Sign In
Início do conteúdo
​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​Sala de Imprensa​​​​​​

Newsletter​​​​​​

Seguradora Líder amplia ações de simplificação do pedido do Seguro DPVAT

Publicado em segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Newsletter - 07/10/2019 - 101ª Edição

Uma das missões da Seguradora Líder é garantir o acesso facilitado aos benefícios do Seguro DPVAT para toda a sociedade brasileira. Em mais um esforço para a simplificação dos processos de solicitação dos pedidos de indenização e reembolso de despesas, alguns documentos deixaram de ser exigidos para solicitações recebidas desde o último dia 30 de setembro. Além disso, outras documentações passaram a ser aceitas em cópias simples. No caso de pendências em pedidos do Seguro DPVAT recebidos antes do dia 30, as regras anteriores continuam valendo.

Um dos documentos obrigatórios e mais importantes para dar entrada no pedido do Seguro DPVAT, o Boletim ou Registro de Ocorrência Policial passou a ser aceito em cópia simples, não havendo mais necessidade de autenticação em cartório. Nos casos de solicitações na cobertura de invalidez permanente, o Laudo do Instituto Médico Legal (IML) também pode ser apresentado em cópia simples.

Outro documento que teve mudanças foi o Comprovante de Residência que, a partir de agora, não precisa mais ter sido emitido nos últimos seis meses para ser aceito.

Outra importante alteração é a Comprovação do Ato Declaratório, que deixou de ser exigida em pedidos recebidos a partir do dia 30. Para pedidos do Seguro DPVAT anteriores, se o registro da ocorrência foi feito após o acidente, por ato declaratório, é indispensável a apresentação de documentos adicionais (clique aqui e veja quais são), emitidos na data do acidente, ratificando que o acidente ocorreu, circunstâncias e participação da vítima.

A Declaração do Proprietário do Veículo é mais uma documentação que não precisa mais ser apresentada nos pedidos nas coberturas de Invalidez Permanente e Reembolso de Despesas Médicas e Suplementares (DAMS) realizados a partir do dia 30. A declaração era exigida nos casos em que: 1) o acidente envolvia uma motocicleta e a vítima, condutora ou passageira, não era a proprietária do veículo; 2) e o Boletim de Ocorrência foi emitido após o acidente, por ato declaratório. Para pedidos de indenização realizados anteriores ao dia 30 de setembro, veja aqui como apresentar essa declaração.

Em outubro do ano passado, com o objetivo de simplificar o processo para os beneficiários, a Seguradora Líder lançou o Formulário de Pedido do Seguro DPVAT, descontinuando uma série de declarações, como noticiado na 49ª edição da newsletter Líder Informa. Com as novas mudanças, o formulário também foi ajustado. A partir de agora, o beneficiário que der entrada no pedido de indenização por invalidez permanente e não entregar o Laudo do Instituto Médico Legal (IML) precisará apenas assinalar o item “Declaração de Ausência de Laudo do IML”, sem necessidade de justificar a não apresentação. A nova versão do documento pode ser acessada clicando aqui.





​Mais artigos​