor envolvido! ❤😍

Punições cada vez mais rigorosas

Além da Lei Seca, em abril entrou em vigor a Lei nº 13.546/17, que aumentou o rigor na punição aos motoristas que conduzirem veículos sob efeito de álcool ou outras substâncias psicoativas e causarem acidentes. Agora, nos casos de lesões corporais graves ou gravíssimas, aquelas que podem gerar invalidez permanente, a pena passa de 6 meses a 2 anos para de 2 a 5 anos de prisão em regime fechado e, nos casos de homicídio culposo, aquele onde não há intensão de matar, passa para de 5 a 8 anos de prisão, também em regime fechado. Além disso, não haverá a possibilidade de pagamento de fiança, ocorrendo a suspensão ou proibição do direito de se obter a permissão para dirigir, galera! Uma grande conquista, não é mesmo? 😉

Então, se for beber, seja no Dia dos Namorados ou em qualquer outra data comemorativa, que tal apostar nos aplicativos de transporte urbano? Assim, você garante várias outras celebrações! ❤


Continuar lendo

Essa vaga não é sua, nem por um minuto

vagas-preferenciais.png

“É só por um minutinho” ou “Eu não vi que era preferencial, vai ser rápido”. Tem muita gente por ai que usa essas justificativas para fazer uso das vagas preferenciais, garantidas para portadores de deficiência física, com dificuldade de locomoção ou idosas com idade superior a 60 anos. A gente nem precisa dizer o quanto isso é errado, não é, pessoal? 😣 Por isso, vamos dedicar esse post para falar das vagas preferenciais e sobre a importância de respeitá-las. É ou não é para compartilhar com todo mundo? 😍

Um direito garantido por Lei

É isso mesmo: o direito às vagas preferenciais é garantido por Lei, mas especificamente pelas Resoluções 303 e 304 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) de 2008. A Legislação de Trânsito também regulamenta o seu uso, obrigando que 2% do total de vagas de estacionamento dos municípios devem ser destinadas a pessoas com deficiência e 5% aos idosos. Olha que legal!

Para quem elas são destinadas?

Alô, galera! As chamadas vagas preferenciais têm um público bastante específico. 😍 Para usufruir desse benefício é necessário ser portador de deficiência física, ter dificuldade de locomoção ou idade superior a 60 anos. Em alguns Estados, a entidade executiva de trânsito ainda estende o direito para mulheres grávidas. Bem bacana, não é? Agora que você já sabe dessas informações, que tal reforçar o respeito a essas vagas? 😉

Como fazer o cadastro?

Se você se encaixa em um dos perfis que a gente citou aqui em cima, faça valer o seu direito! 😉 Para isso, basta obter a credencial para estacionar nas vagas preferenciais, também conhecida como Cartão Defis-DSV no órgão ou entidade executiva de trânsito do seu município de residência, como os DETRANS, Ciretrans ou Superintendências Municipais de Transporte e Trânsito. A gente lembra que ela é válida em todo o território nacional e pode ser utilizada em qualquer veículo em que o beneficiário esteja, sendo ele condutor ou conduzido. \o/

Há incidência de multas em caso de não cumprimento da Lei?

A resposta é sim! A Lei 13.146, também conhecida como Lei Brasileira de Inclusão (LBI), indica que a multa para uso indevido de vagas passa a ser considerada grave, com multa de R$ 127,69. Além do prejuízo financeiro, o motorista que desrespeitar a medida receberá cinco pontos na CNH e poderá ter o veículo guinchado. Então, vale respeitar e muito, galera!

Já dizia o ditado: respeito é bom e todo mundo gosta! \o/ Para fazer valer esse direito, todos nós devemos fazer a nossa parte, dando o exemplo e conscientizando. E você, o que pensa sobre esse tema? Já presenciou alguma situação de desrespeito? Esperamos por você nos comentários! 😉



Continuar lendo

Tolerância Zero às Fraudes: o que a Seguradora Líder está fazendo para combater às fraudes no Seguro DPVAT?

Aqui na Seguradora Líder, uma das nossas atribuições é criar instrumentos para proteção do Seguro DPVAT contra os fraudadores. Tudo para garantir que esse importante benefício social continue atendendo a quem de fato precisa. 😍❤ E, para isso, contamos com uma área dedicada ao combate às fraudes, investimento em tecnologia para detecção de pedidos fraudulentos, o Canal de Denúncias, e muito mais. Ficou curioso? É só continuar acompanhando o nosso post. \o/

Atuação direta para denúncias de casos suspeitos

A Seguradora Líder realiza um trabalho cada vez mais focado nas estratégias de prevenção, detecção e investigação de fraudes, pessoal. Quando uma fraude é detectada, a Seguradora envia uma notícia crime para apuração dos órgãos competentes. E os resultados podem ser vistos: somente até abril, as ações proativas da Companhia já resultaram em 32 sentenças condenatórias; 52 condenados; 13 condenações, suspensões ou cassações de registros em órgãos de classe e 11 prisões em todo o Brasil. Uau! Mas não para por aí: atualmente, temos ativos mais de 9 mil procedimentos criminais em diversos estados brasileiros. Para mais novidades, é só ficar ligado na nossa Newsletter semanal, “Seguradora Líder Informa”. 😉

Uma área totalmente dedicada ao combate às fraudes

É isso aí! Para garantir que o combate às fraudes no Seguro DPVAT seja cada vez mais efetivo, contamos com uma área de Prevenção e Combate às Fraudes, responsável por monitorar os pedidos de indenização a fim de detectar irregularidades e não efetuar o pagamento indevido. O trabalho dessa área é baseado no chamado “Ciclo de Vida da Fraude”, que consiste em etapas de prevenção, monitoramento, avaliação de risco e criação de pontos de controle. Bem legal, não é? \o/

Tecnologia como principal aliada

A tecnologia está em todo o lugar e aqui na Seguradora Líder não é diferente! 😉 Investimos em tecnologias focadas no aprimoramento dos controles para a detecção de pedidos fraudulentos. Quer um exemplo disso? Atualmente, todos os pedidos de indenização do Seguro DPVAT são avaliados por softwares de inteligência artificial, como ferramentas de Analytics/Big Data que, através de mais de 200 parâmetros, conseguem monitorar ocorrências suspeitas, além de fazer o controle de risco. Para garantir a efetividade, esse sistema usa dados de sinistros comunicados desde 2008, ano da criação da Seguradora Líder, para avaliar as ocorrências com mais chances de possuírem irregularidades.

Como você pode colaborar?

Você também pode garantir que o Seguro DPVAT continue chegando aos seus beneficiários de direito. Quer saber como? Através do Canal de Denúncias da Seguradora Líder, disponível tanto clicando aqui quanto através do 0800 022 12 05, de forma rápida e gratuita, sem necessidade de identificação. Ajude a combater este mal: os beneficiários do Seguro DPVAT agradecem. 😉

Por aqui, a gente lembra: fraude em seguro é crime e fraudar o Seguro DPVAT prejudica os acidentados no trânsito. Fazendo a sua parte, todo mundo sai ganhando! \o/ E aí, gostou de ficar por dentro das medidas que estamos tomando para combater às fraudes? Para saber mais, é só continuar acompanhando o Blog Viver Seguro no Trânsito.😉


Continuar lendo

Seguro DPVAT: como saber se um pedido é legítimo e uma indenização é devida

​Nunca é demais lembrar que, para o beneficiário, o custo de recorrer a um intermediário para dar entrada na indenização do Seguro DPVAT é alto: ele cobra um percentual do benefício para prestar o serviço e nem sempre atua da maneira mais justa. Muitos deles também agem à margem da lei, induzindo cidadãos que podem não ter direito a receber o Seguro, a participar, mesmo que de forma involuntária, de uma ação criminosa.

​Para não correr esse risco e poder reclamar, com legitimidade e segurança, a indenização ou reembolso que lhe possam ser devidos pelo Seguro DPVAT, a vítima ou beneficiário necessita buscar informação. Assim, antes de dar início a qualquer pedido em razão de acidente de trânsito ou de suas consequências, a vítima ou seu beneficiário deve tomar algumas precauções, como procurar saber se esse evento pode ser efetivamente enquadrado no rol de situações cobertas pelo Seguro DPVAT.

​Pensando nisso, neste post, iremos apresentar casos exemplares e hipóteses de pedidos de indenização, concretamente estudados e já decididos. Confira abaixo:

Sofri um acidente provocado por um trem. Tenho direito a indenização do Seguro DPVAT?

​- Nesse caso, não há cobertura, já que o Seguro DPVAT apenas indeniza acidentes em que há participação ativa de um veículo automotor de via terrestre em território nacional, sujeito a registro e a licenciamento, na forma estabelecida pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Logo, não há cobertura para danos pessoais causados, exclusivamente, por veículo não considerado automotor de via terrestre e não obrigado a registro e a licenciamento.

Estava circulando em um trator quando sofri um acidente. Tenho direito à cobertura ou não?

- Em algumas situações, sim; a indenização pode ser devida. Tudo vai depender da situação de registro e de licenciamento do trator envolvido no acidente. Em primeiro lugar, é preciso saber se o acidente ocorreu até o dia 30/07/2015 pois, até então, esse tipo de veículo era sujeito a registro e licenciamento, e os danos provocados por tratores pelas vias terrestres, tinham cobertura do DPVAT.

A indenização ou reembolso podiam ser pleiteados. Isto, desde que os tratores estivessem em circulação como meio de transporte e não como simples maquinário. Na condição de máquina, a indenização não era cabível pois, até essa data, tratores não eram obrigados ao recolhimento do prêmio do Seguro DPVAT e, consequentemente, não eram cobertos. Mas, desde o dia 31/07/2015 a situação mudou. A partir dessa data, quando foi promulgada a Lei 13.154/15, que introduziu modificações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), deixou de existir a cobertura pelo Seguro DPVAT.

Motivo? A lei dispensou, expressamente, o licenciamento e o emplacamento desses veículos, se transitarem em via pública. Desde então, tratores passaram a ter um registro único, sem ônus, em cadastro específico do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Deixando, portanto, de se submeterem ao regime próprio dos veículos abrangidos pelo Seguro DPVAT.

O objetivo dessa amostragem é contribuir para melhor orientar e facilitar a vida dos potenciais beneficiários do Seguro sobre a pertinência de um pedido ou reclamação por cobertura do DPVAT. Afinal, informação é um dos principais ativos para usufruir dos benefícios desse importante instrumento social. Continue acompanhando o Blog Viver Seguro no Trânsito para mais novidades.



Continuar lendo

Dia Mundial do Meio Ambiente: como suas ações no trânsito podem contribuir para a preservação da natureza?

Ligar a TV e se deparar com notícias sobre desastres naturais em decorrência das mudanças climáticas e aquecimento global se tornou algo cada vez mais comum, não é mesmo? 😣 Por isso, mais do que nunca, é fundamental que façamos nossa parte, mudando hábitos para contribuir para a diminuição da poluição no planeta. E adivinha só? Essas mudanças também incluem ações no trânsito, galera! Quer saber quais são? É só ficar ligado no post! 🌳🌿 

Cuidado com os animais na pista

Dados do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), da Universidade Federal de Lavras (UFLA), em Minas Gerais, mostram que 475 milhões de animais são atropelados a cada ano nas rodovias brasileiras. E só estamos falando aqui de animais de pequeno ou médio porte, como sapos, cobras e aves. Um baita impacto para a fauna brasileira, galera. 😰

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), somente em 2017, ocorreram 2,6 mil acidentes em rodovias federais envolvendo a presença de animais na pista, sendo 434 graves, com 103 mortes. Então, já sabe, né? Ao avistar a placa sinalizando animais na pista, redobre a atenção! 😉

A importância da manutenção preventiva

Podemos avançar em inovações tecnológicas, especialmente na melhoria dos combustíveis, mas sem dúvida, a chamada manutenção preventiva é uma boa alternativa que colabora tanto com o meio ambiente quanto com o seu bolso. Você sabia que estudos indicam que a manutenção veicular ajuda a reduzir a emissão de poluentes em 40 a 50%? Uau! E, como por aqui, a gente gosta muito de dicas, listamos algumas abaixo para te incentivar a ajudar na preservação da natureza. Confere só! 😉

• Cuidado com o excesso de velocidade! Além de aumentar o risco de acidentes, dirigir rápido aumenta o consumo de combustível e, por consequência, o número de gases nocivos que alteram a composição do ar atmosférico, provocando doenças e prejudicando o meio ambiente;

• Cheque vazamentos na bateria. As baterias contêm chumbo, um elemento tóxico prejudicial à saúde e ao meio ambiente. Outra dica bacana é, após utilizar uma bateria, devolvê-la aos estabelecimentos que as comercializam;

• Já deu uma olhadinha no catalisador do seu carro? Também conhecida como conversor catalítico, essa ferramenta é responsável por uma redução substancial das emissões veiculares. Daí a importância de verificá-la sempre que possível. Fica a dica! 😉

Educação nas ruas

Além de ser sinônimo de falta de educação, jogar lixo nas ruas pode ocasionar acidentes, multas de trânsito e causar alagamentos devido ao acúmulo. Diante disso, sabe qual é a boa? Ter aquela famosa lixeirinha no carro e deixar para realizar o descarte somente em locais apropriados. Seja o exemplo que você quer ver no trânsito! 😉

No Dia Mundial do Meio Ambiente e, em todos os outros dias do ano, construir um planeta melhor também é uma responsabilidade sua. 😍 Por isso, queremos te convidar a pensar: o que você pode fazer para tornar o trânsito um lugar melhor? Deixe sua opinião aqui nos comentários. Esperamos por você! \o/


Continuar lendo

Cigarro e volante: perigo real e constante

Quem é fumante sabe o quanto é convidativo pegar a estrada e acender um cigarro para curtir o clima ou até mesmo para deixar o estresse de lado. 🚬 Então hoje, no Dia Mundial de Combate ao Fumo, não há nada mais apropriado do que falarmos sobre os perigos do hábito de fumar e dirigir, galera. E, por aqui, você é o nosso convidado para essa viagem educativa. Vamos juntos? 😉

O que diz a Lei?

Fumar dentro do carro não é uma infração de trânsito, mas é importante destacar que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) proíbe dirigir com apenas uma mão, “salvo em casos onde o condutor deva sinalizar, mudar de marcha ou acionar equipamentos do veículo”. Dessa forma, o motorista que segurar o cigarro e usar apenas uma das mãos ao volante para conduzir poderá ser multado no valor de R$ 85,13 e perder quatro pontos na carteira.

Mas está achando que a Lei para por aqui? Não mesmo! Se você for pego com o braço para fora do carro (por estar fumando ou por qualquer outra razão), também pode ser multado e perder outros 4 pontos na carteira. O mesmo acontece com aqueles que tem o hábito de jogar a bituca do cigarro pela janela: o condutor está cometendo uma infração média. 😨 Depois de todas essas informações, vale sim ou com certeza redobrar a atenção? Fica a dica!

Uma série de perigos para os motoristas

Os perigos de fumar e dirigir vão muito além das multas, principalmente se você gosta de bater as cinzas para fora do carro. O ato de fumar dentro do veículo aumenta potencialmente o risco de incêndio, que pode ser originado por queimaduras nos estofados. Então, se não der para segurar a vontade, a boa é esperar chegar até o seu destino para acender o próximo cigarro, viu?

E vamos combinar que dirigir segurando o cigarro e usando apenas uma das mãos diminui bastante a segurança, não é? Esta é uma atitude que pode provocar acidentes de trânsito já que, em casos de aparecimento de obstáculos que necessitem de reflexos imediatos do motorista, ele estaria prejudicado por não estar controlando o volante com as duas mãos. Vale ficar atento!

Tem novidade vindo por aí!

Se tem novidade sobre o trânsito, o Blog Viver Seguro no Trânsito está por dentro! E queremos falar sobre o Projeto de Lei 8.709/17, do deputado Heuler Cruvinel, que pretende inserir um artigo no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) que proíbe o condutor de fumar dentro do carro que estiver em funcionamento ou movimento, prevendo multa para quem descumprir a norma e considerando o ato infração gravíssima. 😨

Respire fundo, apague o cigarro e viva melhor

Como por aqui a gente gosta muito de dados, não poderíamos terminar esse post de outra forma! A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que, todos os anos, cerca de 6 milhões de pessoas morrem em todo o mundo em razão de doenças provocadas pelo tabagismo. Somente no Brasil, esse número chega a 200 mil. A pior parte dessa história toda é que cerca de 10% dessas mortes são de fumantes passivos, ou seja, aquelas pessoas que não fumam, mas convivem com fumantes. 😔

Com esse post, queremos te mostrar que os perigos do cigarro também estão ligados ao universo do trânsito e que existe muito mais relação entre fumar e dirigir do que imaginamos. ;) Então, que tal aproveitar a oportunidade para largar esse hábito de lado? Com força de vontade, suporte profissional e dedicação, é possível! ❤ Esperamos por você nos comentários!😉



Continuar lendo

Página 1 de 30
12345678910...